júlia kubiak, da graduação para o doutorado

Júlia atuou como bolsista de iniciação científica e reuniu experiência necessária para fazer o doutorado, sem passar pelo mestrado. / Foto: Arquivo pessoal

E se você pudesse concluir a graduação e logo em seguida entrar no mundo da pesquisa científica? Essa é a história de Julia Kubiak, que se formou em Ciência da Computação pela PUCRS e, durante a graduação, participou do Programa G-PG, que permite que estudantes antecipem disciplinas de mestrado e doutorado, dando um passo além na sua formação. Durante o curso, ela também participou do programa de Iniciação Científica. Esses fatores foram determinantes para seu desenvolvimento acadêmico: atualmente, está cursando Doutorado em Ciência da Computação – isso logo após concluir a graduação, sem a necessidade de passar pelo Mestrado, como é o habitual.  

Durante a faculdade, Julia integrou o grupo de pesquisa de sua atual orientadora, a professora Soraia Musse. Lá, ela descobriu o mundo da pesquisa na área de computação gráfica e se encantou tanto com o processo de pesquisa quanto com a ideia de poder trabalhar com desenvolvimento na indústria de entretenimento no futuro, que é seu sonho.  

“Assim, eu seria capaz de unir duas coisas que eu gosto de fazer como profissão: pesquisar e fazer descobertas científicas, mas também implementá-las e desenvolvê-las em situações práticas”, conta Julia, que sempre teve vontade de cursar uma pós-graduação. 

Segundo ela, os bons resultados de sua pesquisa e o reconhecimento pelo seu excelente trabalho foram sua principal motivação para se candidatar direto para o Doutorado. Além disso, o incentivo também veio da orientadora, professora Soraia, que disse que o trabalho de Julia como bolsista de iniciação científica já daria a ela a experiência necessária para fazer o doutorado, sem precisar cursar um mestrado antes.

“O que me levou a querer investir nessa ideia, além do fato de que um doutorado me deixaria ainda mais qualificada para seguir o meu objetivo de carreira com pesquisa e desenvolvimento, foi a minha vontade de morar no exterior e ter experiências em universidades e empresas estrangeiras, um processo que é mais fácil de realizar a partir do doutorado do que do mestrado”, explica Julia. 

da graduação para o doutorado

Com o Programa G-PG é possível antecipar disciplinas de mestrado e doutorado, ainda durante a graduação. / Foto: Bruno Todeschini

Além da orientadora, a estudante também recebeu apoio de outros professores que conheciam seu trabalho, colegas, amigos e família. “Isso me trouxe mais confiança para seguir adiante com a ideia e realmente me dedicar para que isso se tornasse realidade”, comenta. 

Pesquisa estuda expressões faciais e computação gráfica 

Durante a graduação, o foco da pesquisa de Julia foram expressões faciais – mais especificamente, o desenvolvimento de métodos computacionais para identificar diferentes estilos das pessoas ao expressar emoções. Ela explica que a forma de uma pessoa expressar felicidade, por exemplo, pode ser diferente da de outra pessoa, mas sempre entendemos que elas expressam a mesma emoção. O passo seguinte, após entender esses diferentes estilos, foi tentar aplicá-los em personagens virtuais e validar se essas diferenças continuavam sendo percebidas em humanos de computação gráfica.  

Ao ingressar no doutorado, o intuito inicial de Julia era expandir a pesquisa para trabalhar com estilos de movimento do corpo todo, não só da face. Porém, o foco da pesquisa acabou mudando um pouco: em fevereiro, a estudante foi visitar um grupo de pesquisa em animação computadorizada na França. Lá, ela estabeleceu uma parceria com o grupo em um estudo sobre animação de movimento de personagens e como eles interagem com o ambiente onde se encontram. 

“Com a minha experiência em expressões faciais e animação da face, nós tivemos a ideia de criar uma visão e uma percepção para esse personagem. Assim, atualmente o tema da minha tese tem sido procurar formas de simular a atenção e a visão humana em personagens virtuais, de forma que o personagem saiba onde ele deve olhar e o que o chama a sua atenção no seu ambiente de acordo com diversos fatores: o que ele encontra no ambiente, seus objetivos, emoções, e entre outros possíveis estímulos. A ideia tem sido se aproximar o máximo possível do comportamento de atenção de um humano real”, explica a doutoranda. 

Todo o processo exigiu muita dedicação de Julia: ela conta que começou a estudar a fundo sobre seu tópico de pesquisa e trabalhar na proposta de projeto cerca de dois meses antes da abertura das inscrições. Além disso, ela também entrou em contato com professores conhecidos para pedir cartas de recomendação e praticou a apresentação alguns dias antes da entrevista.  

“Fiquei muito feliz que a ideia de pular direto para o doutorado pode se tornar realidade, e de saber que meu esforço e dedicação foram reconhecidos e deram resultados. Sinto que estou mais próxima de atingir o meu objetivo de carreira e estou bem empolgada com o futuro”, diz. 

Mulheres são maioria na área da pesquisa – e minoria na TI 

da graduação para o doutorado

Na PUCRS, número de alunas de graduação matriculadas em cursos de TI vem aumentando a cada ano. / Foto: Giordano Toldo

Segundo dados da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), atualmente as mulheres representam a maioria – 54,2% – dos matriculados em cursos strictu sensu (mestrado e doutorado) atualmente no Brasil. O número de mulheres atuando na área de tecnologia da informação (TI), no entanto, deixa a desejar: apenas 20% da força de trabalho nessa área é feminina, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Leia também: Projeto Mulheres na Ciência avança para nova fase e amplia o número de universidades participantes

Sendo parte de ambas as estatísticas e a primeira mulher do ramo da TI a ingressar diretamente no doutorado, Julia afirma estar muito feliz em poder fazer a diferença na área. Para ela, é de extrema importância trazer mais diversidade de gênero para essa área, que atualmente é predominantemente masculina. “Acredito que devemos seguir encorajando mais mulheres a buscarem essa área enquanto construímos um espaço mais diverso e respeitoso para podermos nos sentir confortáveis para seguir trabalhando nessa área que certamente não é só para homens”, ressalta. 

Na PUCRS, temos um número cada vez maior de alunas de graduação matriculadas em cursos de TI e isso, para a área, é uma grande evolução. Porém, ainda não é tão expressivo o número de estudantes que seguem a vida acadêmica: há alunas que ainda têm receio de ingressar na pós-graduação e até mesmo desistem da graduação. A mensagem que Julia deixa para essas estudantes é de motivação e coragem: 

“Não deixem sua ambição e paixão serem afetadas pela nossa minoria. Eu passei a graduação inteira quase nunca tendo colegas mulheres para compartilhar experiências, e por mais que tenha me sentido sozinha em muitos momentos e passado por experiências negativas com o machismo, não desisti. Afinal, eu sabia que essa era a área que queria seguir independente das circunstâncias, e também contei com um apoio muito grande de amigos e professores. Certamente não devemos nos conformar com a situação atual, devemos seguir lutando para tornar essa área mais acessível e aberta para todos os gêneros.”

ESTUDE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO NA PUCRS

Anúncio do Programa de Integração da Graduação com a Pós - GPGAs inscrições para o Programa Integração da Graduação com a Pós (G-PG) foram prorrogadas até o dia 12 de março de 2021. Através da iniciativa, alunos de todos os cursos de graduação podem se matricular em disciplinas de mestrado e doutorado e aproveitar os créditos cursados nas duas formações. 

Além de ser uma excelente preparação para quem já pensa em embarcar em um curso de mestrado ao final da graduação, o G-PG também possibilita uma aproximação com a pesquisa científica e a produção acadêmica, além de temáticas atuais nas mais diversas áreas do conhecimento. 

Interessados podem verificar a lista de disciplinas ofertadas em 2021/1 neste link. Após a escolha, os candidatos devem enviar o formulário de inscrição preenchido para a secretária do Programa de Pós-Graduação escolhido. Os e-mails de contato de cada programa estão disponíveis no site do G-PGPara esclarecer dúvidas ou obter informações, o estudante deve contatar o PPG da disciplina de interesse. 

Leia também: G-PG: 5 motivos para você antecipar disciplinas de mestrado e doutorado na graduação

gpg,graduação,programa de integração da graduação com a pós,mestrado,pós-graduação,doutorado

Inscrições acontecem de 1 a 17 de julho

Na PUCRS, alunos que tenham interesse em continuar os estudos após a graduação podem dar o primeiro passo nesse caminho antes mesmo de se formarem. O programa de Integração da Graduação com a Pós (G-PG) permite que os estudantes antecipem disciplinas de mestrado e doutorado durante a faculdade. Para o próximo semestre, serão oferecidas disciplinas em todas as sete escolas da Universidade, e as inscrições se iniciam nesta quarta-feira, dia 1 de julho.

Uma das vantagens de antecipar disciplinas da pós-graduação é a possibilidade de aproveitá-las como créditos eletivos, ao mesmo tempo em que permite uma preparação para a próxima etapa de formação. E esses mesmos créditos também serão validados quando o estudante ingressar oficialmente em algum Programa de Pós-Graduação (PPG).

Cursando disciplinas do G-PG, o aluno ainda se aproxima da pesquisa científica e da produção acadêmica; conhece professores e pesquisadores reconhecidos nacional e internacionalmente; e amplia seus conhecimentos e suas possibilidades profissionais.

Benefícios para graduação e para a pós-graduação

O mestrando do Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução de Biodiversidade (PPGEEB), da Escola de Ciências da Saúde e da VidaEduardo Moreira da Silva conta que se inscreveu para o G-PG porque já planejava seguir carreira acadêmica. Formado em Ciências Biológicas no último semestre, diz que uma das vantagens são as interações e discussões mais complexas e específicas que o programa permite.

Silva lembra que a escolha da disciplina ocorreu após um professor comentar sobre ela e sobre o PPGEEB em aula, despertando seu interesse. “Os frutos de participar do G-PG são colhidos rapidamente, uma vez que determinados conhecimento específicos aprendidos nas aulas da pós-graduação podem auxiliar na compreensão de assuntos discutidos na graduação. No meu caso, os conhecimentos técnicos que eu adquiri foram essenciais para a realização do meu primeiro estágio obrigatório, como também para a elaboração do meu atual projeto de mestrado”, destaca.

Eduardo ainda reforça o fato de o programa dar uma ideia de como será o curso de pós-graduação, o que pode ser definitivo na hora de determinar o rumo da carreira – um dos motivos pelos quais Pietra Moraes Borges decidiu se inscrever. Atualmente concluindo o primeiro semestre de mestrado em Engenharia e Tecnologia de Materiais (PGTEMA), da Escola Politécnica, ela conta que foi bolsista de Iniciação Científica durante o curso de Engenharia Civil, o que a possibilitou ter contato com muitas pessoas do programa. “Elas me incentivaram a cursar disciplinas da pós para eu ter uma noção de como era o mestrado e decidir se era mesmo o que eu queria”, relata.

Para Pietra, um dos muitos pontos positivos do P-GP é a possibilidade de antecipar créditos da pós-graduação. A mestranda, que cursou duas disciplinas antecipadamente, comenta que poderá concluir os créditos ainda em 2020, o que permitirá que tenha um ano para se dedicar exclusivamente à dissertação.

Alunos devem manifestar interesse a partir desta quarta-feira

Quem desejar dar um passo a mais durante a graduação e antecipar disciplinas da pós precisa manifestar interesse preenchendo este formulário e enviando-o por e-mail para a secretaria do PPG de interesse entre os dias 1 e 17 de julho. No dia 27 do mesmo mês, os alunos receberão um retorno para a solicitação.

No momento de fazer a matrícula nas disciplinas de graduação, basta o estudante reservar os horários na sua grade para as disciplinas de pós-graduação escolhidas. A matrícula na disciplina do PPG deverá ser feita no período entre 10 e 14 de agosto.

Mais informações sobre o G-PG estão disponíveis no site do programa.