Programa de Pós-Graduação em

Gerontologia Biomédica

Conceito CAPES – 7

O Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul oferece formação nos níveis de mestrado e doutorado em Gerontologia Biomédica (área de concentração). Está dividido em quatro linhas de pesquisa:

(a) Aspectos biológicos no envelhecimento,

(b) Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento,

(c) Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento e

(d) Envelhecimento e Saúde Pública.

Inscrições: De 29/04 a 08/07/2024

Duração mestrado: 12 a 24 meses

Duração doutorado: 30 a 54 meses

Email: [email protected]

Compartilhe este curso

O programa iniciou em junho de 2000 e é credenciado no Sistema Nacional de Pós-Graduação da CAPES na área interdisciplinar. Está em constante desenvolvimento na busca de fortalecer relações produtivas com as mais diversas áreas do conhecimento com vista no desenvolvimento científico e tecnológico da Gerontologia.

Objetivos

O objetivo do Programa de Pós-graduação em Gerontologia Biomédica (GERONBIO) é formar, através de Stricto sensu em cursos de mestrado e doutorado, de forma interdisciplinar, profissionais com conhecimentos, habilidades, competências e atitudes para o desempenho de atividades de pesquisa, ensino, extensão e assistência, primando pela qualidade acadêmica, ética e relevância social. Apresenta uma área de concentração (Gerontologia Biomédica) e quatro linhas de pesquisa:

(1) Aspectos Biológicos do Envelhecimento,

(2) Aspectos Clínicos e Emocionais no Envelhecimento,

(3) Aspectos Socioculturais, Demográficos e Bioéticos no Envelhecimento e

(4) Envelhecimento e Saúde Pública.

Escopo

O Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica (GERONBIO) da Escola de Medicina visa a formação de mestres e doutores com reconhecida habilidade e competência interdisciplinar em Gerontologia Biomédica.

Créditos e Prazo para Defesa

Mestrado: 18 créditos
Mestrado: mínimo de 12 e máximo de 24 meses

O processo de seleção para o mestrado é anual (dezembro) e para o doutorado é semestral (julho e dezembro). Para ambos os cursos, a classificação dos candidatos aprovados far-se-á pela ordem sendo os candidatos classificados da maior para a menor nota final, observando o limite do número de vagas. O resultado final do processo de seleção será divulgado em forma de listagem: candidatos selecionados e candidatos suplentes; de acordo com a ordem de classificação e respeitando o número de vagas oferecidas pelo Programa. Caso ocorram desistências de candidatos selecionados, poderão ser chamados a ocupar as vagas os candidatos suplentes.

Clique aqui e confira o edital de 2024/2

Confira os horários das entrevistas para Mestrado e Doutorado – 2024/2

Bolsas

CAPES, CNPq e outras, conforme disponibilidade.

Programa G-PG

Acesse o site

Programa G+1

Clique aqui e confira o edital 2024/1

Matrículas

1° Matrícula (Ingresso)
A matrícula deverá ser realizada semestralmente, em março e agosto, com datas definidas de acordo com o calendário acadêmico estabelecido pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPESQ). O documento gerado deve ser assinado e entregue na secretaria.

As matrículas são realizadas via sistemas de matrícula da Pós-Graduação – https://webapp.pucrs.br/sipos/matricula.html

Guia Matrícula (passo a passo)

Aluno Especial (disciplina isolada)

A PUCRS permite a matrícula em disciplinas isoladas, dos PPGs, de interessados graduados na condição de alunos especiais. Nessa condição de aluno especial, podem se matricular interessados que não tenham sido aprovados no Processo Seletivo do PPG, por exemplo. O candidato interessado preenche o formulário de inscrição e apresenta os documentos exigidos pelo programa. A solicitação de inscrição e a documentação será analisada pela Comissão Coordenadora e poderá ser aceita ou recusada de acordo com a disponibilidade de vagas nas turmas já oferecidas pelo PPG-GERONBIO.

Requisitos Básicos
Ter curso de graduação completo
Observações: O fato do aluno cursar disciplinas na modalidade Aluno Especial não garante vaga para o curso em seleções futuras. O aluno especial interessado em realizar um dos cursos (mestrado ou doutorado) deve inscrever-se como os demais candidatos (seleção). No entanto, uma vez aprovado na seleção, o candidato poderá solicitar aproveitamento das disciplinas cursadas como Aluno Especial.

Documentação Solicitada
Para 1º matrícula:

  • Cópia do Histórico Escolar (autenticada);
  • Cópia do Diploma de Graduação ou Comprovante (autenticada);
  • Cópia da Carteira de Identidade e CPF;
  • Cópia do Certificado de Reservista;
  • Cópia do Título de Eleitor e Comprovante Eleitoral;
  • Curriculum Vitae;
  • Uma foto 3×4.
  • Formulário de inscrição: Formulário Aluno Especial

Para matrículas subseqüentes:

  • Aspectos biológicos no envelhecimento

    Estudo das características biológicas básicas que participam do processo de envelhecimento nos níveis molecular, celular, bioquímico, genético e evolutivo, bem como a sua interação com os fatores ambientais em modelos animais e em seres humanos.

  • Aspectos clínicos e emocionais no envelhecimento

    Estudo do envelhecimento normal e patológico, enfocando as principais doenças e disfunções que acometem os idosos, o impacto das mesmas na qualidade de vida, autonomia e independência dos idosos, os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das síndromes geriátricas.

  • Aspectos socioculturais, demográficos e bioéticos no envelhecimento

    Estudo sobre a influência social, cultural e demográfica no envelhecimento, os mitos em relação à velhice, a percepção do envelhecimento em diferentes culturas e sociedades, a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, as políticas sociais voltadas aos idosos, a perspectiva do envelhecimento ativo, bem como o estudo das inter-relações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito (privacidade e confidencialidade, finitude, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos).

  • Envelhecimento e Saúde Pública

    Visa estudar epidemiologicamente a saúde dos idosos, incluindo os longevos, para conhecer suas condições de vida, saúde e atenção à saúde recebida e percebida por esta faixa populacional. Busca-se a avaliação dos serviços de atenção básica e secundária de saúde, criar instrumentos de monitoramento do acesso, das rotinas de atendimento e da atenção prestada aos idosos e longevos nos serviços de saúde pública. Inclui ainda investigação da história natural das doenças e condições relacionadas à saúde, prevenção e vigilância em saúde, considerando variáveis sócio-demográficas, indicadores de saúde, estilo de vida, capacidade funcional, competências psicossociais e qualidade de vida.

  • Análise Avançada de Dados Qualitativos

    Código 313A8-02 | 30 horas-aula

    Abordagens, métodos e técnicas de pesquisa qualitativa em Psicologia. Principais correntes teórico-metodológicas que fundamentam as análises qualitativas de pesquisa nas ciências humanas. Métodos de investigação e procedimentos para coleta e análise de diferentes tipos de pesquisa com métodos qualitativos.

  • Bioestatística Odontológica

    Código 83293-02 | 30 horas-aula

    A disciplina tem como proposta fornecer uma introdução aos aspectos essenciais da estatística e suas aplicações na pesquisa odontológica. Propiciar o conhecimento dos elementos da inferência estatística e auxiliar na identificação e escolha dos principais procedimentos estatísticos básicos que ocorrem na prática. Apresentar os fundamentos para o cálculo do tamanho da amostra nas diferentes situações da pesquisa odontológica.

  • Biomecânica Avançada

    Código 1937N-03 | 45 horas-aula

    Estudo dos aspectos cinéticos, cinemáticos e eletrofisiológicos do movimento humano aplicados à pesquisa. Estudo da arquitetura muscular in vivo e das propriedades mecânicas musculares. Análise da eletromiografia de superfície. Estudo das técnicas de pesquisa em biomecânica, cinética, cinemática e eletromiografia, por meio de uma abordagem teórico-prática em laboratório.

  • Bioética Em Odontologia

    Código 83274-02 | 30 horas-aula

    Tem como objetivo o estudo sistemático dos temas ou das questões de valor, assim como dos dilemas éticos que emergem do campo teórico e prático das Ciências Biomédicas.

  • Biologia do Envelhecimento

    Código 40504-04 | 60 horas-aula

    Estudo dos fenômenos biológicos envolvidos no processo de envelhecimento caracterizando as diferentes fases nos organismos vivos. Análise das diferentes teorias que procuram explicar o envelhecimento e os fatores endógenos e exógenos que interferem neste processo. Mecanismos de senescência replicativa: mecanismos estocásticos, transdução de sinais e regulação da proliferação celular, mecanismos genéticos. Modelos experimentais para o estudo do envelhecimento. Fatores genéticos envolvidos no processo de senescência. Mecanismos celulares e moleculares da imunossenescência. Perfil de risco imunológico. Envelhecimento imune prematuro. Modulação da imunossenescência.

  • Biomecânica do Envelhecimento

    Código 1933K-04 | 60 horas-aula

    Estudo dos aspectos cinéticos, cinemáticos e eletrofisiológicos da marcha humana aplicados à saúde do idoso. Estudo da arquitetura muscular in vivo e das propriedades mecânicas musculares durante o envelhecimento. Análise da eletromiografia de superfície em idosos. Estudo das técnicas de pesquisa em biomecânica, cinética, cinemática e eletromiografia, por meio de uma abordagem teórico-prática em laboratório, aplicadas ao envelhecimento.

  • Biomecânica e Controle Motor no Envelhecimento

    Código 193BA-03 | 45 horas-aula

    Estudo da biomecânica e da neurobiologia do controle motor durante o envelhecimento, incluindo o estudo da locomoção/marcha humana, arquitetura muscular e propriedades mecânicas musculares, bem como a análise da eletromiografia de superfície em idosos. Também são analisados os principais conceitos e teorias sobre os processos do comportamento motor durante o processo de envelhecimento, incluindo alterações que ocorrem no acidente vascular cerebral e nas doenças de Parkinson e Alzheimer. Serão utilizadas técnicas de aprendizado pela pesquisa e atividades teórico-práticas em laboratório para abordar os tópicos relacionados ao comportamento motor, desde os aspectos biomecânicos até os sistemas de controle e integração no sistema nervoso central.

  • Bioética em Gerontologia

    Código 10528-02 | 30 horas-aula

    Estudo das interrelações existentes entre a Ética, a Moral e o Direito. Caracterização da Bioética como uma Ética Aplicada. Comparação entre os diferentes modelos explicativos utilizados na Bioética. Reflexão sobre os aspectos éticos envolvidos nas questões relativas a privacidade e confidencialidade, problemas de final de vida, alocação de recursos escassos, respeito à pessoa e tomada de decisão, abuso de idosos e pesquisa com idosos.

  • Cardiometabolismo e Envelhecimento

    Código 193BB-02 | 30 horas-aula

    Na disciplina, serão abordadas as doenças cardiometabólicas mais prevalentes associadas ao envelhecimento, com enfoque no diagnóstico e no manejo (farmacológico e não-farmacológico), com vistas a estimular medidas de promoção e prevenção, sob uma perspectiva interdisciplinar.

  • Cuidado no Processo Saúde-doença no Idoso

    Código 20537-03 | 45 horas-aula

    Serão desenvolvidos conteúdos referentes ao estudo do cuidado no processo de saúde-doença nos idosos, incluindo a visão holística do envelhecimento e a interdisciplinaridade. Adicionalmente, serão discutidas as políticas nacionais e internacionais relativas aos idosos, a terminalidade e o papel dos cuidadores.

  • Demografia e Epidemiologia Gerontológica

    Código 10586-02 | 30 horas-aula

    A disciplina desenvolve os conceitos básicos de Demografia e de Epidemiologia, abordando também a Bioestatística, através de aulas expositivas e seminários desenvolvidos pelos alunos da pós-graduação, nos quais precisão pesquisar e preparar apresentação para os colegas. Permite a discussão dos temas apresentados por cada aluno, com intermediação do professor, com complementação do conteúdo programático, quando necessário. Objetiva a reflexão crítica sobre o envelhecimento populacional e o método científico utilizado nas análises demográficas e nas pesquisas clínicas e epidemiológicas.

  • Desenvolvimento e Elaboração de Projetos de Pesquisas

    Código 63341-04 | 60 horas-aula

    A elaboração de um projeto com qualidade é essencial para o andamento de uma pesquisa científica. Desse modo, essa disciplina visa qualificar o aluno para a redação e apresentação de um projeto tanto na área clínica quanto na experimental mediante a discussão de conceitos básicos da anatomia e fisiologia de um projeto de pesquisa.

  • Diagnóstico Molecular de Doenças Associadas ao Envelhecimento

    Código 10590-02 | 30 horas-aula

    Fundamentos sobre as alterações moleculares que ocorrem durante o envelhecimento e principais técnicas moleculares utilizada no diagnóstico de doenças infecto-contagiosas e crônicas não transmissíveis frequentes em idosos.

  • Dinâmicas e Politicas da Pesquisa Cientifica

    Código 7311B-02 | 30 horas-aula

    A presente disciplina tem como objetivo estimular discussões sobre as políticas de pesquisa no Brasil, incluindo os mecanismos de avaliação da CAPES e de cientometria. Também se propõe a discutir as formas de obtenção de fomentos para a ciência, com vistas a abordar diferentes modalidades dos Editais. Ademais, uma das propostas da disciplina é discutir a carreira científica no Brasil e no exterior e as possibilidades de inserção no mercado. Serão ainda contempladas discussões sobre as distinções entre áreas de concentração, bem como diferenças regionais, entre outros temas controversos em ciência. Será abordado o processo de revisão por pares, tanto de projetos, quanto de trabalhos científicos submetidos a revistas indexadas. Parte das aulas será voltada para a discussão de aspectos éticos em pesquisa, incluindo temas como plagiarismo, coautoria, publicação de resultados negativos, entre outros. Será realizada atividade de treinamento nos quesitos de avaliação de trabalhos de conclusão, incluindo dissertações e teses.

  • Epidemiologia Odontológica

    Código 83292-02 | 30 horas-aula

    Aborda de forma teórica os princípios básicos da epidemiologia, identificando os indicadores biossociais dos processos saúde-doença da cárie e da doença periodontal, buscando identificar as interrelações existentes no âmbito coletivo. Os objetivos específicos são: identificar a natureza do estudo epidemiológico; descrever os diferentes métodos epidemiológicos; nomear e caracterizar os índices de natureza epidemiológica relativos à cárie e doença periodontal; estabelecer as principais interrelações entre os indicadores biológicos e sociais com o desenvolvimento da cárie e doença periodontal; organizar levantamentos epidemiológicos; aplicar índices epidemiológicos de cárie e doença periodontal; analisar e interpretar os resultados de estudos de natureza epidemiológica.

  • Encontros com A Longevidade

    Código 1935L-02 | 30 horas-aula

    A disciplina busca oportunizar aos alunos do Programa de Gerontologia Biomédica o contato pessoal ou por videoconferência com longevos (pessoas com 80 anos ou mais de idade) participantes de pesquisas do Instituto de Geriatria e Gerontologia ou da UNATI da PUCRS, com o propósito de compreender suas trajetórias de vida em um contexto holístico. Os alunos terão a oportunidade de compreender o processo de envelhecimento que cada um dos longevos tem passado deste a sua trajetória de vida e situação atual de vida dentro do contexto do envelhecimento ativo. Através dos relatos dos longevos será possível descrever a sua história de vida que poderá gerar uma publicação de acordo com o desempenho dos alunos.

  • Envelhecimento Cognitivo Normal e Patológico: Implicações Clínicas

    Código 40503-02 | 30 horas-aula

    A disciplina busca abordar campos de estudo em cognição e comportamento no envelhecimento saudável e nas doenças neurodegenerativas, assim como o diagnóstico diferencial de depressão e declínio cognitivo.

  • Envelhecimento e Atividade Física

    Código 20598-02 | 30 horas-aula

    A disciplina abordará distintas dimensões do envelhecimento e suas imbricações com uma vida fisicamente ativa. Ao tratar de uma miríade de benefícios à saúde de idosos sadios ou acometidos por doença não transmissível, terá como foco estudos e debates sobre a melhora da qualidade de vida e a diminuição da mortalidade.

  • Envelhecimento e Neurobiologia do Controle Motor

    Código 1931A-02 | 30 horas-aula

    Esta disciplina tem como principal objetivo a apresentação dos principais conceitos e teorias vigentes sobre a neurobiologia do controle motor, enfatizando as alterações sensório-cognitivo-motoras que ocorrem no processo de envelhecimento, tanto o bem-sucedido quanto na presença de doenças e disfunções do sistema nervoso que são altamente prevalentes em nossa população, tais como o Acidente vascular cerebral, as doenças de Parkinson e Alzheimer, dentre outras. Para tanto, os seguintes pontos serão abordados: Teorias e modelos de controle motor; Evolução dos sistemas motores; Circuitos corticais, subcorticais e medulares do movimento; Escolha e seleção de padrões motores; Redes neurais para a geração de comportamentos motores rítmicos; Feedback sensorial no controle da postura e locomoção; Coordenação de movimentos rítmicos; Movimentos de alcance e preensão; Plasticidade e aprendizado em redes de controle motor; Integrações multimodais do sistema nervoso central e controle motor.

  • Envelhecimento e Neuropsicologia das Funções Cognitivas

    Código 40502-02 | 30 horas-aula

    A disciplina se propõe a trabalhar com conteúdos sobre a influência do envelhecimento no funcionamento cognitivo do indivíduo. Sabe-se que o envelhecimento acarreta declínios e perdas a nível cognitivo e comportamental, sabe-se também que esses declínios fazem parte do envelhecimento saudável. No entanto, algumas habilidades cognitivas, sofrem maiores prejuízos do que o esperado, podendo indicar risco para o desenvolvimento de doença neurodegenerativa.

  • Envelhecimento e Saúde Mental

    Código 10557-02 | 30 horas-aula

    A disciplina objetiva estudar o envelhecimento normal e patológico enfocando as principais doenças mentais nesta faixa etária. No estudo destas patologias destaca a situação epidemiológica, o quadro clínico, o diagnóstico principal e diferencial das patologias e o tratamento. Aprofunda ainda o conhecimento da relação entre profissional de saúde, o cuidador e o paciente geriátrico.

  • Epidemiologia em Saúde

    Código 63340-02 | 30 horas-aula

    A epidemiologia clínica é uma ferramenta básica para a medicina clínica baseada em evidências. A disciplina epidemiologia estuda os eventos clínicos em um grupo específico de pessoas, mediante métodos científicos padronizados, com objetivo de produzir informações acuradas e válidas, para um melhor tratamento e prevenção das doenças.

  • Escrita de Artigos na Língua Inglesa

    Código 1932B-02 | 30 horas-aula

    O desenvolvimento científico é um processo contínuo e sistemático de ações que visam contribuir para a excelência acadêmica, tendo por base o ensino e a pesquisa. A produção do conhecimento por si só, não é suficiente para a consolidação da capacitação dos alunos de pós-graduação. É necessário a divulgação do conhecimento para a comunidade científica e para a sociedade como um todo. A divulgação dos novos conhecimentos adquiridos na nossa Universidade e o compartilhamento dos saberes de maneira global somente poderá ser intensificado quando forem divulgados em uma linguagem comum aos pares, facilitando a interação entre instituições de ensino e pesquisa de diferentes países. Hoje, a internacionalização é mandatória para a continuidade do desenvolvimento e reconhecimento científico. Para isso, nossos alunos de pós-graduação deverão receber treinamento em redação científica em língua inglesa para a divulgação das suas produções para a comunidade científica em revistas de circulação internacional, como esperado para os programas de pós-graduação de excelência.

  • Evidências Evolutivas e Moleculares do Envelhecimento Humano

    Código 1933L-02 | 30 horas-aula

    Investigação aprofundada dos mecanismos genéticos e moleculares do envelhecimento na espécie humana. Estudos relacionados as diferenças dos processos de sobrevivência e colapso pós período reprodutivo que ocorre entre os seres humanos e demais mamíferos. Busca de possíveis respostas a pergunta: “por que envelhecemos?”

  • Farmacologia da Inflamação

    Código 23394-02 | 30 horas-aula

    A presente disciplina tem por objetivo abordar vários aspectos relacionados com a farmacologia da inflamação, a saber: aspectos bioquímicos e moleculares dos eventos inflamatórios, com ênfase em modulação farmacológica. Serão contempladas as principais alterações vasculares e celulares em resposta a diferentes estímulos. Como tópicos de interesse, destacam-se: (1) o estudo de mediadores da resposta inflamatória, incluindo aqueles derivados de mastócitos (histamina e serotonina), mediadores lipídicos (prostanóides e leucotrienos), mediadores peptídicos (bradicinina e neurocininas), citocinas e fatores de crescimento, fatores quimiotáticos, mediadores do sistema complemento, óxido nítrico, entre outros; (2) componentes da fase de resolução inflamatória, envolvendo mediadores endógenos relacionados ao restabelecimento da homeostase e reparo tecidual; (3) principais grupos de células envolvidos nas várias fases da inflamação e conexão com a resposta imune; (4) principais receptores e rotas de sinalização, bem como, componentes dos sistemas de transdução intracelular; (5) inflamação associada com infecção e resposta inflamatória sistêmica; (6) correlação entre inflamação e câncer; (7) aspectos regulatórios da transcrição de moléculas implicadas na resposta inflamatória; (8) estudo dos mecanismos de ação dos principais fármacos utilizados no tratamento da inflamação; (9) Doenças inflamatórias crônicas.

  • Fisiologia do Envelhecimento

    Código 20599-02 | 30 horas-aula

    A disciplina abordará o impacto que o processo de envelhecimento exerce sobre os diferentes sistemas fisiológicos humanos, enfocando aspectos sobre o declínio das suas funções.

  • Fundamentals Of Medical Imaging Technologies: An Interdisciplinary Approach

    Código 1932C-03 | 45 horas-aula

    The course will provide a comprehensive overview of the most relevant diagnostic imaging modalities used in radiology and nuclear medicine, covering both clinical and technical aspects, throughout an interdisciplinary approach. The course will introduce the physical principles underlying different medical imaging modalities along with examples of specific applications. The basic principles of digital image processing, including common terminology and the components that define image quality will be discussed. The ongoing research and new developments in molecular and hybrid imaging modalities will be discussed.

  • Geriatria Preventiva

    Código 10512-02 | 30 horas-aula

    A Geriatria Preventiva é definida como a ciência e a arte de prevenir a doença, prolongar a vida com qualidade e promover a saúde e a eficiência mental dos indivíduos em processo de envelhecimento. A disciplina se propõe a contribuir através do desenvolvimento e disseminação do conhecimento para que os indivíduos, à medida que envelheçam, melhorem a sua saúde, tenham segurança, sejam participativos, produtivos, evitem doenças e tenham uma velhice bem-sucedida com autonomia funcional ou autossuficiência e independência.

  • Gerontologia Social

    Código 10518-02 | 30 horas-aula

    Conhecimentos básicos que norteiam a Gerontologia Social, tais como: conceitos, a questão do envelhecimento da sociedade, as políticas sociais voltadas aos idosos, os mitos em relação à velhice, a legislação social (Política Nacional do Idoso, Estatuto do Idoso). O envelhecimento mundial e sua abordagem internacional nas Assembléias de Viena (1982) e Madrid (2002). Trabalha as questões das transições enfrentadas pelo envelhecimento, como a feminilização da velhice, a aposentadoria, a institucionalização, a rede de proteção social, a perspectiva do envelhecimento ativo e a interface com o Serviço Social e áreas afins.

  • Inovação e Empreendedorismo em Saúde e no Envelhecimento Humano

    Código 1937M-02 | 30 horas-aula

    Estudo dos ecossistemas de inovação. Análise dos componentes e da organização dos ambientes de inovação e empreendedorismo, aplicada à saúde do idoso. Estudo sobre a cooperação universidade, empresa e governo. Reflexões sobre a relação entre inovação, ciência e tecnologia, sobretudo no que tange ao envelhecimento saudável. Estudo sobre os Centros de competência e excelência em saúde. Análise das Incubadoras e o fomento ao empreendedorismo em saúde do idoso. Discussões sobre Parques tecnológicos e núcleos de inovação tecnológica.

  • Introdução a Geriatria e Gerontologia

    Código 20532-03 | 45 horas-aula

    Com o envelhecimento da população mundial, aumentam também as morbidades dos idosos. Desta forma, o estudo dos aspectos clínicos das doenças que se manifestam com o processo de envelhecimento e a sua repercussão na qualidade de vida dos indivíduos idosos, bem como os aspectos biológicos, social, político e jurídico envolvidos é de suma importância. A alta taxa de morbidade, padrões atípicos de apresentação das doenças, resposta mais lenta e, muitas vezes, imprevisíveis ao tratamento instituído e a necessidade maior de suporte social aos doentes idosos exigem habilidades dos profissionais da saúde que atuam ou pretendem atuar no atendimento aos indivíduos idosos. Neste contexto, os geriatras e gerontólogos necessitam aprofundar seus conhecimentos, focando os aspectos preventivos, clínicos, terapêuticos e sociais das patologias que surgem com o processo de envelhecimento, bem como adquirir/aprimorar a habilidade de atuar em uma equipe interdisciplinar.

  • Memória e Envelhecimento

    Código 10538-02 | 30 horas-aula

    Esta disciplina tem por função analisar as estruturas e os mecanismos envolvidos no processamento da memória, procurando relacioná-los com as alterações bioquímicas e fisiológicas do sistema nervoso resultantes do envelhecimento normal ou de patologias neurodegenerativas.

  • Metodologia da Pesquisa Biomédica: Métodos Quantitativos

    Código 20533-03 | 45 horas-aula

    A disciplina procura ambientar o aluno do programa nos diferentes instrumentos que lhe é acessível e que pode utilizar na durante uma investigação epidemiológica no qual se dispõe a utilizar uma abordagem quantitativa de pesquisa. Entende-se por análise quantitativa a análise de dados elaborados através de um instrumento de pesquisa no qual foram coletados dados com valores numéricos ou categóricos pré-definidos. O aluno utilizará como exemplo de instrumento de trabalho os programas EpiInfo, SPSS e EXCEL. O EpiInfo é um programa livre desenvolvido para acompanhar o pesquisador desde a tabulação dos dados até a elaboração e análise dos dados gerando, inclusive, gráficos dos mais diversos tipos.

  • Metodologia de Avaliação em Pesquisa

    Código 63339-02 | 30 horas-aula

    O entendimento dos conceitos básicos de bioestatística é fundamental para o planejamento, coleta, avaliação e interpretação dos dados obtidos em pesquisas na área da saúde. Desse modo, essa disciplina visa qualificar o aluno para a descrição, análise básica e apresentação de dados de pesquisa.

  • Métodos Qualitativos na Investigação do Envelhecimento

    Código 10539-02 | 30 horas-aula

    A disciplina trata sobre abordagens de pesquisa de cunho qualitativo e da sua complementaridade com dados de natureza quantitativa, visando sensibilizar profissionais/pesquisadores para a análise das orientações paradigmáticas que sustentam resultados de pesquisa e para a atenção aos critérios de cientificidade.

  • Métodos Qualitativos no Estudo do Envelhecimento

    Código 1933M-02 | 30 horas-aula

    Estudo sobre teoria e metodologia da pesquisa social e sua relevância para a produção de conhecimentos na área do envelhecimento. Análise sobre critérios de cientificidade e particularidades das investigações qualitativas nas áreas das ciências da saúde. Apreensão do ciclo investigativo, com ênfase nos procedimentos metodológicos, incluindo a elaboração do projeto de pesquisa, técnicas, instrumentos e procedimentos investigativos para coleta e análise de dados qualitativos. O enfoque misto na investigação. A Complementaridade de dados quantitativos e qualitativos. Teoria fundamentada dos dados. Elaboração de perguntas de cunho etnográfico. Grupos focais. Análise de conteúdo, análise de discurso e análise textual discursiva. Aspectos éticos da pesquisa.

  • Neurociência E Envelhecimento

    Código 193BG-02 | 30 horas-aula

    A disciplina tem como objetivo proporcionar aos estudantes de pós-graduação um conhecimento aprofundado sobre as alterações neurobiológicas associadas ao envelhecimento. Assim como, o estudo das principais características neuropatológicas do envelhecimento associadas a doenças neurodegenerativas, em especial investigação clínica e de neuroimagem, na Doença de Alzheimer, Demência Vascular, Demência Fronto-temporal e Demência com Corpos de Lewy. Temas: 1. Introdução à neurociência do envelhecimento:  Definição de envelhecimento e suas características neurobiológicas.  Abordagens teóricas e casos práticos de envelhecimento cerebral.  Princípios e técnicas de neurociência aplicados ao estudo do envelhecimento. 2. Bases neurais do envelhecimento:  Alterações estruturais e funcionais no sistema nervoso durante o processo de envelhecimento.  Plasticidade sináptica e neurogênese no cérebro envelhecido.  Mecanismos moleculares e celulares envolvidos no envelhecimento cerebral. 3. Cognição e envelhecimento:  Declínio cognitivo associado ao envelhecimento normal e patológico.  Avaliação neuropsicológica do envelhecimento cognitivo.  Relação entre envelhecimento cerebral e transtornos neurodegenerativos, como a doença de Alzheimer e o declínio cognitivo vascular. 4. Plasticidade cerebral e envelhecimento:  Capacidade de adaptação e plasticidade do cérebro durante o envelhecimento.  Intervenções para promover a plasticidade cerebral e preservar a função cognitiva em idosos.  Neuroplasticidade induzida por estimulação cognitiva, exercício físico, terapias comportamentais e farmacológicas. 5. Perspectivas futuras em neurociência do envelhecimento:  Avanços recentes na pesquisa sobre envelhecimento cerebral.  Terapias emergentes e estratégias de prevenção para doenças relacionadas à idade.  Desafios e oportunidades na área da neurociência do envelhecimento.

  • Neurobiologia do Estresse

    Código 19347-02 | 30 horas-aula

    Explorar os conceitos de estresse, saúde e doença, com um foco particular na literatura histórica e atual. Abordará múltiplas dimensões no estudo do estresse: genéticas, epigenéticas, moleculares, celulares, fisiológicas e cognitivas, especialmente no contexto da pesquisa imunoendócrina e neurocientífica. Estudo da resposta individual ao estresse, como fatores genéticos e ambientais desempenham um papel, como se traduz em condições fisiológicas e mentais e condições patológicas ou de sáude.

  • Neuropsicologia da Memoria

    Código 30500-02 | 30 horas-aula

    O cérebro humano é um computador orgânico notadamente complexo, que além de captar uma grande variedade de experiências sensoriais, processa e armazena essas informações, integrando fragmentos selecionados no momento certo. A memória serve para armazenar e reter experiências passadas e utilizá-las quando convenha no momento presente. A memória pode ser classificada, baseada em sua duração e tipo de recordação.

  • Pharmacotherapy Of Neurological And Psychiatric Disorders

    Código 1932A-01 | 15 horas-aula

    A neurofarmacologia é o estudo do efeito das drogas no cérebro. Os seminários exploram os conceitos e as pesquisas atuais em neurociência cognitiva, incluindo percepção, estrutura e organização cerebral, cognição, memória e a base funcional de certas doenças neurológicas e psiquiátricas humanas. (por exemplo, esquizofrenia, depressão e narcolepsia). O objetivo deste curso é proporcionar aos alunos a oportunidade de adquirir o conhecimento teórico e aplicado da neurofarmacologia que lhes permitirá avançar no desenvolvimento de uma carreira em neurofarmacologia, seja em uma instituição acadêmica, em um instituto de pesquisa ou no setor industrial / de negócios.

  • Pratica de Pesquisa

    Código 20534-03 | 45 horas-aula

    A disciplina visa a reflexão crítica sobre o processo de elaboração de um artigo original, assim como sobre a leitura crítica de artigos. Através de uma abordagem teórica-prática serão discutidas estratégias de elaboração de cada um dos tópicos que compõem um artigo original (título, resumo, introdução, métodos, resultados, discussão e conclusão). Adicionalmente, serão discutidas estratégias de busca, arquivamento e gerenciamento de referências.

  • Princípios de Biologia Molecular

    Código 63416-02 | 30 horas-aula

    Conhecer os principais conceitos teóricos e práticos da área de biologia molecular, aplicada a área da saúde, focando nos principais temas científicos atuais de terapias utilizando biologia molecular.

  • Processamento e Análise de Imagens Biomédicas

    Código 1935M-03 | 45 horas-aula

    Fundamentos dos processos de aquisição e armazenamento de imagens biomédicas digitais. Apresentação de métodos de pré-processamento para realce, redução de ruído e correções. Estudo dos fundamentos da filtragem no domínio espacial e de frequência e suas aplicações. Desenvolvimento de de técnicas de segmentação em imagens biomédicas em nível de cinza e multiespectrais. Análise quantitativa de imagens biomédicas e métodos de reconhecimento de padrões. Discussão de pesquisas biomédicas utilizando processamento e análise de imagens digitais.

  • Prática de Metodologia Epidemiológica

    Código 20500-02 | 30 horas-aula

    A disciplina objetiva a reflexão crítica sobre o método científico e sua utilização prática no desenvolvimento da pesquisa. Desenvolve, de forma prática, os conceitos de epidemiologia clínica e bioestatística, através da sua utilização nos projetos de pesquisa desenvolvidos pelos alunos da pós-graduação. Permite a discussão de todos os elementos de um projeto de pesquisa, com ênfase nos métodos utilizados por cada aluno no seu projeto de pesquisa.

  • Prática em Software de Pesquisa Médica

    Código 63348-04 | 60 horas-aula

    O domínio de ferramentas de informática é fundamental para realização de pesquisa na área da saúde. O objetivo desta disciplina é explorar, de maneira prática, softwares importantes na área de pesquisa médica. O foco será em recursos online, planilhas, programas gráficos, programas de estatística, processadores de texto, e de manejo de referências bibliográficas.

  • Research Methodology: Methods And Techniques

    Código 7334J-01 | 15 horas-aula

    Designing and adhering to the appropriate methodology is fundamental for improving the quality of research. The methodology may differ from problem to problem, yet the basic approach towards research remains the same.

  • Saúde, Doença E Prevenção Na Terceira Idade

    Código 193BL-03 | 45 horas-aula

    A disciplina foca no estudo do cuidado no processo de saúde-doença nas pessoas idosas, incluindo a visão holística do envelhecimento e a interdisciplinaridade, incluindo as políticas nacionais e internacionais relativas as pessoas idosas, a terminalidade e o papel dos cuidadores. Adicionalmente, aborda a Prevenção Geriátrica, seus princípios, objetivos, técnicas e métodos. Fatores determinantes de longevidade e sua relação com o envelhecimento biológico e as doenças prevalentes. Importância da reabilitação social do idoso e sua qualidade de vida.

  • Saúde Pública e Envelhecimento

    Código 30501-02 | 30 horas-aula

    A disciplina busca oportunizar o debate na área de Saúde Pública e Envelhecimento, relacionando com as Políticas Públicas Nacionais e Internacionais, que visam melhorar o acesso dos idosos às ações e serviços de saúde. Busca também fornecer elementos para a avaliação crítica de programas e serviços de saúde, oferecendo subsídios para a construção de políticas mais efetivas na área de Saúde Pública e Envelhecimento.

  • Segurança do Paciente Idoso

    Código 1932D-02 | 30 horas-aula

    A disciplina aborda os temas envelhecimento e Segurança do Paciente idoso com base nas recomendações da Organização Mundial de Saúde, da Aliança Mundial para a Segurança dos Pacientes e do Programa Nacional de Segurança do Paciente, na perspectiva de um olhar e instrumentalização para as práticas seguras e para o envolvimento do idoso e sua família.

  • Segurança do Paciente no Processo de Envelhecimento

    Código 193BD-02 | 30 horas-aula

    A disciplina aborda os temas envelhecimento e Segurança do Paciente com base nas recomendações da Organização Mundial de Saúde, da Aliança Mundial para a Segurança dos Pacientes e do Programa Nacional de Segurança do Paciente, na perspectiva de um olhar e instrumentalização para as práticas seguras e para o envolvimento da pessoa idosa e sua família.

  • Seminários Interdisciplinares em Gerontologia I

    Código 20535-02 | 30 horas-aula

    Os Seminários Interdisciplinares em Gerontologia I busca oferecer uma seqüência consistente de conteúdos que abranjam a discussão de temas sobre o envelhecimento sob a égide da interdisciplinaridade, proporcionando reflexão crítica sobre o significado do envelhecimento e suas repercussões biológicas, psicológicas, sociais, econômicas, culturais. Também visa apresentar cenários relacionados à vivência da pesquisa e da publicação.

  • Seminários Interdisciplinares em Gerontologia II

    Código 20536-02 | 30 horas-aula

    Humanismo e/ou tecnologia no ensino. Responsabilidade do orientador, do professor e sua relação com o aluno, formando a matriz básica de ensino/aprendizagem/pesquisa/publicação. Características, potencialidades e habilidades fundamentais para professores e alunos. Ensino, aprendizagem, dinâmica de sala de aula. O professor/orientador como um exemplo a ser seguido.

  • Sistema Nervoso e Envelhecimento

    Código 10546-02 | 30 horas-aula

    Esta disciplina tem por função analisar as características funcionais do sistema nervoso, procurando relacioná-las com as alterações resultantes do envelhecimento normal ou de patologias neurodegenerativas.

  • Violência Contra A Pessoa Idosa e Estratégias de Enfrentamento

    Código 193BC-03 | 45 horas-aula

    Estudo das múltiplas expressões de violência (violência estrutural, violência institucional, violência simbólica, violência doméstica e intrafamiliar, idadismo, capacitismo) vivenciadas pelas pessoas idosas na sociedade e as interfaces com as relações de exploração e opressão mediatizadas pela condição de gênero, sexualidade, raça, deficiência, idade, entre outros marcadores sociais. Identificação dos fatores de risco e fatores de proteção. Análise dos determinantes sociais, econômicos, culturais, étnico-raciais e de gênero que incidem nos processos de violência e o papel da rede de proteção social no enfrentamento da violência contra a pessoa idosa. Agravos da violência na saúde física e mental das pessoas idosas. Políticas públicas de enfrentamento à violência. Esta disciplina possui um enfoque interdisciplinar e é destinada a profissionais de diferentes áreas do conhecimento como Enfermagem, Serviço Social, Nutrição, Fisioterapia, Medicina, Psicologia, entre outras, que atuam com pessoas idosas ou possuem interesse na área do estudo da violência e envelhecimento.

  • Ética e Integridade na Pesquisa

    Código 19302-02 | 30 horas-aula

    Atualmente, com a grande facilidade de obtenção de conhecimento e de dados por meio das redes sociais e internet, é crescente o número de casos de má-conduta na execução e publicação das pesquisas em todo o mundo, levando a perda da credibilidade das publicações científicas. Esta disciplina tem por objetivo orientar os alunos a respeito das boas práticas em pesquisa, desde a execução de seus projetos até a publicação dos resultados, salientando a importância do registro adequado dos dados das pesquisas.

  • Ética em Odontologia

    Código 83278-02 | 30 horas-aula

    A disciplina propõe o conhecimento dos conceitos fundamentais da Ética com o objetivo de atingir as seguintes metas: a formulação de juízos éticos corretos; o uso adequado de princípios éticos no exercício diário da vida individual, familiar, profissional, social e política; o desenvolvimento da compreensão e da capacidade de crítica, aceitação ou recusa dos princípios referentes à ação nos diversos aspectos da vida diária; a compreensão e a busca de soluções para alguns dos graves problemas que desafiam a humanidade por meio da Ética aplicada.

Coordenação

Profa. Dra. Denise Cantarelli Machado | [email protected]

Comissão Coordenadora

Profa. Dra. Denise Cantarelli Machado (coordenadora) | [email protected]

Prof. Dr. Alfredo Cataldo Neto | [email protected]

Profa. Dra. Janete de Souza Urbanetto | [email protected]

Prof. Dr. Luiz Carlos Bodanese | [email protected]

Roberth Steven Gutierrez Murillo (representante discente) | [email protected]

Equipe administrativa

Samanta Lay

  • Créditos

    O programa de pós-graduação exige, para o:

    Mestrado, no mínimo, 18 (dezoito) créditos computados,podendo ser aproveitados até 12 créditos se o aluno for egresso de cursos de especialização do Instituto de Geriatria e Gerontologia;

  • Alunos

    Nome Lattes
    ANDRESSA GOLEMBIESKI MACHADO Link
    ANDRIELLE DIAS PINHEIRO Link
    CAMILA ALENCAR COELHO NETO Link
    ERICK DA ROSA LERNER Link
    FABRICIO NERY GARRAFIEL Link
    HERIKA JULIANA DE ARAUJO LUCENA Link
    JAQUELINE RAUBER LUDWIG Link
    JASSEANE DE BORBA SPARREMBERGER VITT Link
    JESSICA BARBOSA DE OLIVEIRA Link
    JOSIELI ALVES FRAGA Link
    JULIA DUMMER RODRIGUES DE FREITAS Link
    JULIA SANTANA TROMBETTA Link
    KARINE CRISTINA SILVA BERNARDES Link
    LARISSA SCUR DIB Link
    MARCELLA TORNQUIST NASSR Link
    MARCELO PERPETUO Link
    MARIA CAROLINA CASTRO DOS SANTOS Link
    MARIA ROSA ALVES DA SILVA Link
    MARIANA COSTA GOMES DA SILVEIRA Link
    MARIANA ZALUSKI ARAUJO Link
    MATHEUS DE SOUZA URBANETTO Link
    PEDRO CHAVES SEADI Link
    RAFAEL DIAS BITTENCOURT Link
    RENATA OSORIO AZAMBUJA BAETA NEVES Link
    THALES THOR RAMOS PREVIATO Link
  • Infraestrutura

    • Salas de aula equipadas com computador e retroprojetor
    • Sala de estudos equipada com computadores e impressora
    • Gabinetes de professores
    • Secretaria
    • Laboratório de Bioquímica e Genética Molecular (LABGEM) com: espectrofotômetro, cromatógrafo a gás, cromatógrafo de coluna líquida, agregômetro de plaquetas, além de equipamentos de rotina laboratorial
    • Ambulatório de Geriatria (Hospital São Lucas)
      Biblioteca Central e Biblioteca da Escola de Medicina com livros e periódicos das áreas biomédica, geriátrica e gerontológica
  • Secretaria Virtual

    Documentos

    Regulamento do Programa

    Atos Delibertativos

    Mestrado

    Prazos das Atividades Obrigatórias do curso de Mestrado
    Ato Deliberativo 04 2020 – Mestrado

    Projeto de Pesquisa

    Formulário de Indicação de Banca Examinadora
    Ato Deliberativo – Defesa de Projeto de Pesquisa 01/2023
    Orientação Projeto de Pesquisa 2018

    Exame de Qualificação

    Instrução normativa exame de qualificação 03 2023
    Formulário de Indicação de Banca Examinadora

    Defesa de Dissertação

    Instrução conclusão Mestrado PPG Gerontologia
    Instrução normativa defesa de dissertação_02_2023
    Formulário de Indicação de Banca Examinadora

    Defesa de Tese

    Formulário de Indicação de Banca Examinadora
    Instrução nomartiva defesa de tese_01_2023

    Prova de Proficiência

    Instrução Normativa 02/2013 – Proficiência em Lingua Estrangeira

    Estágios

    Estágio de Docência (obrigatório somente para alunos bolsistas do curso de doutorado)
    Regulamento do Estágio de Docência Regulamento Estágio Docência_2013 – VIGENTE

    Do Requerimento do Estágio de Docência

    Para realizar o Estágio de Docência, o aluno deverá encaminhar à Secretaria do PPGGeronbio, na data fixada pela Comissão Coordenadora e de acordo com o calendário do PPGGeronbio, os seguintes documentos:

    A Secretaria enviará o requerimento para a pauta da próxima reunião da Comissão Coordenadora e, se aprovado, o documento será enviado para aprovação do Decano da Unidade Acadêmica na qual disciplina é vinculada. O resultado será informado ao aluno e orientador através de e-mail.

    Da Entrega do Relatório de Estágio de Docência

    O aluno deverá encaminhar à Secretaria os seguintes documentos:

    • Relatório de Estágio de Docência, devidamente assinado;
    • Parecer do Orientador referente ao Relatório de Docência

    Documento: Relatório-de-Estágio-e-Parecer-do-Orientador

    Estágio no Exterior – PDSE

    Regulamento da Bolsa PDSE
    Valores das Bolsas

    Objetivo
    O PDSE é um programa da CAPES com o objetivo de apoiar a formação de recursos humanos de alto nível por meio da concessão de cotas de bolsas de doutorado sanduíche às Instituições de Ensino Superior brasileiras (IES) que possuam curso de doutorado reconhecido e avaliado satisfatoriamente pela CAPES.

    Para Candidatura
    Atender aos requisitos expressos no Art. 11 do Regulamento Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior – PDSE. O candidato deverá encaminhar à secretaria do Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica com no mínimo quatro (4) meses de antecedência ao mês de início do estágio, os seguintes documentos:

    • Ficha de inscrição preenchida Formulario_inscrição PDSE
    • Ofício de Aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa para o projeto de pesquisa;
    • Plano de pesquisa no exterior, com indicação da existência de infraestrutura na instituição de destino, que viabilize a execução do trabalho proposto e do cronograma das atividades formalmente aprovados pelo orientador brasileiro e pelo coorientador no exterior;
    • Currículo Lattes atualizado;
    • Carta do orientador brasileiro, devidamente assinada e em papel timbrado da instituição de origem, justificando a necessidade do estágio e demonstrando interação ou relacionamento técnico-científico com o coorientador no exterior para o desenvolvimento das atividades propostas. Deve informar o prazo regulamentar do aluno para defesa da tese e que os créditos já obtidos no doutorado são compatíveis com a perspectiva de conclusão em tempo hábil, após a realização do estágio no exterior;
    • Carta do coorientador estrangeiro, devidamente assinada e em papel timbrado da instituição de origem, aprovando o plano de pesquisa, informando o mês/ano de início e término do estágio no exterior;
    • Teste de proficiência ou declaração do coorientador no exterior afirmando que o nível de proficiência em língua estrangeira que o aluno possui é adequado para desenvolver as atividades previstas;
    • Currículo resumido do coorientador estrangeiro, no exterior, o qual deve ter produção científica e/ou tecnológica compatível e ter no mínimo a titulação de doutor;
    • Declaração da Coordenação do programa, devidamente assinada, informando o prazo regulamentar do aluno para defesa da tese e que os crédito já obtidos no doutorado são compatíveis com a perspectiva de conclusão em tempo hábil, após a realização do estágio no exterior.

    Processo de seleção e divulgação de resultados
    Critérios de avaliação: análise da documentação e entrevista com o candidato. O candidato será comunicado por e-mail quanto ao agendamento da entrevista e a divulgação do resultado.

    Co-orientação

    Credenciamento de co-orientador
    A Comissão Coordenadora do Programa é autônoma para aprovar solicitações de co-orientação que venham a ser desenvolvidas por docentes credenciados (permanentes ou colaboradores) na própria PUCRS ou em Instituição de Ensino Superior.

    Requisito para coorientação: o professor provável coorientador deve atuar em regime de trabalho de tempo integral, dedicação exclusiva ou 40h em uma Instituição de Ensino Superior.

    Avaliação do Requerimento de Credenciamento: a solicitação será analisada pela Comissão Coordenadora do Programa, sendo o parecer favorável, será enviado para análise e parecer da Câmara de Pesquisa e Pós-Graduação. O credenciamento pode ocorrer pelo tempo de duração do mestrado ou doutorado do aluno.

    Coorientador externo a PUCRS

    Para Requerer o Credenciamento:

    O aluno deve entregar na secretaria do programa os seguintes documento:

    a) Formulário: Solicitação Coorientação Professor externo
    b) Documento emitido pelo orientador com a descrição do contexto do trabalho do discente, bem como justificativa da importância da expertise do docente convidado para atuar como coorientador para o trabalho do discente, considerando complementaridade a sua expertise;
    c) Cópia da Carta de Aceite redigida pelo docente convidado para atuar como coorientador do discente: Declaração de interesse na coorientação professor externo
    e) Cópia da Carta de Concordância da instituição de vínculo do docente, emitida por Pró-Reitor, Diretor da UA, Chefe de Departamento ou Coordenador de PPG a que está vinculado o docente.
    f) Currículo lattes atualizado do provável coorientador;

    Docentes da PUCRS credenciados em PPGs da PUCRS

    O credenciamento de docentes da PUCRS vinculados a PPGs pode assumir duas situações distintas, são elas: (A) registro como coorientador de docente credenciado no próprio PPG ou (B) credenciamento como coorientador de docente credenciado em outro PPG da PUCRS.

    A. Registro como coorientador de docente credenciado no próprio PPG: o docente atua no PPG no qual o discente possui vínculo.

    Para requerer a coorientação:
    O aluno deve entregar na secretaria do programa os seguintes documentos:
    a) Formulário: Solicitação Coorientação para Professor interno
    b) Documento emitido pelo orientador com a descrição do contexto do trabalho do discente, bem como justificativa da importância da expertise do docente convidado para atuar como coorientador para o trabalho do discente, considerando complementaridade a sua expertise
    c) Cópia da Carta de Aceite redigida pelo docente convidado para atuar como coorientador do discente: Declaração de Interesse na coorientação professor interno;
    d) Ciência/concordância do Programa de Pós-Graduação em que o docente atua;

    B. Credenciamento como coorientador de docente credenciado em outro PPG da PUCRS: o docente convidado a coorientar atua em PPG distinto do PPG no qual o discente possui vínculo.

    O aluno deve entregar na secretaria do programa os seguintes documentos:

    a) Formulário: Solicitação Coorientação para Professor interno
    b) Documento emitido pelo orientador com a descrição do contexto do trabalho do discente, bem como justificativa da importância da expertise do docente convidado para atuar como coorientador para o trabalho do discente, considerando complementaridade a sua expertise;
    c) Cópia da Ata da Comissão Coordenadora do PPG no qual o discente está vinculado aprovando a coorientação;
    d) Cópia da Carta de Aceite redigida pelo docente convidado: Declaração de Interesse na coorientação professor interno;

    Diplomados

    Etapas para emissão do diploma:
    HOMOLOGAÇÃO DA DISSERTAÇÃO/TESE pela Comissão Coordenadora: o aluno terá 60 dias após a data da defesa para enviar para a secretaria do PPG um exemplar da dissertação/tese corrigida em formato de mídia eletrônica (Word e PDF) juntamente com o formulário: Requerimento entrega versão final dissertação tese
    Homologação e Emissão de Diploma

    Trancamento/Desligamento do curso

    Trancamento de matrícula

    O aluno pode requerer trancamento de matrícula por prazo máximo de 02 (dois) semestres letivos, consecutivos ou não.

    Não é permitido requerer o trancamento de matrícula no 1° semestre letivo do curso.

    Não é permitido trancamento no último semestre letivo do curso (semestre que completa o prazo máximo de 30 meses para o mestrado e 54 meses para doutorado).

    Cancelamento/Desligamento de curso

    O aluno poderá solicitar cancelamento ou desligamento de curso. Nestas situações, deixará de pagar as parcelas a partir do mês subsequente à formalização do pedido protocolado junto a secretaria do curso.

    Aproveitamento de créditos/disciplinas

    Poderão solicitar aproveitamento de créditos para atividades de formação acadêmica e profissional os alunos dos cursos de Mestrado e Doutorado dos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu da PUCRS.

    Instrução Normativa_aproveitamento de créditos

    Quando se tratar de aproveitamento de créditos cursados em outros Programas de Pós-Graduação, o pedido deverá vir acompanhado de ementa, programa e titulação do professor e comprovantes de avaliação e aprovação.

    Cancelamento de disciplina

    A solicitação de cancelamento de disciplina deve respeitar as datas definidas de acordo ao calendário acadêmico estabelecido pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPESQ).

    Manual do Aluno

    Clique aqui e veja o Manual do Aluno

    Alunos Bolsistas

    Regulamento CAPES do Programa de Excelência Acadêmica (PROEX)
    Bolsas CNPq por quota País – Mestrado (GM) e Doutorado (GD)
    Declaração IR CAPES
    Declaração IR CNPq
    Aplicativo CAPES bolsista
    Relatório de Desempenho de Aluno Bolsista https://forms.office.com/r/yzu0AxG6if

  • Revistas

    PAN AMERICAN JOURNAL OF AGING RESEARCH – PAJAR

    Essa é uma revista científica multidisciplinar que tem como objetivo publicar trabalhos originais, com foco no envelhecimento. Sua publicação poderá ser em língua portuguesa, inglesa e espanhola e estará disponível duas vezes por ano, apenas em formato eletrônico, com acesso aberto, no endereço http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/pajar. Serão aceitos trabalhos nos formatos de artigos originais, comunicações breves ou protocolos e metodologias de pesquisa inovadores. Todos os artigos encaminhados passarão por avaliação pelo Conselho Editorial e, posteriormente, pela revisão por pares. Outros formatos, como artigos de revisão e opiniões de especialistas também serão aceitos para publicação, embora requeiram um convite pelo conselho editorial.

    Acesse aqui

    REVISTA SCIENTIA MEDICA

    Scientia Medica (Sci Med.) é a revista científica oficial, avaliada por pares (peer-reviewed), da Faculdade de Medicina, Hospital São Lucas e Instituto de Geriatria e Gerontologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Esta revista multidisciplinar tem como objetivo contribuir para a divulgação do conhecimento científico nas diversas áreas da Medicina e outras Ciências da Saúde, através de artigos originais, artigos de revisão, relatos de caso e editoriais. A Scientia Medica é publicada trimestralmente sob forma impressa (ISSN 1806-5562) e eletrônica (ISSN 1980-6108), permitindo acesso aberto a todo o seu conteúdo. Está atualmente indexada nas bases de dados LILACS, SCOPUS, LATINDEX, EMBASE, DOAJ e OJS-PKP. O processo de submissão é totalmente eletrônico e sem custos para os autores. São aceitos artigos em português, espanhol e inglês.

    Acesse aqui

  • Horários

    Mesmo os alunos que já concluíram todos os créditos necessários, devem acessar o sistema e confirmar sua matrícula em orientação a cada semestre. Esse procedimento é obrigatório e essencial para que o aluno mantenha seu vínculo ativo com o PPG.

    Horários PPGGERONBIO 2024/2

Público Valor
Público Geral
R$ 3.860,96

Total de Parcelas

O valor integral do Mestrado é parcelado em 24 mensalidades, que devem ser pagas na sua totalidade, mesmo que o estudante conclua o curso antes de dois anos. O valor do Doutorado é dividido em 42 mensalidades que, da mesma forma, devem ser pagas na totalidade, mesmo se o curso for concluído antecipadamente. Estudantes de Doutorado que ingressam logo após a conclusão do Mestrado na PUCRS, com 24 créditos já cursados, terão o número de mensalidades reduzido para 36. Caso não concluam o curso em até três anos, o pagamento é prorrogado até a conclusão, com prazo de 54 meses.

Vencimentos e formas de pagamento

O vencimento das mensalidades ocorre sempre no dia 15 de cada mês, exceto
a primeira parcela (no ingresso ou reingresso) que vencerá conforme escala de
matrículas. O aluno deverá realizar, antes da efetivação da matrícula, o
pagamento da parcela do semestre.

Será cobrado 2% de multa após o vencimento, mais encargos financeiros.
A Universidade envia pelos correios o documento bancário para pagamento
das parcelas. No caso do não recebimento do documento bancário até a data
do vencimento, poderá ser solicitada uma segunda via em qualquer agência
bancária do BRADESCO, mediante informação do CPF do aluno, solicitado
pelo e-mail do Setor Financeiro, [email protected], ou realizado diretamente no Setor Financeiro Acadêmico da Universidade. O Setor Financeiro também envia o boleto para o e-mail cadastrado junto à secretaria do curso.

Prorrogação

Caso não tenha concluído o curso (incluindo a defesa da tese ou dissertação) após o período de pagamento das parcelas, o aluno poderá continuar matriculado, desde que mantenha o pagamento das mensalidades.

Prazo máximo para conclusão

O limite máximo para a conclusão do Mestrado é de 30 meses, e do Doutorado é de 54 meses, estabelecido no Regimento Geral da Universidade. A não conclusão do Programa de Pós-Graduação nesses prazos levará à exclusão do estudante.

Reajustes

Os valores das parcelas serão reajustados anualmente.

ESPAÇOS DE APRENDIZAGEM DA ESCOLA

Diversos espaços para desenvolvimento de atividades práticas, que complementam a teoria desenvolvida em sala de aula e preparam para o dia a dia do mercado.

Notícias

 

Ver todas
Ver todas