Programa de Pós-Graduação em

Ecologia e Evolução da Biodiversidade

Conceito CAPES – 6

O Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução da Biodiversidade (PPG-EEB) da PUCRS integra grupos de pesquisa atuando em diversas áreas das Ciências da Biodiversidade, incluindo Ecologia, Biologia Evolutiva, Sistemática, Genética, Genômica, Morfologia Comparada, Fisiologia, Ecotoxicologia, Comportamento animal, Paleontologia, Biologia do Desenvolvimento e Biologia da conservação. O PPG-EEB incentiva o desenvolvimento de projetos de pós-graduação inovadores, abordando questões científicas relevantes em nível internacional, englobando tanto problemas de ciência básica como de ciência aplicada a diferentes setores da sociedade.

Inscrições: De 29/04 a 08/07/2024

Duração mestrado: 12 a 30 meses

Duração doutorado: 24 a 54 meses

Email: [email protected]

Compartilhe este curso

  • Apresentação

    O Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução da Biodiversidade (PPG-EEB) da PUCRS, originalmente denominado PPG em Zoologia, completou 40 anos em março de 2018. O PPG iniciou suas atividades em 1978 com o nível de Mestrado, sendo o nível de Doutorado implantado em 1992. Ao longo dos seus mais de 40 anos de história, o Programa se consolidou como um dos mais tradicionais do Brasil na área da Zoologia, gradualmente expandindo o seu escopo de atuação para incluir outras áreas de estudo da Biodiversidade, como ecologia, biologia evolutiva, genética, genômica, fisiologia, comportamento animal, paleontologia, parasitologia, ecotoxicologia, entre outras.

    Ao longo de 2018, como parte do Planejamento Estratégico do Programa, foram realizadas diversas discussões a fim de reavaliar a adequação de seu nome, tendo em vista a diversidade de áreas contempladas nos seus projetos de pesquisa, ações de ensino e capacitação, bem como nas interfaces com a sociedade apresentadas por seus docentes e discentes. Como tais áreas transcendiam o que tradicionalmente se categorizava como ‘zoologia’, se propôs a modificação do nome do PPG a fim de melhor refletir o seu real escopo de ação. Após aprovação da ideia pelos corpos docente e discente do Programa, pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da PUCRS e pela CAPES, e um processo democrático interno para escolha do novo nome, ainda em 2018 o nome foi alterado para “PPG em Ecologia e Evolução da Biodiversidade”.

    O processo de expansão do escopo do PPG continuou em 2019 e 2020, levando à atualização de suas Linhas de Pesquisa, as quais passaram a ser “Sistemática e Evolução”, “Ecologia e Conservação”, e “Ecologia Aplicada”. Além disso, foi atualizado e expandido o seu repertório de disciplinas, e foi estimulado o credenciamento de novos docentes, cujas atividades de pesquisa em Ciências da Biodiversidade abranjam áreas complementares às dos demais membros do Programa.

    O PPG-EEB formou, até abril de 2023, 461 mestres e 170 doutores. Muitos destes egressos protagonizaram processos bem-sucedidos de nucleação, sendo hoje pesquisadores e docentes ativos em instituições localizadas em várias regiões do Brasil, e também em outros países, como Alemanha, Argentina, Colômbia, EUA, Namíbia, Nepal, Paraguai, Peru, Suíça e Venezuela. A formação de pesquisadores de outros países, capacitando-os a desenvolver pesquisas sobre a Biodiversidade de diferentes regiões do planeta, é um dos focos prioritários do Programa, refletindo sua ênfase na internacionalização como eixo estratégico de ação.

    Objetivo

    O Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução da Biodiversidade da PUCRS tem como objetivo geral a formação de pesquisadores e docentes nas Ciências da Biodiversidade, especialmente nas áreas de Ecologia, Biologia Evolutiva, Biologia da Conservação e Ecologia Aplicada.

    Os objetivos específicos são os seguintes: (i) Titular anualmente doutores e mestres com alto nível de qualificação; (ii) Fomentar a concentração da produção científica de seus docentes e discentes em periódicos científicos de nível internacional, preferencialmente alocados nos estratos mais altos do sistema Qualis da CAPES; (iii) Fomentar grande interação profissional de docentes e discentes com pesquisadores internacionais de alto nível, através de intercâmbios, projetos colaborativos e publicações conjuntas; (iv) Continuar estimulando a acolhida a alunos estrangeiros, especialmente da América Latina, mas também de outros continentes; (v) Oportunizar que o maior número possível dos discentes tenha experiência de doutorado sanduíche (ou outra forma de intercâmbio) no exterior, o que estimula a internacionalização de sua formação acadêmica; (vi) Estimular a participação significativa do corpo docente em comissões governamentais ou entidades profissionais, científicas e/ou conservacionistas locais, regionais, nacionais e internacionais, de forma a maximizar a inserção social e o impacto positivo do PPG na sociedade; (vii) Promover ações de solidariedade com outros PPGs brasileiros, a fim de contribuir para sua qualificação, com consequente impacto positivo para a formação de seus discentes e para a sociedade de forma geral; e (viii) Aprofundar e ampliar as ações de interação com a sociedade de forma geral, através de ações e projetos desenvolvidos tanto com o setor público como com o setor privado.

    Escopo

    O Programa tem como foco as Ciências da Biodiversidade, fomentando a realização de projetos inovadores em áreas como ecologia, biologia evolutiva, sistemática, genética, genômica, morfologia comparada, paleontologia, fisiologia, ecotoxicologia, comportamento animal, biologia do desenvolvimento e biologia da conservação. Os estudos realizados no âmbito do PPG abordam esses temas com foco em diversos grupos de animais, plantas e microrganismos, frequentemente envolvendo estratégias investigativas interdisciplinares.

    Créditos e Prazo para Defesa

    Mínimo de créditos para pós-graduandos ingressantes até 2021/2:
    Doutorado: 36 créditos
    Mestrado: mínimo de 24 e máximo de 54 meses

    Mínimo de créditos para pós-graduandos ingressantes a partir de 2022/1:
    Doutorado: 30 créditos
    Mestrado: mínimo de 24 e máximo de 54 meses

O processo de seleção para ingresso nos cursos de Mestrado e Doutorado ocorre semestralmente, através de edital.

Poderão participar do Processo Seletivo ao Mestrado e ao Doutorado todos os portadores de diplomas de cursos de Graduação em áreas relacionadas às Ciências da Saúde e da Vida ou em áreas afins.

Edital Ingresso 2024/2

Memorial do Candidato

Manifestação de Interesse

Selecionado(a) Doutorado Sanduíche no Exterior

  • Ciência de Dados Aplicada à Biodiversidade

    A linha de pesquisa congrega projetos com foco no uso de grandes quantidades de informação (big data) e no desenvolvimento de metodologias inovadoras de mineração e análise de dados (p.ex. empregando aprendizado de máquina) a fim de investigar problemas relacionados à caracterização, monitoramento e conservação da biodiversidade.

  • Ecologia Aplicada, Meio Ambiente e Sustentabilidade

    A linha de pesquisa congrega projetos que visam a aplicar dados ecológicos, análises de componentes da biodiversidade e/ou estudos interdisciplinares para resolver problemas com impacto socioambiental e/ou econômico mais direto. Isto inclui estudos nas áreas de ecotoxicologia e microbiologia ambiental com foco na caracterização, monitoramento e mitigação de impactos ambientais, bem como no desenvolvimento de métodos agrícolas mais sustentáveis a partir do uso de componentes da biodiversidade nativa do Brasil. Inclui também projetos que visam a desenvolver produtos inovadores a partir de fontes de biodiversidade e/ou que buscam integrar análises da biodiversidade em modelos de desenvolvimento econômico regional com foco em sustentabilidade ambiental.

  • Ecologia e Conservação

    A linha de pesquisa congrega projetos com foco nas relações ecológicas entre organismos, bem como sua relação com seu ambiente, incluindo estudos de autoecologia, ecofisiologia, comportamento, dinâmica populacional e ecologia de comunidades, além de projetos que visam a embasar cientificamente estratégias para a conservação da biodiversidade.

  • Sistemática e Evolução

    A linha de pesquisa congrega projetos relacionados à evolução da biodiversidade, incluindo estudos de sistemática filogenética (utilizando dados morfológicos e moleculares, incluindo filogenômica), taxonomia, morfologia comparada, biogeografia, genética evolutiva e genômica comparativa.

  • Adaptações Metabólicas e Funcionais de Animais

    Código 196UD-03 | 45 horas-aula

    Estudar adaptações metabólicas e funcionais, incluindo a disrupção endócrina, de diferentes espécies animais frente a alterações antropogênicas a fim de oportunizar aos estudantes o contato com artigos científicos e técnicas empregadas na área de Ecotoxicologia, dando ênfase a contaminantes químicos e ao aquecimento global.

  • Adaptações Metabólicas e Funcionais em Animas Parte II

    Código 196UC-02 | 30 horas-aula

    Estudar adaptações metabólicas e funcionais, incluindo a disrupção endócrina, de diferentes espécies animais frente a alterações antropogênicas a fim de oportunizar aos estudantes o contato com artigos científicos e técnicas empregadas na área de Ecotoxicologia, dando ênfase a contaminantes químicos e ao aquecimento global.

  • Aprendizado de Máquina Aplicado a Econologia e Evolução

    Código 196P1-02 | 30 horas-aula

    Introdução ao aprendizado supervisionado e não supervisionado. Apresentação dos paradigmas de aprendizado supervisionado: aprendizado baseado em distância, em procura, probabilístico, em otimização e em comitês. Apresentação das técnicas de aprendizado não supervisionado: agrupamento de dados e regras de associação. Estudos de caso sobre aprendizado de máquina para problemas da ecologia e da evolução da biodiversidade.

  • Adaptações Metabólicas e Funcionais ao Meio Ambiente

    Código 73115-03 | 45 horas-aula

    Estudo das adaptações metabólicas e funcionais frente a diferentes estressores ambientais, com ênfase na regulação endócrina da integração do metabolismo em animais. Oportuniza o contato com artigos científicos e técnicas experimentais para investigações na área de metabolismo e adaptações funcionais, bem como o uso destas ferramentas experimentais em ecologia aplicada e na conservação de espécies animais.

  • Análises de Dados Usando R

    Código 196LC-04 | 60 horas-aula

    Introdução à linguagem R com o IDE RStudio. Estruturas de dados: categorização, organização e manipulação de objetos no ambiente R. Elementos de programação: operadores lógicos, condicionais e repetições. Definição de hipóteses e predições. Princípios básicos de delineamento amostral e experimental. Testes de hipótese com modelagem: modelos lineares generalizados (GLM) e mistos (GLMM). Seleção de modelos. Análises de dados multivariados: matrizes de distância e similaridade; ordenações, agrupamentos, testes de hipóteses. Soluções gráficas para apresentação de estruturas de dados e resultados de análises.

  • Aplicação de Dados Genômicos em Estudos Evolutivos

    Código 1968L-04 | 60 horas-aula

    Princípios, conceitos, métodos e aplicações de dados em nível genômico (genomas completos ou parciais) no estudo da evolução biológica em nível supra-específico, em especial das relações filogenéticas e da hibridação.

  • Aracnologia

    Código 1968M-02 | 30 horas-aula

    Estudo da sistemática de Arachnida para reconhecimentos de táxons comuns na região Neotropical. Evolução dos hábitos de vida, forrageio e abrigo. Fundamentos de epidemiologia e profilaxia em casos de acidentes com aracnídeos peçonhentos.

  • Avaliação de Risco de Extinção de Espécies

    Código 196KA-02 | 30 horas-aula

    A extinção antropogênica das espécies animais; pressupostos da avaliação do risco de extinção. Diferentes níveis de ameaça e as categorias da IUCN. Critérios de avaliação de risco de extinção; tipos de dados e definição de termos empregados; aplicação prática dos critérios da IUCN. Papel da IUCN no cenário mundial das espécies ameaçadas. Outros métodos de avaliação de risco de extinção.

  • Biologia Celular Vegetal: Estratégias Adaptativas

    Código 73161-03 | 45 horas-aula

    Caracterização das células vegetais. Correlação entre os mecanismos celulares/moleculares com estratégicas do vegetal a diferentes agentes bióticos de estresse. Estratégias biotecnológicas para minimizar os estresses bióticos. Conteúdo desenvolvido de forma teórica.

  • Biologia da Conservação

    Código 63190-04 | 60 horas-aula

    Fornecer subsídios para uma análise integrada da problemática ambiental com ênfase na perda de elementos da biodiversidade, incluindo a discussão de aspectos teóricos e práticos relacionados às ameaças e estratégias necessárias para a conservação de populações, espécies, comunidades e ecossistemas.

  • Biologia do Desenvolvimento Animal

    Código 1968A-02 | 30 horas-aula

    Busca apresentar de maneira atual e abrangente os conceitos modernos relacionados ao desenvolvimento animal, desde as fases iniciais do desenvolvimento ontogenético até a senescência. Estudo de células tronco, genética e biologia celular do desenvolvimento, gametogênese e fertilização, acasalamento, organogênese e morfogênese de diferentes grupos de animais invertebrados e vertebrados, mecanismos de determinação do sexo, metamorfose e regeneração, além do desenvolvimento de estruturas corporais, órgãos e sistemas. Enfoque evolutivo e comparativo, embasado em análises modernas e informações moleculares e celulares. Discussão de temas de impacto científico, social e bioético, com o objetivo de desenvolver o conhecimento teórico e a capacidade analítica e opinativa dos estudantes.

  • Curadoria de Coleções Zoológicas

    Código 1963K-02 | 30 horas-aula

    Coleções científicas: definição, história das coleções no Brasil, importância das coleções para a pesquisa e para a conservação, tipos de coleções biológicas. Obtenção, preparação e manutenção de acervo zoológico (preparação e estoque). O papel do curador. Principais Coleções Zoológicas Brasileiras. Informatização e digitalização dos dados (Specify). Sistemas de informação integrados (SISGen, Sisbio, E-bird, SpeciesLink, outros), busca de informação. Aula prática de taxidermia de aves e mamíferos e visita a coleções.

  • Delineamento Amostral e Análise de Dados Ecológicos

    Código 19511-04 | 60 horas-aula

    Estudo teórico e prático do delineamento amostral e experimental, e da análise dos dados obtidos, com foco em dados ecológicos e análises multivariadas. Definição de perguntas e hipóteses ecológicas, tipos de variáveis, acurácia e precisão. Otimização da amostragem dependente de objetivos. Introdução à modelagem de dados ecológicos. Introdução a análises exploratórias e testes de hipótese com dados multidimensionais; métricas de distância e similaridade; análises de agrupamento e ordenação; análise de variância multivariada.

  • Desenho de Projeto

    Código 1963L-02 | 30 horas-aula

    Tipos de projeto (ênfase em projetos acadêmicos), escolha do tema, definição do problema, formulação de hipóteses, estabelecimento de objetivos e metas, estabelecimento de cronograma de duração, procedimentos metodológicos e planejamento amostral/experimental, antecipação de problemas, escolha do título, elaboração de resumo, estrutura lógica e apresentação, referências bibliográficas.

  • Dinâmicas e Politicas da Pesquisa Cientifica

    Código 7311B-02 | 30 horas-aula

    A presente disciplina tem como objetivo estimular discussões sobre as políticas de pesquisa no Brasil, incluindo os mecanismos de avaliação da CAPES e de cientometria. Também se propõe a discutir as formas de obtenção de fomentos para a ciência, com vistas a abordar diferentes modalidades dos Editais. Ademais, uma das propostas da disciplina é discutir a carreira científica no Brasil e no exterior e as possibilidades de inserção no mercado. Serão ainda contempladas discussões sobre as distinções entre áreas de concentração, bem como diferenças regionais, entre outros temas controversos em ciência. Será abordado o processo de revisão por pares, tanto de projetos, quanto de trabalhos científicos submetidos a revistas indexadas. Parte das aulas será voltada para a discussão de aspectos éticos em pesquisa, incluindo temas como plagiarismo, coautoria, publicação de resultados negativos, entre outros. Será realizada atividade de treinamento nos quesitos de avaliação de trabalhos de conclusão, incluindo dissertações e teses.

  • Diversidade de Artrópodes

    Código 1963Q-04 | 60 horas-aula

    Estudo das hipóteses ontogenéticas e evolutivas dos principais clados de Arthropoda. As ordens mais comuns na região Neotropical e atividades práticas de coleta e inventariamento. O impedimento taxonômico para avanço nas descrições. Debate sobre a interação dos artrópodes com atividades econômicas.

  • Diversidade de Eucariotos

    Código 1968E-02 | 30 horas-aula

    Estudo da diversidade de organismos presentes nos grandes grupos do Domínio Eukarya. Origem da célula eucariótica, relações filogenéticas entre os grandes grupos de Eukarya, e diversificação dos principais filos, com ênfase nos organismos unicelulares. Origens da multicelularidade em diferentes grupos de eucariotos. Relações ecológicas entre grandes grupos de eucariotos, incluindo episódios históricos de endossimbiose.

  • Diversidade de Vertebrados

    Código 1968C-04 | 60 horas-aula

    Introdução à historia do estudo dos vertebrados, sociedades científicas, principais revistas e livros sobre o tema, coleções científicas e sua importância no estudo dos vertebrados. Sistemática filogenética, evolução, biodiversidade, biogeografia, historia de vida, comportamento e ecologia de vertebrados. Metodologias de trabalho de campo com vertebrados.

  • Dna Metabarcoding For Biodiversity Studies

    Código 196ED-01 | 15 horas-aula

    Princípios, conceitos, métodos e aplicações de DNA metabarcoding em estudos da biodiversidade, incluindo levantamentos de biotas locais, estudos de comunidades, monitoramento ambiental ou planejamento de estratégias para conservação. Análise de dados incluindo construção de protocolos (pipelines) para utilizar grandes conjuntos de dados de sequência de DNA para interpretações ecológicas ou inventários de biodiversidade. Conhecimento de outras técnicas que utilizam sequenciamento de última geração para analisar amostras ambientais, como metagenômica.

  • Ecologia Teórica

    Código 196KB-02 | 30 horas-aula

    Perspectiva histórica dos principais marcos teóricos da ecologia. Introdução ao estudo dos sistemas ecológicos através da concepção e do teste de modelos teóricos. Aplicações das teorias ecológicas em outras áreas do conhecimento.

  • Ecologia da Rizosfera: Inter. Entre Plantas e Microrganismos

    Código 196EC-02 | 30 horas-aula

    Estudo das interações entre plantas e microrganismos presentes na rizosfera. Relação do rizomicrobioma com a ecologia e fisiologia das plantas. Discussão sobre os fatores ambientais que modulam a diversidade do microbioma. Caracterização das principais interações no nível da rizosfera: mutualismo, comensalismo e parasitismo. Estudo da influência das alterações climáticas sobre as interações na rizosfera.

  • Ecologia de Campo

    Código 7311B-04 | 60 horas-aula

    Desenvolver conhecimentos, competências e habilidades necessárias à realização de pesquisas em Ecologia. Os alunos desenvolverão projetos de pesquisa de curta duração, compreendendo as diferentes etapas do processo científico: a definição do problema de pesquisa, o delineamento amostral, o levantamento e a análise de dados e a comunicação científica (escrita e oral).

  • Ecologia de Comunidades Marinhas

    Código 1968D-02 | 30 horas-aula

    Principais componentes das comunidades marinhas, com ênfase em organismos bentônicos de regiões entre-marés e do solo oceânico. Papel desempenhado por estes organismos no fluxo de energia e reciclagem de material nos ecossistemas em que ocorrem. Aspectos do ciclo de vida dos organismos marinhos bentônicos, incluindo estratégias reprodutivas, modo de alimentação e tipo de alimento.

  • Ecologia de Zooplancton

    Código 73155-02 | 30 horas-aula

    Principais componentes da comunidade zooplanctônica em ambientes marinhos e de água doce, papel desempenhado por estes organismos no fluxo de energia e reciclagem de material nos ecossistemas em que habitam. Aspectos do ciclo de vida dos organismos zooplanctônicos, incluindo estratégias reprodutivas, modo de alimentação e tipo de alimento. Métodos de coleta e cultivo em laboratório. Utilização de organismos zooplanctônicos como bioindicadores de qualidade de água.

  • Ecotoxicologia

    Código 19510-02 | 30 horas-aula

    Fundamentos da ecotoxicologia e os efeitos tóxicos causados por poluentes naturais ou sintéticos sobre os constituintes bióticos (organismos e populações) dos ecossistemas, com ênfase em animais; análise de artigos na área de avaliação de risco e recuperação ambiental, bem como prevenção de contaminação.

  • Especiação e Diversidade Biológica

    Código 73194-03 | 45 horas-aula

    Análise do estado atual dos estudos sobre especiação, envolvendo diferentes abordagens. Aspectos ecológicos, genéticos e genômicos dos processos de especiação em diferentes grupos de animais, com ênfase em vertebrados. Relevância da hibridfação entre espécies (ou espécies incipientes) no contexto dos processos de especiação animal. Estudo de processos recentes de especiação e sua relevância em irradiações adaptativas, bem como na formação e manutenção da diversidade biológica.

  • Filogenética Avançada: Teoria e Prática

    Código 19512-02 | 30 horas-aula

    Bases ontológicas e epistemológicas da filogenética: Indivíduos e classes; relação entre inquérito científico e filogenética; geração e teste de hipóteses em filogenética, explicação; conceitos chave em filogenética (e.g., espécies, homologia, nomenclatura, taxonomia, sistemática); caracteres e conflito entre caracteres; alinhamento de sequencias (homologia dinâmica e similaridade), indels; heurística e buscas de árvores; modelos probabilísticos de evolução de caracteres; estudo teórico e prático dos principais critérios de otimização de caracteres; cálculo e interpretação de suporte de dados.

  • Fundamentos de Biogeografia

    Código 1963P-04 | 60 horas-aula

    Estudo dos conceitos, aplicações e limitações dos métodos biogeográficos. Panorama histórico da disciplina, avanços na solução de problemas atuais através da – Biogeografia Ecológica – e compreensão dos padrões através da “Biogeografia Histórica”. Treinamento prático para obtenção e tratamento dos dados de ocorrência e aplicação de métodos para predizer distribuição, endemismo, disjunções, dispersão e vicariância.

  • Genética da Conservação e Ecologia Molecular

    Código 1968B-04 | 60 horas-aula

    Aplicação de conceitos, métodos e técnicas de Genética e Genômica para a conservação da Biodiversidade. Identificação e caracterização de unidades demográficas históricas, e sua relevância para a conservação da biodiversidade e dos processos evolutivos naturais. Diversidade genética em populações naturais e o efeito da fragmentação de ecossistemas. Tamanho efetivo da população. Deriva genética, endocruzamento e depressão por endocruzamento. Análise de viabilidade populacional. Manejo genético de populações. Uso de técnicas moleculares para o estudo de aspectos ecológicos e comportamentais de populações e comunidades naturais.

  • Genômica Comparativa

    Código 73196-02 | 30 horas-aula

    Análise comparativa de genomas, com ênfase em genomas nucleares de eucariotos. Mapeamento comparativo de genomas. Estrutura de genomas e suas consequências funcionais. Arquitetura genômica e variação no número de cópias de segmentos genômicos. Evolução da estrutura de genomas em diferentes organismos. Métodos atuais para sequenciamento, montagem e anotação de genomas eucarióticos. Análises evolutivas empregando dados em escala genômica; filogenômica e genômica populacional.

  • Genômica Populacional

    Código 1963T-02 | 30 horas-aula

    Princípios, conceitos, métodos e aplicações de informações genômicas em estudo populacionais, incluindo estruturação genética, demografia histórica, e filogeografia.

  • Herpetologia

    Código 63118-04 | 60 horas-aula

    Historia da Herpetologia, sociedades científicas, principais revistas e livros sobre o tema, coleções científicas e sua importância na Herpetologia. Sistemática filogenética, evolução, biodiversidade, biogeografia, historia de vida, comportamento e ecologia de Amphibia, Lepidosauria, Testudines e Crocodylia. Metodologias de trabalho de campo em Herpetologia.

  • Ictiologia

    Código 63158-04 | 60 horas-aula

    Historia da Ictiologia, sociedades científicas, principais coleções científicas, principais bases de dados e recursos eletrônicos. Taxonomia e diversidade dos grandes grupos de peixes do mundo. A diversidade dos peixes neotropicais, reconhecimentos dos grupos e identificação taxonômica. Conservação dos peixes neotropicais. Metodologias de trabalho de campo.

  • Integrity in Scientific Writing and Presentation

    Código 19518-04 | 60 horas-aula

    Os principais objetivos deste curso são melhorar as habilidades dos alunos associadas à redação de artigos científicos para periódicos de alta qualidade e aquelas necessárias para apresentações orais em reuniões científicas. As aulas serão baseadas na discussão de tópicos relacionados a habilidades de escrita, incluindo estrutura do manuscrito, objetivos e estratégias de escrita. Aspectos éticos das práticas científicas em relação à autoria, conflito de interesses e análise e preparação de dados também são discutidos. Aspectos fundamentais da apresentação oral e como organizar e dar palestras eficazes também serão discutidos.

  • Interações Ecológicas

    Código 19509-04 | 60 horas-aula

    Interações antagônicas e mutualísticas: histórico das classificações e abordagem atual. Competição, herbivoria e predação. Biologia floral e visitação floral. Frugivoria e dispersão de sementes. Interações no nível de microbiota. Implicações evolutivas das interações biológicas. Caracterização de sistemas de interação como redes complexas. Elementos básicos da estrutura de uma rede complexa: nós, links, e visualização de redes como grafos. Aplicação da abordagem de redes complexas para responder a perguntas e testar hipóteses ecológicas. Conteúdo desenvolvido em aulas teóricas e em aulas práticas utilizando análise de dados reais com recursos computacionais na plataforma R.

  • Methodological Advances For The Study Of Biodivers. Genomics

    Código 196KK-01 | 15 horas-aula

    Histórico da Genômica Comparativa aplicada à Biodiversidade, dando origem às áreas de Genômica Evolutiva e Genômica da Conservação. Apresentação de métodos recentes aplicados a estudos genômicos da Biodiversidade. Demonstração de métodos atuais através do uso de pacotes de software especializados. Aulas interativas incluindo exposição, discussão de artigos e trabalhos conjuntos com análises de conjuntos reais de dados genômicos.

  • Microbiologia Ambiental

    Código 19503-02 | 30 horas-aula

    Estudo das comunidades microbianas de diferentes ecossistemas, abordando a sua composição, tópicos avançados sobre as interações envolvendo espécies de procariotos, eucariotos e vírus, bem como métodos de estudo e o seu potencial biotecnológico.

  • Métodos Quantitativos em Biodiversidade

    Código 1963U-02 | 30 horas-aula

    Desenvolvimento prático de habilidades no processamento e análise de dados biológicos, com ênfase na análise e interpretação de dados paramétricos, não paramétricos e multivariados. Estatística descritiva, medidas de tendência central e de variabilidade. Teste de Normalidade: Shapiro-Wilk. Teste para uma amostra: Teste t e Mann-Whitney-Wilcoxon. Teste de homogeneidade de variâncias: Teste de Bartlett. Teste para duas amostras independentes e pareadas: Teste t e Mann-Whitney-Wilcoxon. Teste para diversas amostras: Análise da Variância (ANOVA) e Kruskal-Wallis. Teste para frequências: teste Qui-quadrado. Regressão linear. Regressões não lineares: exponencial, potência, logística e periódica.

  • Métodos em Comportamento Animal

    Código 1963X-04 | 60 horas-aula

    Etapas de um estudo de comportamento animal: concepção dos objetivos, escolha de espécie-alvo, elaboração do protocolo experimental, coleta e análise dos dados, apresentação, interpretação e discussão dos resultados.

  • Programação em Python para as Ciências da Vida

    Código 196P2-02 | 30 horas-aula

    Introdução ao pensamento computacional. Configuração e gerenciamento de ambientes de programação em Python. Operadores e estruturas sintáticas: variáveis, tipos, estruturas de dados, expressões, estruturas de repetição, entrada e saída de dados, funções e classes. Introdução a bibliotecas de análise numérica e manipulação vetorial de dados. Bibliotecas de visualização de dados e geração de gráficos. Estudos de caso de manipulação de dados para as ciências da vida.

  • Passos – Chave na Evolução dos Vertebrados

    Código 73175-04 | 60 horas-aula

    Princípios de sistemática, taxonomia e evolução aplicados à paleontologia e ao registro fóssil. Conceito morfológico de espécie como parâmetro no estudo de grupos fósseis. Registro geológico x história da vida. Passos-cheve na evolução de diversos grupos de vertebrados, incluindo a origem de tetrápodes, mamíferos e aves. Morfologia funcional no estudo de convergências evolutivas em locomoção e alimentação.

  • Scientific Writing In Biology

    Código 1963M-04 | 60 horas-aula

    Estudo da linguagem científica e das ferramentas apropriadas à redação de artigos, revisões de literatura, resenhas e resumos de congressos, bem como da escolha dos veículos de divulgação mais apropriados, da correspondência com editores, do processo de revisão e da elaboração e apresentação de trabalhos orais e pôsteres.

  • Seminários

    Código 19504-01 | 15 horas-aula

    Esta disciplina constitui-se pela apresentação de seminários científicos por pesquisadores ou docentes das diversas áreas da Ecologia, Evolução e Biodiversidade. Após a apresentação do tema, que deverá ter duração de aproximadamente 45 a 50 minutos, segue-se um período para a realização de uma discussão com a participação dos alunos.

  • Sistematica Filogenética Avançada

    Código 73139-04 | 60 horas-aula

    Bases ontológicas e epistemológicas da filogenética: Indivíduos e classes; relação entre inquérito científico e filogenética; geração e teste de hipóteses em filogenética, explicação; conceitos chave em filogenética (e.g., espécies, homologia, nomenclatura, taxonomia, sistemática); caracteres e conflito entre caracteres; alinhamento de sequencias (homologia dinâmica e similaridade), indels; heurística e buscas de árvores; modelos probabilísticos de evolução de caracteres; estudo teórico e prático dos principais critérios de otimização de caracteres; cálculo e interpretação de suporte de clados.

  • Sistemática Filogenética

    Código 63143-04 | 60 horas-aula

    História da sistemática, espécies e conceitos de espécie, proposição e testes de hipóteses, homologia e conceitos relacionados, monofilia e conceitos relacionados. Critérios de optimalidade: máxima parcimônia, máxima verossimilhança e análise Bayesiana. Argumentação Hennigiana na construção de árvores; comprimento, índice de consistência e índice de retenção; árvores de consenso; índices de suporte de ramos. Construção de matrizes e busca numérica de árvores por máxima parcimônia. Busca exata, busca heurística e branch swapping; novas tecnologias. Métodos probabilísticos, obtenção de sequências de DNA, alinhamento de sequencias, modelos de substituição de nucleotídeos. Análises probabilísticas com uso de software. Pratica de todas as etapas com software livre.

  • Taxonomia e Nomenclatura Zoologica

    Código 63134-02 | 30 horas-aula

    Analisa-se e interpreta-se detalhadamente todos os artigos do Código Internacional de Nomenclatura Zoológica; estuda-se o histórico da taxonomia e da classificação zoológica, bem como seus princípios, as categorias, as coleções, os característicos e as fontes bibliográficas.

  • Tópicos Especiais em Ecologia e Evol. da Biodiversidade – 2

    Código 196EB-02 | 30 horas-aula

    Tópicos atuais em temas variados no âmbito de estudos de ecologia e evolução da biodiversidade.

  • Tópicos Especiais em Ecologia e Evol. da Biodiversidade – 2

    Código 196EA-01 | 15 horas-aula

    Tópicos atuais em temas variados no âmbito de estudos de ecologia e evolução da biodiversidade.

  • Tópicos Especiais em Ecologia e Evolução da Biodiversidade I

    Código 1963Y-01 | 15 horas-aula

    Tópicos atuais em temas variados no âmbito de estudos de ecologia e evolução da biodiversidade.

  • Ciência de Dados Aplicada à Biodiversidade

    A linha de pesquisa congrega projetos com foco no uso de grandes quantidades de informação (big data) e no desenvolvimento de metodologias inovadoras de mineração e análise de dados (p.ex. empregando aprendizado de máquina) a fim de investigar problemas relacionados à caracterização, monitoramento e conservação da biodiversidade.

  • Ecologia Aplicada, Meio Ambiente e Sustentabilidade

    A linha de pesquisa congrega projetos que visam a aplicar dados ecológicos, análises de componentes da biodiversidade e/ou estudos interdisciplinares para resolver problemas com impacto socioambiental e/ou econômico mais direto. Isto inclui estudos nas áreas de ecotoxicologia e microbiologia ambiental com foco na caracterização, monitoramento e mitigação de impactos ambientais, bem como no desenvolvimento de métodos agrícolas mais sustentáveis a partir do uso de componentes da biodiversidade nativa do Brasil. Inclui também projetos que visam a desenvolver produtos inovadores a partir de fontes de biodiversidade e/ou que buscam integrar análises da biodiversidade em modelos de desenvolvimento econômico regional com foco em sustentabilidade ambiental.

  • Ecologia e Conservação

    A linha de pesquisa congrega projetos com foco nas relações ecológicas entre organismos, bem como sua relação com seu ambiente, incluindo estudos de autoecologia, ecofisiologia, comportamento, dinâmica populacional e ecologia de comunidades, além de projetos que visam a embasar cientificamente estratégias para a conservação da biodiversidade.

  • Sistemática e Evolução

    A linha de pesquisa congrega projetos relacionados à evolução da biodiversidade, incluindo estudos de sistemática filogenética (utilizando dados morfológicos e moleculares, incluindo filogenômica), taxonomia, morfologia comparada, biogeografia, genética evolutiva e genômica comparativa..

Coordenação

Prof. Eduardo Eizirik
E-mail: [email protected]

Comissão coordenadora

Prof. Eduardo Eizirik | [email protected]
Prof. Laura Roberta Pinto Utz | [email protected]
Prof. Pedro Maria de Abreu Ferreira | [email protected]
Prof. Renato Augusto Teixeira | [email protected]
Prof. Roberto Esser dos Reis | [email protected]
Acadêmico Alessandra Rockenbach Mielke (Representante Discente) | [email protected]

Equipe Administrativa

Patricia Costa Baptista | [email protected]

  • Alunos Mestrado

  • Alunos Doutorado

Público Valor
Público Geral
R$ 2.573,94
Total de Parcelas

O valor integral do Mestrado é parcelado em 24 mensalidades, que devem ser pagas na sua totalidade, mesmo que o estudante conclua o curso antes de dois anos. O valor do Doutorado é dividido em 42 mensalidades que, da mesma forma, devem ser pagas na totalidade, mesmo se o curso for concluído antecipadamente. Estudantes de Doutorado que ingressam logo após a conclusão do Mestrado na PUCRS, com 24 créditos já cursados, terão o número de mensalidades reduzido para 36. Caso não concluam o curso em até três anos, o pagamento é prorrogado até a conclusão, com prazo de 54 meses.

Vencimentos e formas de pagamento

O vencimento das mensalidades ocorre sempre no dia 15 de cada mês, exceto
a primeira parcela (no ingresso ou reingresso) que vencerá conforme escala de
matrículas. O aluno deverá realizar, antes da efetivação da matrícula, o
pagamento da parcela do semestre.

Será cobrado 2% de multa após o vencimento, mais encargos financeiros.
A Universidade envia pelos correios o documento bancário para pagamento
das parcelas. No caso do não recebimento do documento bancário até a data
do vencimento, poderá ser solicitada uma segunda via em qualquer agência
bancária do BRADESCO, mediante informação do CPF do aluno, solicitado
pelo e-mail do Setor Financeiro, [email protected], ou realizado diretamente no Setor Financeiro Acadêmico da Universidade. O Setor Financeiro também envia o boleto para o e-mail cadastrado junto à secretaria do curso.

Prorrogação

Caso não tenha concluído o curso (incluindo a defesa da tese ou dissertação) após o período de pagamento das parcelas, o aluno poderá continuar matriculado, desde que mantenha o pagamento das mensalidades.

Prorrogação

Caso não tenha concluído o curso (incluindo a defesa da tese ou dissertação) após o período de pagamento das parcelas, o aluno poderá continuar matriculado, desde que mantenha o pagamento das mensalidades.

Prazo máximo para conclusão

O limite máximo para a conclusão do Mestrado é de 30 meses, e do Doutorado é de 54 meses, estabelecido no Regimento Geral da Universidade. A não conclusão do Programa de Pós-Graduação nesses prazos levará à exclusão do estudante.

Reajustes

Os valores das parcelas serão reajustados anualmente.

ESPAÇOS DE APRENDIZAGEM DA ESCOLA

Alunos podem frequentar espaços de aprendizagem que promovem o desenvolvimento de atividades práticas que complementam a teoria desenvolvida em sala de aula, assim os preparando para encarar o mercado.

Notícias

Não perca nada do que está acontecendo, acompanhe todas as notícias da Universidade e fique por dentro!