Programa de Pós-Graduação em

ECONOMIA DO DESENVOLVIMENTO

Conceito CAPES – 5

O Programa de Pós-Graduação em Economia do Desenvolvimento (PPGE) da PUCRS iniciou em 2002 com o curso de Mestrado em Economia do Desenvolvimento. Desde então, vem apresentando um sólido crescimento e aumento da sua inserção no contexto acadêmico nacional e internacional. Após dez anos, o PPGE começou o curso de Doutorado em Economia do Desenvolvimento, fortalecendo este processo de consolidação do programa como centro de excelência.

Os cursos de Mestrado e Doutorado está estruturado em uma área de concentração: Desenvolvimento Econômico, incluindo tópicos como crescimento econômico, equidade, aglomeração produtiva, agronegócio, meio ambiente, desenvolvimento local e desigualdades regionais.

O corpo docente do PPGE/PUCRS apresenta uma diversidade de formação que proporciona aos alunos a possibilidade de se especializar de forma sólida e plural. Através de parcerias de pesquisa e convênios, oportunidade de desenvolver parte da pesquisa em centros de excelência no exterior.

Inscrições: De 29/04 a 08/07/2024

Duração mestrado: 24 meses

Duração doutorado: 48 meses

Email: [email protected]

Compartilhe este curso

O Programa de Pós-Graduação em Economia surgiu a partir de duas iniciativas: o incentivo da universidade à qualificação do quadro de professores da PUCRS e à criação do Núcleo de Estudo e Pesquisa em Economia (NEPE). No início da década de 1990 a PUCRS investiu fortemente na qualificação e na contratação de professores com doutorado e experiência em pós-Graduação. Em 1999, foi organizado NEPE para abrigar professores que atuavam em pesquisas financiadas por agências como CNPq, CAPES, Rede IPEA, Fundação Ford e FAPERGS.

Como resultado destas ações, o Mestrado em Economia do Desenvolvimento foi aprovado pela CAPES em 2002. Após um período de demanda crescente pelo Mestrado, em 2012 o programa teve aprovado o seu doutorado. O Doutorado em Economia do Desenvolvimento é expressão da continuidade do projeto institucional iniciado há mais de 20 anos.

Nesse contexto, o PPGE, vinculado à Escola de Negócios da PUCRS, busca aprofundar e consolidar os estudos em Desenvolvimento Econômico, contribuindo para a formação de profissionais de excelência e para o desenvolvimento econômico do país.

Objetivos

Formar profissionais em nível de excelência, capazes de atuar no meio acadêmico, empresarial e no setor público. O egresso deverá realizar diagnósticos econômicos regionais e nacionais e a formular estratégias que contribuam para um desenvolvimento econômico e sustentável.

Escopo

Os cursos de Mestrado e Doutorado em Economia do Desenvolvimento destinam-se a formar profissionais em nível de excelência, capazes de atuar no meio acadêmico, empresarial e no setor público.

Os egressos do PPGE/PUCRS estão aptos a realizar diagnósticos econômicos regionais e nacionais e a formular estratégias que contribuam para um desenvolvimento econômico e sustentável, comprometidos com as questões de equidade e ética.

Créditos e Prazo para Defesa

Doutorado: 36 créditos – para alunos ingressantes até 2021/2
Doutorado: 48 meses

Doutorado: 30 créditos – para alunos ingressantes a partir de 2022/1
Doutorado: 48 meses

O processo de seleção é anual, e ocorre entre os meses de setembro e dezembro para ingresso em março do ano seguinte. O processo seletivo é normatizado a partir de edital divulgado na página do Programa explicitando cada etapa do processo e respectivos prazos.

Edital 2024/2

Carta de Recomendação

Baixa aqui o Modelo de Carta de Recomendação

Ingresso Aluno Especial

É permitido àqueles candidatos que não tenham sido aprovados no processo seletivo, ou a outros interessados, cursar disciplinas isoladas na condição de alunos especiais.
O Aluno Especial matricula-se no Programa de Pós-Graduação em Economia do Desenvolvimento (PPGE), em disciplinas isoladas e deve cumprir todos os requisitos de avaliação e frequência para a aprovação. Estes alunos podem, quando do ingresso no PPGE, solicitar o aproveitamento das disciplinas, obedecendo aos critérios definidos no Regulamento do Curso. O aluno especial poderá cursar somente disciplinas eletivas, conforme cronograma disponível através na página de Informações Acadêmicas.

O valor para cursar disciplinas isoladas, baseado no número de créditos de cada disciplina, será pago em 5 (cinco) parcelas no semestre em curso. Maiores informações podem ser obtidas diretamente com o setor financeiro, através do telefone (51)33203588 ou e-mail: [email protected]

Período de inscrição: 04/03 a 08/03/2024, através do e-mail [email protected] indicando a disciplina de interesse e anexando os documentos abaixo:

Documentos necessários: curriculum vitae, cópia do diploma e do histórico de graduação, cópia do documento de identidade (RG) e CPF.

Informações financeiras: (51)3320-3588 ou [email protected]

Matrícula: 11 a 15/03/2024, somente por e-mail: [email protected].

Bolsas

Capes, CNPq e outras, conforme disponibilidade.

Matrícula Aluno Regular

A matrícula somente é procedida após o cumprimento das exigências de seleção e admissão, e deverá ser renovada a cada semestre letivo até a entrega da dissertação/tese.

  • Desenvolvimento Regional, Cidades e Agronegócios

    Essa linha de pesquisa tem como foco o estudo do desenvolvimento e suas diferentes dimensões, considerando os seus desdobramentos no espaço geográfico. Por isso, os estudos em geral focam regiões, cidades e o espaço rural. Os temas de pesquisas mais comuns desta linha são o crescimento econômico regional, o mercado de trabalho, as migrações, as aglomerações econômicas espaciais e as desigualdades regionais. No entanto trata-se de uma área de pesquisa vibrante e com uma diversidade muito grande de temas, podendo-se destacar: Crescimento e Convergência Regional; Aglomerações e Regiões Metropolitanas; Cadeias de Suprimentos e Redes de Transporte; Migração e Oportunidades no Mercado de Trabalho; Justiça Espacial, Pobreza e Territórios Vulneráveis; Dinâmica dos Lugares Centrais e Periféricos; Capital Humano, Classe Criativa e Desenvolvimento; Capital Social Local e Desenvolvimento; Políticas Públicas Regionais; Inovação e Desenvolvimento; Geografia da Inovação e do Empreendedorismo; Ciclos Políticos e Gastos Públicos Subnacionais; Aglomerações e Meio Ambiente; Mudanças Climáticas e Impactos Regionais; Dinâmica Populacional e Meio Ambiente; Turismo e Desenvolvimento; Relações Rural-Urbano; e Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente. Uma parte significativa das pesquisas dessa linha utilizam para a análise métodos quantitativos: matriz insumo-produto, equilíbrio geral computável, econometria de dados em painel e econometria espacial.

  • Desenvolvimento, Sociedade e Meio Ambiente

    Esta linha de pesquisa volta-se a investigação dos aspectos macro e microeconômicos associados ao Desenvolvimento, à Sociedade e ao Meio Ambiente. No que tange aos aspectos macroeconômicos, ela investiga as relações entre o crescimento, as inovações e as transformações na economia brasileira e internacional. Contempla também a discussão sobre a qualidade do crescimento econômico, progresso técnico, crescimento pró-pobre e o debate na literatura sobre a equidade e os problemas decorrentes da desigualdade econômica como a pobreza, a exclusão social e a desigualdade política como, por exemplo, a sub-representação de mulheres, pobres e negros em instituições políticas. O estudo e a pesquisa sobre o desenvolvimento rural e meio ambiente é outro tópico importante para o programa, o qual trata sobre agricultura familiar, meio ambiente e o rural metropolitano. Em termos microeconômicos, busca analisar como a promoção da cultura da inovação e do empreendedorismo pode melhorar a competitividade das empresas e o desempenho do setor público, incrementando a geração de renda e riqueza na sociedade de forma sustentável. Busca compreender a dinâmica e o funcionamento da produtividade, das finanças e das finanças públicas com ênfase na avaliação de políticas públicas: educação, saúde, criminalidade e trabalho. Contempla também as estratégias da firma, performance empresarial, inovação, comportamento do consumidor, gestão e compartilhamento do conhecimento e capital humano.

  • Applied Econometrics With Stata

    Código 194EA-01 | 15 horas-aula

    A lot of the work done by consulting companies, banks, insurance companies, think tanks, non-governmental organizations, government agencies, etc., is based on applied statistical/ econometric analysis (Note: as you may recall from basic Statistics or Econometrics courses, “econometric” analysis essentially is really just a particular branch of statistics, targeted specifically at business and economics applications). In initial Statistics and Econometrics courses, however, most of the time is spent building the necessary theoretical knowledge for conducting statistical/econometric analysis, leaving only relatively little time for more applied statistical/econometric analysis. In light of this, this course builds upon the material in your prior Stats/Metrics courses to help you gain some familiarity with applied econometric methods widely used in the business environments mentioned above. Essentially, the course builds upon the foundation of basic Stats/Metrics courses by expanding the list of concepts and techniques considered – thereby expanding the types of problems that can be addressed using quantitative models. Importantly, it does so using a hands-on approach, stressing practical applications and actual, “live” analysis of real-world data using Stata for the empirical analysis. In so doing, we review examples of these different ways to explore a specific research topic and at the same develop our quantitative tools along the way—again, this is not a statistics course: everything we learn is learned for a reason, namely so that we can examine empirical research related issues, in practice! Here, we will start by looking at means, cross-tables and simple graphs as ways to initially explore the data and the stories they tell. That will only get us so far, however: what if we are not only interested in how two factors “go together”, say, smoking and low birth weight, but also want to know how say, education, might affect this relationship? Then we need to move to multivariate methods such as regression analysis. Again, fear not, it will all be developed step-by-step, so no need to pass up on this class if you don’t consider yourself mathematically inclined! The course emphasizes application, the use of data, and student-directed research (I am happy to help students with ideas for their own research papers, possibly for other classes!). In particular, the statistical software package Stata will be used frequently both in class and in computer labs, to ensure that you get a solid hands-on knowledge of statistical analysis. Again, the Stata Labs part of the course will be great practice for your future career, where chances are that either data analysis or report writing – or both! – will be important, at least to some degree. Additionally, from our course readings you will get insights into reading other peoples’ data analysis and reports, as well—which is also a useful skill for your own future careers. Throughout the course the importance of a critical stance of any “data analysis consumer” is emphasized. Indeed, you will be able to make good use of the knowledge acquired in this course, even if you never do another empirical analysis yourself! To be sure, many professional positions involve examining other peoples’ statistical/econometric analysis, so that you would still need to know how to not only read but to really understand these – so as to spot any potential flaws or weaknesses in the analysis, and thereby make informed decisions, as a policy maker (whether in government offices/institutions or private enterprises or organizations).

  • Agronegócio e Inovação

    Código 194DF-02 | 30 horas-aula

    Visão sistêmica das cadeias agroindustriais. Filiére, complexos agroindustriais, cadeias de produção agroindustrial, clusters, sistemas agroindustriais, cadeia de suprimentos, alianças e redes. Inovação e competitividade. Fatores e mecanismos institucionais, competitivos e organizacionais associados à inovação e ao desenvolvimento tecnológico na agroindústria. Características e dinâmica da inovação nas cadeias agroindustriais.

  • Análise Multivariada

    Código 194DH-02 | 30 horas-aula

    Álgebra de matrizes e vetores. Operações com matrizes e vetores. Estatística descritiva multivariada. Distribuição Normal Multivariada. Análise de variância multivariada (MANOVA). Testes de Hipóteses Multivariados. Regiões de Confiança. Análise Discriminante. Grupos de Funções Lineares Discriminantes. Correlação Canônica. Componentes Principais. Análise Fatorial. Análise de Agrupamento. Escalonamento Multidimensional.

  • Cadenas De Valor Y Desarrollo Regional

    Código 194HS-02 | 30 horas-aula

    Cadenas de valor; Dimensiones de valor (Creación, transferencia y captura de valor); Unidades de análisis (empresa, producto, servicio, y eslabones integrados); Enfoques metodológicos de cadenas de valor (cualitativo, cuantitativo); Toma de decisiones de empresa (Encadenamientos (productores a mercados, Gestión económica-financiera de la cadena de valor, Eslabones, integración y agregación de valor); Valor generado, transferencia y desarrollo; Tópicos adicionales: Cadenas de valor inclusivas, Sostenibilidad socioambiental, Desarrollo territorial y local, Políticas públicas y estrategias de generación de valor local).

  • Desenvolvimento Econômico (obrigatória)

    Código 52531-03 | 45 horas-aula

    Desenvolvimento e subdesenvolvimento (conceito e indicadores de desenvolvimento, estrutura de uma economia subdesenvolvida, estrangulamentos do desenvolvimento); – Desenvolvimento segundo os grandes economistas (Abordagem clássica e neoclássica, Karl Marx e as crises capitalistas, A abordagem da teoriaa da demanda efetiva); – Desenvolvimento na visão schumpeteriana (fluxo circular, inovações, empresário e crédito, teoria do desenvolvimento derivado, abordagens neo-shumpeterianas).

  • Desenvolvimento Econômico II

    Código 194DK-02 | 30 horas-aula

    1. A abordagem de Adam Smith do processo de desenvolvimento 2. A abordagem de Ricardo do processo de desenvolvimento 3. A abordagem de Marx do processo de desenvolvimento 4. Capitalismo: Keynes, Hayek e Schumpeter 5. A crise da idade dourada e seus efeitos sobre o Brasil e a América Latina 6. O neoliberalismo no Brasil 7. A economia brasileira a partir dos anos 2000.

  • Desenvolvimento Regional

    Código 194DL-02 | 30 horas-aula

    Teoria da Causação Circular de Myrdal; Teoria dos encadeamentos de Hirschman; Globalização, cadeias globais e desenvolvimento regional; Aglomeração espacial e desenvolvimento regional; Capital humano, criatividade e desenvolvimento regional; Cidades e desenvolvimento regional; Desigualdades regionais; Resiliência regional; políticas de desenvolvimento regional.

  • Desenvolvimento e Meio Ambiente

    Código 52515-03 | 45 horas-aula

    Debate crescimento, desenvolvimento e meio ambiente. A extensão da esfera das atividades econômicas. Espaços privados versus espaços públicos e conflitos de uso. Economia e debate sobre natureza e recursos naturais em diferentes abordagens: Economia Ambiental, Economia Ecológica, Economia Institucional, Economia da Proximidade, Economia da Funcionalidade. Implicações diversas da questão ambiental (padrões de produção, consumo, comércio, inovação, pesquisa, energia, etc.).

  • Econometria

    Código 194ED-03 | 45 horas-aula

    Estimadores de mínimos quadrados ordinários (OLS); Estimadores de máxima verossimilhança (MV); Propriedades assintóticas dos estimadores; Testes de hipóteses; Estimação e inferência estatística; Escolha de formas funcionais; Interpretação e comparação de modelos de regressão; Mínimos Quadrados Generalizados (GLS): autocorrelação, heteroscedasticidade; Multicolinearidade; Equações simultâneas e variáveis instrumentais; Variáveis dummy; Variáveis-resposta binárias (Logit, Probit). Modelos econômicos aplicados ao R Studio.

  • Econometria De Dados Em Painel (obrigatória)

    Código 194EF-03 | 45 horas-aula

    Definição, conceitos e aplicações dos modelos de dados de painel. – Vantagens e desvantagens da utilização destes modelos. – Especificações. – Modelos de Efeitos Fixos e Efeitos Aleatórios. – Estimação, exemplos e aplicações de painel de dados. – Painéis estáticos e Painéis Dinâmicos.

  • Econometria De Séries Temporais

    Código 194EE-02 | 30 horas-aula

    Modelos ARIMA e modelos multivariados; séries de tempo não estacionárias, testes de raiz unitária, cointegração e quebra estrutural. Modelo de Correção de Erros (MCE); Vetor Auto regressivo (VAR), Vetor de Correção de Erros (VEC) e teste de Johansen para cointegração; funções impulso-resposta e testes de causalidade. Modelos Arch e Garch e extensões.

  • Econometria Espacial

    Código 194DP-02 | 30 horas-aula

    Bases de dados, estatísticas e indicadores regionais; Programas computacionais de análise espacial; Métodos de análise regional; Análise exploratória de dados espaciais (AEDE); Modelos de econometria espacial; Modelo logit espacial; Modelo de painel espacial; Modelo de econometria geograficamente ponderada (GWR).

  • Econometria I

    Código 52517-03 | 45 horas-aula

    Uma revisão de estatística e de álgebra matricial; – Mínimos quadrados ordinários (modelos de regressão simples, modelos de regressão múltipla); – Estimação e inferência estatística; – Escolha de formas funcionais; – Interpretando e comparando modelos de regressão; – Multicolinearidade e heteroscedasticidade; – Uso de variáveis binárias (Dummy, Logit e Probit).

  • Econometria II

    Código 194DN-02 | 30 horas-aula

    Modelos ARIMA e modelos multivariados; séries de tempo não estacionárias, testes de raiz unitária, cointegração e quebra estrutural. Modelo de Correção de Erros (MCE); Vetor Auto regressivo (VAR), Vetor de Correção de Erros (VEC) e teste de Johansen para cointegração; funções impulso-resposta e testes de causalidade. Modelos Arch e Garch e extensões.

  • Econometria III

    Código 42514-03 | 45 horas-aula

    Definição, conceitos e aplicações dos modelos de dados de painel. – Vantagens e desvantagens da utilização destes modelos. – Especificações. – Modelos de Efeitos Fixos e Efeitos Aleatórios. – Estimação, exemplos e aplicações de painel de dados. – Painéis estáticos e Painéis Dinâmicos.

  • Economia Brasileira

    Código 194DR-02 | 30 horas-aula

    Uma caracterização panorâmica dos principais períodos da história econômica contemporânea do Brasil. Síntese do pensamento econômico e evolução da conjuntura econômica brasileira no período 1990 a 2020.

  • Economia Internacional

    Código 194DS-02 | 30 horas-aula

    Teoria Clássica do Comércio internacional: O Modelo de Ricardo – comércio internacional e vantagens comparativas. Modelo de comércio internacional com dois fatores de produção. O Modelo de Heckscher-Ohlin. Nova teoria do comércio internacional. Variedade, retornos crescentes de escala e comércio internacional. Aplicação empírica ¿ o modelo gravitacional.

  • Economia Matemática

    Código 194E4-03 | 45 horas-aula

    Sistemas de equações lineares. Redução de Gauss-Jordan. Matrizes e determinantes. Posto da matriz. Álgebra de Vetores. Independência linear. Diferenciais. Derivadas. Gradientes. Funções implícitas. Formas quadráticas e matrizes definidas. Otimização não condicionada. Otimização condicionada.

  • Economia Regional e Urbana

    Código 194DM-02 | 30 horas-aula

    Localização das atividades econômicas; Economias de aglomeração; Distribuição espacial da atividade econômica; Economia regional; Economia urbana; Mercado de trabalho e migrações; Geografia Econômica; Nova Geografia Econômica; Modelos de crescimento regional.

  • Economia da Educação

    Código 194E1-02 | 30 horas-aula

    A disciplina de Economia da Educação tem como objetivo empregar os instrumentos econômicos na abordagem dos problemas levantados pela Educação, quer do ponto de vista do tomador individual de decisão, quer do ponto de vista do planejador de política pública. A economia foca sobre os incentivos criados pela política, permitindo-nos prever as consequências intencionais ou não suas intenções. O curso investiga questões relacionadas a educação combinando teoria econômica e literatura empírica.

  • Empreendedorismo Digital nos Negócios

    Código 1946U-02 | 30 horas-aula

    Esta disciplina tem como principal objetivo a apresentação dos principais conceitos associados ao empreendedorismo digital e à transformação de conhecimento científico em desenvolvimento para a sociedade. Serão abordados os seguintes pontos: Empreendedorismo, startups, modelo de negócio, lean startup, mínimo produto viável, ecossistemas de inovação como locus do processo empreendedor, legislação na área de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I), além de casos reais de transformação de conhecimento científico em inovação e desenvolvimento por meio do

  • Equilíbrio Geral Computável – Modelos e Técnicas

    Código 194DT-02 | 30 horas-aula

    Teoria do Equilíbrio Geral; Matriz de Contabilidade Social; Matiz Insumo Produto; Matriz de Contabilidade Social Regional; Matrizes de Insumo-Produto Regionais; Modelos de Equilíbrio Geral Computável; Parâmetros nos Modelos de Equilíbrio Geral Computável; Softwares aplicados; Aplicações empíricas na economia internacional; Aplicações empíricas na economia nacional; Aplicações empíricas na economia regional.

  • Globalisation

    Código 194EC-01 | 15 horas-aula

    Definition and key concepts of Globalisation. History and dimensions. Pros and Cons. Implications of globalization and regional effects. Globalisation: large scale involuntary migration.

  • Macroeconomia I (obrigatória)

    Código 52520-03 | 45 horas-aula

    Escopo da macroeconomia do desenvolvimento (Agénor e Montiel, cap. 1) Monetarismo, estruturalismo e economias em desenvolvimento; Estrutura econômica e macroeconomia. II – Contas agregadas e restrições orçamentárias dos agentes econômicos (Agénor, cap. 8) Produção, renda e despesa; Matriz de contabilidade social; Identidades da renda nacional; Restrições orçamentárias; Modelos macroeconômicos. III – Estrutura de produção em uma economia aberta (Agénor e Montiel, p. 63-99) Modelo Mundell-Fleming; Modelo de ?economia dependente?; Modelo com três bens; Estrutura do mercado de trabalho; Estrutura dos mercados financeiros. IV – Consumo, poupança e investimento (Agénor, cap. 1) Consumo: abordagem keynesiana, a hipótese da renda permanente, o modelo do ciclo-de-vida, outros determinantes; Investimento: o acelerador flexível, custo do capital, incerteza e irreversibilidade, outros determinantes. V – Sistema financeiro, demanda de moeda e política monetária (Agénor, cap. 2) Sistema financeiro; Instrumentos diretos e indiretos de política monetária; Racionamento de crédito; Demanda de moeda. VI – Déficit fiscal, dívida pública e a conta corrente (Agénor, cap. 3) Estrutura das finanças públicas; A restrição orçamentária do governo; Política fiscal; Desequilíbrio fiscal e déficit externo; Consistência, sustentabilidade e restrição de solvência; Dívida pública e austeridade fiscal. VII Gerenciamento da taxa de câmbio e o setor externo (Ágenor, cap. 4) Natureza dos regimes cambiais; Credibilidade da política cambial; Taxas de câmbio, competitividade e a balança comercial; Desvalorização e produto com insumos importados.

  • Macroeconomia II

    Código 194DU-02 | 30 horas-aula

    1. Medida do crescimento econômico 2. Introdução a modelagem sobre crescimento, distribuição e tecnologia 3. Modelo clássico-marxiano de crescimento, distribuição e tecnologia 4. Mudança técnica e o modelo clássico-marxiano de crescimento 5. Modelo clássico-marxiano de caching-up 6. Modelos Neo-Keynesiano: demanda agregada e crescimento constrangido por investimento 7. Modelo de crescimento de Solow-Swan 8. Abordagens para a mudança técnica 9. Modelos de crescimento endógeno.

  • Macroeconomia III

    Código 194DV-02 | 30 horas-aula

    Macroeconomia e Desenvolvimento Econômico. Matriz de consistência macroeconômica. Modelo macroeconômico para economias em desenvolvimento. Dinâmica do ajustamento macroeconômico e crescimento. Política Fiscal e a Sustentabilidade da Dívida Pública. Política monetária, inflação e crescimento econômico. Desemprego.

  • Metodologia de Pesquisa

    Código 725GH-02 | 30 horas-aula

    A disciplina apresenta o embasamento metodológico para pesquisa na área de administração discutindo: delineamentos e enfoques da pesquisa na área, problemática de pesquisa, técnicas de coleta de dados, amostragem, revisão de literatura e contribuições teóricas.

  • Microeconometria

    Código 194E6-02 | 30 horas-aula

    Relações causais; erro de medida e variáveis omitidas; MQO em dois estágios; sistemas de equações aparentemente não relacionadas (SUR); modelos lineares para dados em painel: efeitos aleatórios e efeitos fixos, primeiras diferenças, LSDV; GMM; Modelos de escolha discreta; modelos de censura tobit; seleção amostral: procedimento de Heckman; Modelos de pseudo painel: coortes, tempo e idade; modelos de duração: funções risco.

  • Microeconomia I (obrigatória)

    Código 52516-03 | 45 horas-aula

    A disciplina cobre a visão de equilíbrio parcial da microeconomia tradicional e tópicos de abordagens alternativas. 1. Teoria do Consumidor Preferências Efeitos renda e substituição Curva de Demanda 2. Teoria da firma Produção Custos Oferta de curto e de longo prazos Abordagens alternativas da firma 3. Estruturas de Mercado 3.1. Concorrência Perfeita Pressupostos Equilíbrio no curto e no longo prazo Impacto de impostos e de políticas de controle de preços 3.2. Monopólio Pressupostos Equilíbrio de curto e longo prazo Poder de Monopólio Discriminação de preços Perda de peso morto e eficiência Monopólios contestáveis 3.3. Concorrência Monopolística Pressupostos Equilíbrio de curto e longo prazo Eficiência Modelo de Chamberlin 3.4. Oligopólio Conceitos e pressupostos Modelos de duopólio Cartel e liderança de preços Formação de preços com mark-up Formação de preços dos fatores de produção Oligopólio e Teoria dos jogos Oligopólio e progresso técnico 4. Microeconomia e Organização industrial.

  • Microeconomia II

    Código 194DX-02 | 30 horas-aula

    Falhas de mercado: monopólio, externalidade, bens públicos e assimetria de informação; introdução aos conceitos básicos da teoria dos jogos e aplicações; introdução à economia comportamental, com ênfase na teoria da perspectiva.

  • Microeconomia III

    Código 194DY-02 | 30 horas-aula

    Escopo e metodologia da microeconomia heterodoxa. Organização estrutural da atividade econômica. A empresa de negócios: a natureza da empresa de negócios, estrutura de produção, custos e preços. O mercado e a empresa de negócios: estrutura da demanda de mercado e preço de mercado.

  • Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas

    Código 194DZ-02 | 30 horas-aula

    Principais conceitos, instrumentos e tipos de monitoramento. A importância do monitoramento no ciclo de políticas públicas. O sistema de indicadores como ferramenta para monitoramento de políticas públicas. Os processos de monitoramento com base na estruturação do modelo lógico. Diferenças entre monitoramento e avaliação. Identificação de contrafactual. Metodologias experimentais e quase-experimentais.

  • Métodos de Análise Regional

    Código 194E7-02 | 30 horas-aula

    Bases de dados, estatísticas e indicadores regionais; Medidas de concentração espacial; Índice Ellison-Glaeser de co-aglomeração espacial; Medidas de desigualdades regionais; Modelos de acessibilidade espacial; Estrutura produtiva e desempenho econômico regional; Método Estrutural-Diferencial; Modelo da Base Econômica; Modelo de insumo-produto regional.

  • Pesquisa Social Qualitativa:abordagens, Métodos E Aplicações

    Código 194HR-02 | 30 horas-aula

    A disciplina visa introduzir noções básicas sobre pesquisa social qualitativa percorrendo três grandes temáticas: 1) as principais abordagens que fundamentam a pesquisa social qualitativa, 2) os principais métodos e exemplos de sua aplicação e 3) seu uso e utilidade na pesquisa acadêmica, em específico, e no mundo do trabalho, em geral. Desde a teoria até a prática, os estudantes são convidados a desenvolver e praticar um olhar científico e profissional sobre os temas de seu interesse.

  • Preparación Y Evaluación De Proyectos De Desarrollo Rural

    Código 194LA-02 | 30 horas-aula

    Taxonomía de proyectos de desarrollo rural. Actores públicos y privadas en la formulación de proyectos. Componentes del proyecto orientado al desarrollo rural. Beneficios y costos de proyectos. Evaluación económico-financiera de proyectos. Eficiencia, riesgo e incertidumbre. Tipos de evaluación de proyectos.

  • Pesquisas Avançadas em Economia

    Código 194G6-01 | 15 horas-aula

    Os seminários consistem na apresentação e debate de resultados de pesquisas avançadas em temas diretamente vinculados às linhas de pesquisa do PPGE. Nestes seminários os pós-graduandos deverão participar nas discussões sobre os temas apresentados formulando questões e propondo melhorias.

  • Pobreza e Desenvolvimento humano

    Código 72510-03 | 45 horas-aula

    Origem e significado da Abordagem do Desenvolvimento Humano. Mensuração: Metodologia e problemas enfrentados. Críticas e avanços dos indicadores de desenvolvimento existentes. Aspectos conceituais da pobreza (absoluta, relativas, unidimensional, multidimensional, objetiva e subjetiva). Dificuldades na mensuração da pobreza. Análise de experiências investigativas e políticas de enfrentamento pobreza.

  • Poverty And Human Development

    Código 194E2-02 | 30 horas-aula

    Aspectos conceituais da pobreza (absoluta, relativa, unidimensional, multidimensional, objetiva e subjetiva). Dificuldades na mensuração da pobreza. Análise de experiências investigativas e políticas de enfrentamento pobreza. Origem e significado da Abordagem do Desenvolvimento Humano. Mensuração: Metodologia e problemas enfrentados. Críticas e avanços dos indicadores de desenvolvimento existentes.

  • Projetos de Pesquisa em Economia

    Código 194E5-02 | 30 horas-aula

    Propiciar ao estudante os conhecimentos sobre os métodos de pesquisa em economia, fornecendo-lhe os instrumentos necessários para realizar pesquisas e, particularmente, elaborar a dissertação de mestrado e a tese de doutorado. No curso são discutidos o significado de um trabalho científico, a sua estrutura e as etapas de sua realização, possibilitando que o aluno aprenda a pensar e escrever de maneira científica.

  • Regional Economics Seminars – Real

    Código 1946X-01 | 15 horas-aula

    Seminários são experiências eficazes de aprendizagem para os alunos. Especificamente, os seminários de Economia Regional são organizados por professores do REAL e da PUCRS com a participação de pesquisadores internacionais e estudantes de mestrado e doutorado, discutindo sobre economia regional e temas relacionados.

  • Seminário Economia 5 e 1/2

    Código 194G7-02 | 30 horas-aula

    Discussão de Pesquisas Aplicadas em Ciências Econômicas. Retórica e Debate em Economia. Produção de conhecimento científico em Economia. Metodologias analíticas, quantitativas e históricas, em economia. Redação e Argumentação Científica.

  • Taller De Análisis Regional De Insumo-producto

    Código 194EG-02 | 30 horas-aula

    Estructura productiva y desempeño económico regional • Modelo Económico Base • Modelo input-output nacional • Modelo regional de input-output • Multiplicadores e Encadenamientos intersectoriales a interregionales • Extracción hipotética • Decomposición estructural • Aplicaciones: flujos de comercio en valor adicionado, modelos con extensión ambiental.

  • Tópicos Avançados em Desenvolvimento e Meio Ambiente

    Código 194E3-02 | 30 horas-aula

    A complexidade da relação entre desenvolvimento e meio ambiente; economia circular; valores e meio ambiente; compreensão e posicionamento da sociedade sobre a temática ambiental; serviços ecossistêmicos e sustentabilidade; desigualdade e pressão ambiental; pobreza e meio ambiente; mudança climática.

Coordenação

Prof. Dr. Augusto Mussi Alvim | [email protected]

Comissão Coordenadora

Augusto Mussi Alvim (presidente) | [email protected]
Gustavo Inacio de Moraes | [email protected]
Adalmir Antônio Marquetti | [email protected]
Izete Pengo Bagolin | [email protected]
Michelle Serpa da Silva (representante discente) | [email protected]

Comissão de Bolsas

Augusto Mussi Alvim (presidente)
Gustavo Inacio de Moraes
Adalmir Antônio Marquetti
Izete Pengo Bagolin
Michelle Serpa da Silva (representante discente)

Professores Associados Estrangeiros

Profa. Carmen Bubbard (Newcastle upon Tyne University, Reino Unido) – Período: 2020/1 a 2025/1.
Prof. Miguel Atienza Ubeda (Universidad Catolica del Norte, Chile) – Periodo: 2020/1 a 2025/1.
Prof. Sandy Dall’Erba (University of Illinois at Urbana-Champain, USA) –Periodo: 2020/1 a 2025/1.
Prof. Eduardo Rodrigues Sanguinet (Universidad Austral de Chile) Período: 2022/1 a 2027/1.

Equipe Administrativa

Fernanda Martins
Renata Liberato Santana

Público Valor
Público Geral
R$ 3.217,42

Total de Parcelas

O valor integral do Mestrado é parcelado em 24 mensalidades, que devem ser pagas na sua totalidade, mesmo que o estudante conclua o curso antes de dois anos. O valor do Doutorado é dividido em 42 mensalidades que, da mesma forma, devem ser pagas na totalidade, mesmo se o curso for concluído antecipadamente. Estudantes de Doutorado que ingressam logo após a conclusão do Mestrado na PUCRS, com 24 créditos já cursados, terão o número de mensalidades reduzido para 36. Caso não concluam o curso em até três anos, o pagamento é prorrogado até a conclusão, com prazo de 54 meses.

Vencimentos e formas de pagamento

O vencimento das mensalidades ocorre sempre no dia 15 de cada mês, exceto
a primeira parcela (no ingresso ou reingresso) que vencerá conforme escala de
matrículas. O aluno deverá realizar, antes da efetivação da matrícula, o
pagamento da parcela do semestre.

Será cobrado 2% de multa após o vencimento, mais encargos financeiros.
A Universidade envia pelos correios o documento bancário para pagamento
das parcelas. No caso do não recebimento do documento bancário até a data
do vencimento, poderá ser solicitada uma segunda via em qualquer agência
bancária do BRADESCO, mediante informação do CPF do aluno, solicitado
pelo e-mail do Setor Financeiro, [email protected], ou realizado diretamente no Setor Financeiro Acadêmico da Universidade. O Setor Financeiro também envia o boleto para o e-mail cadastrado junto à secretaria do curso.

Prorrogação

Caso não tenha concluído o curso (incluindo a defesa da tese ou dissertação) após o período de pagamento das parcelas, o aluno poderá continuar matriculado, desde que mantenha o pagamento das mensalidades.

Prazo máximo para conclusão

O limite máximo para a conclusão do Mestrado é de 30 meses, e do Doutorado é de 54 meses, estabelecido no Regimento Geral da Universidade. A não conclusão do Programa de Pós-Graduação nesses prazos levará à exclusão do estudante.

Reajustes

Os valores das parcelas serão reajustados anualmente.

ESPAÇOS DE APRENDIZAGEM

A Escola de Negócios possui diversos espaços de aprendizagem para o desenvolvimento de atividades práticas, que complementam a teoria desenvolvida em sala de aula e preparam para o dia a dia do mercado.

Notícias

 

Ver todas
Ver todas