Impacto Social

Veja como recuperar eletrodomésticos e veículos inundados 

terça-feira, 14 de maio | 2024

Professores da Escola Politécnica informam procedimentos de segurança antes de tentar ligar equipamentos atingidos pelas águas das enchentes  

É possível recuperar carros e eletrônicos que ficaram submersos nas águas, mas é preciso estar atento. / Foto: Unsplash

As enchentes que causaram estragos em quase todos os municípios do Rio Grande do Sul deixaram milhares de desabrigados, incluindo famílias inteiras, muitos animais de estimação e crianças. Neste momento de calamidade, a PUCRS é um dos abrigos emergenciais em Porto Alegre, com estrutura montada no Parque Esportivo, e seus professores e estudantes se mobilizam para levar ao público informações que possam ajudar. Na Escola Politécnica, pesquisadores se uniram para ensinar como é possível tentar recuperar eletrodomésticos que ficaram submersos em água, assim como carros que foram inundados.  

Antes de tentar ligar qualquer tipo de equipamento ou veículo, é preciso certificar-se de que o item está seco. É muito importante manter desligado, para não correr riscos de choque e nem de estragar o produto. Após seguir os passos abaixo, a melhor alternativa é encaminhar para empresas especializadas que realizam manutenção e assistência técnica de equipamentos eletrônicos, pois contam com profissionais treinados e habilitados para esses procedimentos.  

“Os professores dos diversos cursos da Escola Politécnica se reuniram para pensar em como informar sobre a importância da questão de economizar água. Depois passamos a criar um guia de como proteger equipamentos eletrônicos e mecânicos antes de ligá-los novamente”, explica a professora do curso de Engenharia Mecânica, Karina Ruschel.  

Como armazenar os eletrônicos que pegaram água? 

  • Retirar as pilhas e baterias (se houver). 
  • Realizar a secagem do equipamento, primeiro com um pano limpo ou uma toalha para retirar o máximo de água possível. Após, pode ser utilizado um secador de cabelo para tirar a umidade, com ar frio ou em temperatura baixa, pois o ar quente pode danificar alguns componentes. 

No caso de contato com água de enchentes, ainda ocorre o acúmulo de sujidades que impedirão seu correto funcionamento. Portanto, antes de ligar o equipamento novamente, deve ser realizada a limpeza dos componentes eletrônicos com álcool isopropílico. O ideal é que esse procedimento seja realizado por um profissional habilitado ou poderá afiliar outros danos ao equipamento. 

É possível salvar alguma coisa dos carros? Sim! Saiba como:

O veículo também irá precisar de uma limpeza interna, como a lavagem dos bancos e estofamentos com produtos apropriados. / Foto: Unsplash

1) Não tentar dar partida no carro alagado

  • Admissão (filtro de ar e coletor) e dentro do motor pode ter água – o motor pode dar um calço hidráulico e quebrar muitos componentes (válvulas, pistões, bielas), ocasionando a perda do motor ou um custo muito elevado para conserto. 
  • O veículo sofrerá desvalorização por ter passado por uma enchente. O seguro não cobre caso o veículo seja feita tentativa de ligar quando está com água. 

2) Desconectar a bateria

  • Desconecte primeiro o polo negativo (cabo preto com sinal -) 
  • Desconecte o polo positivo e retire a bateria 

3) Levar em um técnico especializado 

4) A parte interna também precisa de reparos

  • Tirar o excesso de lama e sujeiras com água limpa 
  • Realizar a lavagem dos bancos e estofamento com produtos específicos, se não for possível, lavar com sabão neutro 
  • Retirar as “borrachinhas” (tampão) das portas para drenar a água 
  • Retirar os tampões do assoalho 

5) Motor – dentro do capô – é necessário conhecimento técnico sobre motores

  • Retirar o filtro de ar 
  • Retirar as velas 
  • Retirar o bujão do cárter e drenar todo óleo e água que pode estar no motor – coletar e realizar o descarte no local apropriado 
  • Troca do óleo do câmbio 
  • Trocar óleo do diferencial 
  • Girar o motor manualmente para retirar a água de dentro dos cilindros 
  • Colocar óleo novo no motor – o modelo está no manual do fabricante 
  • Instalar velas novas 
  • Drenar o tanque de combustível e colocar gasolina nova 

6) Módulos, sensores e atuadores

  • Desconecte os cabos e deixe secar – seguir as instruções de secagem e limpeza de equipamentos eletrônicos 
  • Religue somente se tiver certeza de que está tudo de acordo com a limpeza de eletrônicos 

7) Reconectar a bateria – se estiver em bom estado: 

  • Conecte primeiro o polo positivo 
  • Conecte o polo negativo 

8) Dar partida no motor

A Universidade, por meio de seus centros e laboratórios de pesquisa da Escola Politécnica, está à disposição para outras orientações que sejam necessárias.

Leia também:

Mais recentes