Impacto Social

Urna eletrônica: equipe da Escola Politécnica integra grupo de investigadores dos testes públicos de segurança

segunda-feira, 23 de outubro | 2023

Os testes de segurança aconteceram no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em Brasília. / Foto: Avelino Francisco Zorzo

Na última semana uma equipe da Escola Politécnica representou a PUCRS na 7ª edição do Teste Público de Segurança da Urna (TPS) 2023 no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em Brasília. O grupo, liderado pelo professor do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Computação (PPGCC), Avelino Francisco Zorzo, participou como investigador da fase destinada à inspeção do código-fonte da urna eletrônica e dos sistemas eleitorais. Nesta etapa, que tem duração de duas semanas, participam investigadores e investigadoras pré-inscritos de diferentes locais do Brasil. 

No TSE, uma sala Multiuso foi equipada com 24 computadores, sem acesso à internet, para receber os participantes. No espaço, não é permitido o ingresso com celulares e outros equipamentos eletrônicos. Nessa fase do TPS, o Tribunal oferece subsídios aos participantes para a elaboração dos planos de testes a serem submetidos à avaliação e aprovação. Agora, os participantes estão trabalhando em propostas que devem ser enviadas até 27 de outubro, próxima sexta-feira, conforme o calendário do evento. O Teste Público de Segurança da Urna ocorrerá de 27 de novembro a 1º de dezembro de 2023. 

Leia também: Professora da PUCRS integra artigo da Nature sobre mulheres na ciência da computação 

Além do professor, a equipe que representa a Universidade inclui o bolsista de pós-doutorado do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Ciências Forenses (INCT Forense) Daniel Dalalana Bertoglio, o estudante de mestrado do PPGCC Ariel Rossetto Ril, a aluna do curso de graduação em Ciências da Computação, Ana Carolina Bregolin Bertuzzo, e o aluno e do curso de Engenharia de Software Eduardo Tavares. Zorzo explica que a participação da sociedade nos Testes Públicos é fundamental por diferentes motivos, entre eles ajudar na melhoria do sistema eleitoral brasileiro, melhorar o conhecimento sobre o funcionamento do sistema eletrônico da urna e assim compartilhar com toda a sociedade as informações sobre este importante instrumento do processo democrático: 

“Os alunos têm contato com uma tecnologia que está sendo utilizada faz diversos anos, assim conseguem associar os conceitos teóricos vistos em sala de aula com a realidade. Temos estudado os sistemas e processos utilizados nas eleições brasileiras faz dois anos. No ano passado acompanhamos boa parte do processo de geração das mídias que seriam instaladas nas urnas, a instalação pública, acompanhamos o sorteio das urnas que passariam pelos testes de integridade dos sistemas, acompanhamos também todos os testes de integridade que aconteceram na PUCRS em 2022. O conhecimento que estamos adquirindo no grupo de pesquisa será disseminado nos cursos de graduação e pós-graduação”, destaca Avelino Zorzo.  

Leia também: Projeto da PUCRS que incentiva mulheres na ciência da computação é premiado pelo Google 

Enriquecendo a formação em TI

O professor Avelino Francisco Zorzo da Escola Politécnica foi um dos participantes da fase de teste. / Foto: Avelino Francisco Zorzo

O estudante Ariel Rossetto Ril, mestrando do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Computação, destaca que sua participação no Teste Público de Segurança da Urna (TPS) está sendo muito boa. “É uma possibilidade de revisar os principais softwares que controlam o processo eleitoral e entender como foi arquitetada toda a segurança da Urna Eletrônica. Nunca tinha pensado em participar de um momento assim até que o professor Avelino me apresentou a segurança do processo eleitoral e da Urna como possibilidade de pesquisa de Mestrado”, destaca. 

O estudante relata que durante o evento de Revisão de Código a equipe do TSE foi muito prestativa, respondendo a dúvidas e questionamentos sempre que preciso: “O ambiente disponibilizado para realizar a avaliação de código era o necessário para avaliar e entender todo o fluxo de dados durante a votação e durante o envio dos dados para totalização (finalização do processo eleitoral). O próximo passo será o desenvolvimento dos planos de testes que serão avaliados pelo TSE e aceitos para a execução entre os dias 27 de novembro e 1º de dezembro”. 

Esta é a primeira vez que a Escola Politécnica representa a Universidade nos testes, mas o grupo liderado pelo professor Zorzo tem acompanhado as diferentes etapas das eleições brasileiras desde 2021, em conjunto com os professores Jeferson Campos Nobre e Luciano Gaspary da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). A equipe tem se reunido em diversas oportunidades para compreender de que maneiras pode colaborar com a qualidade e a visibilidade dos sistemas que fazem parte do sistema de votação eletrônico brasileiro. 

Leia também: Da graduação para o doutorado em Ciência da Computação: conheça a história de Julia Kubiak 

Estude Ciência da Computação na PUCRS 

O PPGCC está com inscrições abertas para quem deseja iniciar o mestrado ou doutorado no primeiro semestre de 2024. Clique aqui para conferir o edital. Também estão abertas as inscrições para o Vestibular de Verão 2024/1: Conheça os cursos na área de TI. 

Mais recentes