Impacto Social

Universidade participa de mutirão de reconhecimento de paternidade

quarta-feira, 28 de outubro | 2015

Materiais genéticos de 22 crianças do município de Cacique Doble, no norte do Estado, foram coletados no mutirão do projeto Pai Presente, realizado em parceria do Laboratório de Genética da PUCRS com o Ministério Público. As coletas de sangue ou células da mucosa bucal ocorreram em um ônibus disponibilizado pelo MP e serão utilizadas na realização de exames de DNA para reconhecimento de paternidade.

A análise é realizada de forma sigilosa pelo Laboratório, ligado à Faculdade de Biociências, sob a coordenação da professora Clarice Alho. Os resultados serão encaminhados ao Ministério Público, que repassará às famílias. O procedimento utiliza equipamentos de alta tecnologia e conta, também, com um perito especializado em identificação humana. O projeto existe desde dezembro de 2014 e já beneficiou famílias de mais de dez municípios do Estado. Os pedidos de encaminhamentos de exames deverão ser feitos diretamente nas Promotorias de Justiça, sem necessidade de ação judicial.

Mais recentes