ESCOLA DE NEGÓCIOS

Cursos da Escola de Negócios estão com processos seletivos abertos para ingresso ainda em 2024. / Foto: Giordano Toldo

Não há dúvidas de que as aulas práticas são fundamentais para o aprendizado na Universidade. Com elas, estudantes conseguem visualizar de maneira efetiva conceitos que podem parecer muito abstratos na teoria. Na Escola de Negócios, os cursos de Administração, Ciências Contábeis e Ciências Econômicas percebem essa importância e aplicam de diferentes formas o conteúdo teórico junto aos estudantes. Conheça, a seguir, como funcionam as práticas nesses cursos que estão com inscrições via Ingresso de Diplomado, Reingresso ou Reopção, e Transferência, que contam com descontos exclusivos 

Administração: solucionando problemas reais 

O curso possui diferentes possibilidades de atuação. O profissional de administração não precisa, necessariamente, ser alguém de terno e gravata que trabalha em uma empresa.

“O/a profissional formado em Administração pode atuar em áreas muito diversas, como de produção e operações, setor industrial, em organizações, no marketing, no desenvolvimento e capacitação de pessoas, em recrutamento e seleção e na área financeira, por exemplo”, explica a coordenadora do curso, Naira Libermann. É por essa diversidade de possibilidades que o curso possui, ao todo, cinco linhas de formação 

Uma delas é a de Inovação e Empreendedorismo. Nela, há quatro disciplinas práticas nas quais os/as alunos/as realizam seus próprios projetos inovadores. Além disso, os/as estudantes conseguem utilizar toda a estrutura do Parque Científico e Tecnológico da PUCRS (Tecnopuc) para auxiliá-los nesse desenvolvimento de projetos.  

Já nas demais linhas de formação (Administração de EmpresasLiderança e Gestão de PessoasMarketing e Negócios Internacionais) possuem as disciplinas Projeto Integrador I e II, que procuram resgatar conteúdos por meio de projetos práticos.  

Programa de Pós-Graduação em Economia

Foto: Camila Cunha

Na primeira disciplina, a temática é Cidades Inteligentes e Sustentáveis, em que a proposta é que as turmas pensem uma cidade real específica que possa ser melhorada por meio de diferentes projetos. “Antes da pandemia, por exemplo, foram trabalhadas Picada Café e Ivoti. Esses municípios foram visitados pelas turmas para que pudessem ser conhecidos em sua integralidade. Dessa forma, os grupos puderam compreender quais eram os problemas enfrentados pela população e moldar seus projetos a partir dessa análise. Durante o momento de pandemia, que tornou o ensino online necessário, a ideia foi pensar em bairros de Porto Alegre”, relembra Naira. Já em Projeto Integrador II, a ideia é atuar junto a empresas parceiras da Escola de Negócios. Nessa disciplina, são montados projetos até mesmo para empresas internacionais.  

Ciências contábeis: decifrando a linguagem dos negócios 

O contador é o elo entre os fatos contábeis das organizações, dando vida aos números registrados, demonstrando suas interpretações a sócios, gestores e interessados. O mercado de trabalho oferece grandes oportunidades, tanto no setor privado, quanto como funcionário ou autônomo, ou ainda em órgãos públicos. A presença de um contador é imprescindível na composição da equipe técnica de qualquer organização, considerando a complexidade da legislação tributária e fiscal, assim como as necessidades econômicas e financeiras das empresas. 

A atividade profissional do contador está intimamente relacionada ao desenvolvimento socioeconômico. Ou seja, às expectativas da sociedade em relação à necessidade de sustentar o bem comum diante da complexidade crescente que envolve as questões sociais e econômicas. 

As disciplinas no curso são voltadas, principalmente, aos conhecimentos sobre as demonstrações financeiras, custos, legislação comercial, planejamento tributário, auditoria, perícia, controladoria, governança corporativa e gestão de riscos. Há, ainda, um Laboratório de tributos, no qual todas as questões tributárias e contábeis de empresas são realizadas pelos estudantes, como:

Escola de Negócios

Foto: Camila Cunha

A contabilidade é a linguagem dos negócios, ela é necessária para a comunicação com os acionistas e as pessoas interessadas nos resultados das empresas. As empresas querem contratar pessoas que conheçam essa linguagem, por isso o curso de Ciências Contábeis se mostra tão importante na sociedade e tem uma grande empregabilidade”, comenta a coordenadora Sandra de Vargas. 

Ciências Econômicas: auxiliando a comunidade mesmo na pandemia 

Esse curso da Escola de Negócios é voltado àqueles que gostam de matemática e história, e desejam compreender os atuais fenômenos sociais e econômicos do mundo. A formação em Ciências Econômicas prepara os/as estudantes para realizar análises e projeções de cenários aos setores público e privado, desenvolve a capacidade de tomar decisões e utiliza métodos quantitativos para a resolução de problemas econômicos. 

Há duas linhas de formação no curso: Economia e Finanças. Na primeira, além de teoria econômica, os/as alunos/as aprendem métodos e técnicas de estimação de fenômenos socioeconômicos por meio de três disciplinas: econometria I, II e III. Já em Finanças, a teoria econômica é aplicada juntamente aos fundamentos do mercado financeiro, realizando análises dos mercados de renda fixa e renda variável, como o da Bolsa de Valores.   

O curso conta com grupo estudantil que conecta estudantes com o mercado de trabalho no setor financeiro, o PUCRS Finance. A iniciativa, por meio da Liga de Mercado Financeiro, também proporciona que alunos e alunas atuem em desafios e competições nacionais e internacionais.  

“Diante dessas oportunidades, os/as estudantes são incentivados/as a exercer atividades durante a sua graduação, ampliando seus conhecimentos e habilidades na prática, o que os torna protagonistas da sua formação”, afirma Kellen Fraga, coordenadora do curso de Ciências Econômicas.

ingresse na ESCOLA DE NEGÓCIOS ainda em 2024

Curso de Odontologia da PUCRS promove formação integral do estudante

Curso permite que estudante realize serviços para a comunidade e desenvolva habilidades técnicas e humanas. / Foto: Bruno Todeschini

Vivenciar experiências profissionais reais, que aproximam a teoria das aulas à realidade do mercado de trabalho, é o desejo de quem ingressa em uma graduação. No curso de Odontologia da PUCRS são oferecidas diferentes atividades práticas e disciplinas que integram a prestação de serviços importantes para a comunidade, a preocupação com o impacto social, além do desenvolvimento de habilidades técnicas e humanas.

Aprendizado sólido da teoria à prática

A Escola de Ciências da Saúde e da Vida proporciona uma formação acadêmica, profissional e humana. Conforme o professor e coordenador do curso, João Batista Blessmann Weber, a graduação em Odontologia já formou aproximadamente 4,5 mil cirurgiões-dentistas com sólido embasamento em evidências científicas e alta carga de treinamento clínico.

Um dos fatores que coloca o/a estudante da PUCRS em destaque, segundo o professor, é o completo ecossistema de ensino, pesquisa, inovação e empreendedorismo da Universidade, situado em um único campus. Toda essa infraestrutura proporciona aos alunos vivências e oportunidades diferenciadas durante a jornada acadêmica.

“O nome da Odontologia da PUCRS é reconhecido pela excelência, tradição e respeitabilidade, ampliando a inserção no mercado de trabalho. Os/as profissionais são preparados também para atuar em gestão e planejamento de políticas nacionais de saúde bucal, assim como na iniciativa privada”, destaca o coordenador.

Leia mais: Curso de Odontologia une prática clínica, formação humanizada e impacto social na área da saúde

As instalações do curso comportam sete ambulatórios próprios com mais de 190 consultórios odontológicos, além de laboratórios de Patologia Bucal, Laserterapia, Radiologia, Estomatologia Clínica e Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial. As atividades práticas também acontecem no Hospital São Lucas, no Centro de Extensão Universitária Vila Fátima e em Unidades de Saúde, por meio de um convênio com a Prefeitura Municipal de Porto Alegre.

Ao final do curso, poderei trabalhar em quais áreas? 

Curso de Odontologia da PUCRS promove formação integral do estudante

Foto: iStock

Durante toda a trajetória acadêmica, os docentes buscam inspirar nos estudantes o desenvolvimento de competências e habilidades para no futuro profissional poder atuar na iniciativa pública e privada. Quem se forma no curso de Odontologia da PUCRS apresenta, como principais características, a formação integral, contemplando os aspectos morais, éticos, culturais e técnicos, de forma que possam atender com qualidade as demandas odontológicas da sociedade.

“O aprendizado na graduação desenvolve-se a partir dos conteúdos teóricos das disciplinas básicas, inserindo-se gradativamente nas disciplinas de pré-clínicas e nas atividades de atendimento aos pacientes por intermédio de uma progressão de complexidades na evolução dos semestres”, pontua Weber.

Ele explica que, dessa forma, o/a aluno/a desenvolve habilidades em todas as áreas de atuação da Odontologia, “com um amplo embasamento teórico-científico e competências para elaboração de diagnóstico, planejamento e execução de tratamentos propostos”.

Como superar os desafios do curso e da profissão? 

Uma das grandes preocupações dos/as estudantes durante o curso é desenvolver atividades práticas nos pacientes. Quanto a isso, Weber garante que o plano pedagógico do curso prevê uma formação que vai preparando o estudante até chegar neste momento, sempre com o acompanhamento contínuo de professores altamente qualificados nas diversas áreas da Odontologia.

Após a conclusão do curso, a maior preocupação costuma ser em relação à inserção no mercado de trabalho. Aqui, o professor alerta:

“Apesar de ser um mercado bastante competitivo, o aluno formado no Curso de Odontologia da PUCRS, possui uma formação integral, com uma carga horária prática robusta, possibilitando o desenvolvimento de habilidades que, sem dúvida, tornarão este profissional diferenciado para atuar na área em que desejar”.

Estude odontologia na PUCRS

A Universidade oferece cursos de Graduação na modalidade presencial e online. / Foto: Gabriel Schimidt

Estudar em busca de desenvolvimento pessoal e profissional, seja no começo de uma graduação, na troca de curso ou na realização de uma pós-graduação é um desejo frequente em listas de resoluções de ano novo. A PUCRS oferece cursos de graduação na modalidade presencial e online que, assim como na pós-graduação, contam com professores que são destaque em suas áreas do conhecimento e a estrutura da melhor Universidade privada do Brasil (RUF, 2023). Que tal aproveitar este início de ano para iniciar seus estudos na PUCRS? Saiba como você pode fazer parte da Universidade em 2024: 

Estude presencialmente na PUCRS  

Frequentar um Campus universitário é um sonho para várias pessoas que estão buscando a educação superior. A PUCRS oferece aos/as estudantes uma infraestrutura completa com laboratórios, espaços de aprendizagem e serviços para proporcionar uma formação especial. As inscrições para o Vestibular complementar da Graduação Presencial estão abertas e a prova de redação acontece de forma online nos dias 10 e 11 de janeiro. Todas as informações podem ser encontradas em: pucrs.br/vestibular. Importante: o curso de Medicina não é ofertado nesta modalidade.  

Conheça a Graduação Online 

Para quem busca um curso que se adapte a uma rotina mais dinâmica, a PUCRS oferece a Graduação Online. São dez opções de cursos e nesta modalidade, estudantes de diferentes locais do país e até estudantes internacionais têm a possibilidade de estudar em uma das melhores universidades da América Latina. A Graduação PUCRS Online é ofertada pela instituição que foi pioneira nesta modalidade de ensino no Brasil e conta com professores que se destacam no mercado de trabalho. As inscrições para o vestibular da Graduação Online estão abertas até o dia 7 de fevereiro. Para ingressar é preciso realizar uma prova de redação, feita por meio de uma plataforma específica. Conheça os cursos e inscreva-se clicando aqui. 

Conheça outras formas de ingressar na graduação 

Transferência  

Se você já está no ensino superior e deseja vir para a PUCRS, a Universidade oferece 15% de desconto* no primeiro semestre para estudantes que se transfiram de outra instituição de ensino. Desconto válido da parcela 1 a 6, exceto para o curso de Medicina.    

Ingresso diplomado   

Pensando em cursar uma segunda graduação presencial? Alunos/as que concluíram a graduação na PUCRS possuem 25% de desconto em todas as mensalidades e estudantes que concluíram a graduação em outras instituições possuem 15% de desconto, exceto para o curso de Medicina.    

Continue seus estudos na PUCRS 

Se você já finalizou a graduação e quer seguir estudando, conheça os cursos de pós-graduação Lato Sensu. Com um amplo portifólio, a Universidade oferece cursos de especialização, MBA e certificações em diferentes áreas do conhecimento nas modalidades Presencial e Online. As inscrições estão abertas, conheça e inscreva-se! 

Leia mais:

O Listão de Classificados/as já está disponível. / Foto: Gabriel Schimidt

A PUCRS divulgou hoje (23) a Lista dos Classificados/as e a Lista de Espera do Vestibular 2024. Aqueles/as que já estão classificados podem realizar a sua matrícula de forma automatizada, diretamente pelo Portal do Candidato, até o dia 28 de novembro. Lembre-se: para confirmar a matrícula é necessário primeiro o pagamento do Boleto Bancário, relativo à primeira mensalidade do curso escolhido. Aqui você confere o passo a passo para relizar a matrícula automatizada. 

Ao estudar na PUCRS, os estudantes entrarão na melhor Universidade privada do País, segundo o Ranking Universitário da Folha (RUF) 2023, com dois cursos de graduação presencial na primeira posição no ranking: Medicina e Comunicação. A Universidade conta ainda com a melhor pós-graduação do Brasil, segundo a Capes e também com o quarto melhor Ecossistema de Inovação Global, o Tecnopuc. Há 75 anos a PUCRS oferece aos estudantes um ecossistema completo em ensino, pesquisa e inovação que busca soluções reais para os problemas da sociedade. 

Vestibular Complementar 

A partir do dia 27 de novembro você já poderá se inscrever para o Vestibular Complementar da PUCRS. Se você tiver realizado a inscrição para o vestibular de 18 de novembro, saiba que você está isento/a da taxa.  

Importante: O curso de Medicina não é ofertado nesta modalidade. Para os demais cursos ofertados no período, a prova consistirá em uma redação realizada no formato online.  

Leia mais: 

Confira o listão do Vestibular da PUCRS 2024

O vestibular da Graduação Online da PUCRS está com inscrições abertas para ingresso em fevereiro de 2024. São dez cursos de áreas diferentes, com ênfases atualizadas e focadas nas tendências do mercado. Os/as interessados/as podem se inscrever gratuitamente para realizar a prova até o dia 7 de fevereiro de 2024. 

O ingresso na Graduação Online é feito por meio do site oficial do processo seletivo. Depois de escolher o curso, o/a candidato/a deve efetuar sua inscrição e realizar a prova, que consiste em uma redação de até 2.500 caracteres. A avaliação será aplicada em um ambiente virtual, que conta com sistema antifraude robusto. O resultado será disponibilizado em até 72 horas úteis e, após a aprovação, o/a aluno/a deve comprovar a conclusão do Ensino Médio para concluir sua matrícula. Os cursos de graduação da PUCRS Online têm duração de dois a dois anos e meio. 

Neste período de ingresso, os/as candidatos/as podem se inscrever em qualquer um dos 10 cursos da Graduação PUCRS Online. 

Conheça os cursos: 

Todos os cursos são compostos por projetos práticos, criados para proporcionar habilidades mais eficientes de aplicação e aprofundamento dos conhecimentos obtidos ao longo de cada disciplina. Além disso, as aulas e provas são online e assíncronas, o que permite ao estudante construir seu próprio ritmo e dinâmica de estudos. Dessa forma, não é preciso se deslocar até os Polos Presenciais para realizar as atividades avaliativas. Já os projetos práticos, realizados ao final do curso, serão feitos em regiões próximas dos Polos, auxiliando na aprendizagem e gerando impacto na comunidade local.   

O modelo de aprendizagem da Graduação PUCRS Online é pensado para uma “formação ágil”, por meio de aulas multiformato e multimídia, permitindo que os alunos explorem todas as potencialidades. Por isso, são disponibilizados além das videoaulas tradicionais: podcasts, atividades interativas, leituras orientadas, mapas mentais, vídeos sínteses, entre outros.   

Consolidada como a Melhor Universidade Privado do Brasil e uma das mais reconhecidas instituições de ensino da América Latina por rankings nacionais e internacionais, a PUCRS entrega uma experiência única e completa de aprendizagem digital, desenvolvida em parceria com o UOL EdTech.    

SERVIÇO  

Sobre o UOL EdTech   

O UOL EdTech é a maior empresa de tecnologia para educação do Brasil. Foi criado em 2017 para transformar a vida das pessoas através de uma educação mais acessível, de qualidade e adequada ao mundo digital. Desde então, desenvolve plataformas de aprendizagem e conteúdos educacionais para empresas, instituições de ensino e pessoas.  

Vestibulandos de Medicina escolheram entre dois temas de redação: A importância da pesquisa na busca de identidades e Os murais urbanos como acesso ao conhecimento. / Foto: Giordano Toldo

A prova do Vestibular de Verão da PUCRS aconteceu neste sábado (18) para todos os cursos de graduação presencial. Vestibulandos/as e familiares vieram ao Campus, em Porto Alegre, para aproveitar uma programação especial oferecida pela Universidade. A prova, que pela primeira vez após a pandemia voltou a ser presencial para todos os cursos de graduação, seguiu o modelo de anos anteriores para Medicina – com redação e questões de múltipla escolha -, e redação para os cursos das demais áreas do conhecimento. As provas e gabaritos já estão disponíveis para conferência neste link. 

Ulisses Duarte veio do Mato Grosso do Sul para realizar a prova para o curso de Medicina e destaca os motivos que o fizeram vir de tão longe: “Muitas pessoas me perguntam por que eu escolhi essa Universidade. Primeiramente porque é uma das melhores particulares do país, não falta nada para você aqui. Entre as partes mais legais que conheci estão o Teatro e o Museu. São coisas que você fica de boca aberta e admirado. Meu sonho é passar aqui na PUCRS e meu objetivo vai ser conquistado de qualquer jeito, não importa a dificuldade”.  

Veja como foi a movimentação no Campus para o Vestibular 2024 

Candidatos/as ao curso de Medicina puderam escolher entre dois temas propostos: A importância da pesquisa na busca de identidades e Os murais urbanos como acesso ao conhecimento. O primeiro tema foi adaptado do artigo a Avaliação Arqueológica de Áreas Urbanas: Uma proposta para Porto Alegre, de Alberto Tavares Duarte de Oliveira, mestre em Arqueologia pela PUCRS. O enunciado aponta: 

[…], a partir da pesquisa arqueológica, grupos sociais urbanos marginalizados na documentação histórica como negros, imigrantes, pobres e índios, entre outros, ganham outras perspectivas de conhecimento. 

Ao escolher este tema, o candidato/a foi convidado a responder ao seguinte questionamento: Que “outras perspectivas de conhecimento” a respeito de “grupos sociais marginalizados na documentação histórica” podem surgir a partir de pesquisas que analisem, com base em vestígios históricos, o modo de vida dessas populações? 

Já a segunda possibilidade de tema, Os murais urbanos como acesso ao conhecimento, propôs um olhar para a arte como um método de conhecimento. O enunciado foi retirado de texto da escritora Julia Dantas para o projeto da Universidade chamado Galeria a Céu Aberto, que propõe inserir arte e humanismo na vida diária de quem circula pelo Campus:   

Por meio da arte, é possível acessar saberes que não podem ser formulados em equações, nem leis, nem muito menos certezas. “A ciência não produz sentido, apenas correlações, independentes de nós”, escreveu Nancy Huston. Enxergar algo além dessas correlações é tarefa que cabe aos outros empreendimentos humanos, dos quais a arte é talvez o mais exclusivamente dedicado à invenção de sentidos. Conclui Huston: “Continuamos frágeis, e o mundo continua ameaçador. Nenhuma descoberta científica pode nos tornar imortais, nem mesmo eliminar conflitos e dores da nossa existência”. Nossos trabalhos, porém, com frequência se tornam imortais. 

Os demais vestibulandos escreveram a redação sobre o tema: Inteligência Artificial e desenvolvimento intelectual. / Foto: Camila Cunha

Ao escolher este tema, os/as participantes foram convidados a discutir a popularização da arte e do conhecimento por meio dos murais urbanos. Confira neste link a prova Medicina na íntegra e aqui o Gabarito. 

Já o tema da prova para os cursos de graduação das demais áreas do conhecimento foi Inteligência Artificial e desenvolvimento intelectual. O enunciado, que busca gerar reflexões especialmente sobre a probabilidade de erros que esta tecnologia é capaz de motivar, apresenta um trecho de um artigo do colunista da Folha de São Paulo, neurocientista e professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Álvaro Machado Dias. O texto diz

Só existe um problema com essa narrativa do progresso exuberante: de tempos em tempos, os algoritmos se comportam de forma desalinhada aos nossos interesses. Eles dão respostas erradas a perguntas factuais, caem em armadilhas retóricas – sobretudo quando as perguntas envolvem distinções entre interpretações canônicas e pouco críveis dos acontecimentos – e alucinam.  

A partir disso, os vestibulandos/as foram convidados a discutir as consequências do emprego, cada vez mais frequente, da inteligência artificial na realização de trabalhos escritos – escolares, acadêmicos, profissionais – para o desenvolvimento intelectual dos indivíduos. Confira neste link a prova na íntegra.  

Confira as próximas datas importantes  

No dia 23/11 será divulgado o listão de classificados aptos a se matricularem até o dia 28/11. As inscrições para o Vestibular Complementar iniciam no dia 27/11. 

Os/as calouros/as conseguem realizar a primeira matrícula, logo após a aprovação no vestibular diretamente pelo Portal do Candidato, sem necessidade de comparecer presencialmente no Campus. Confira o passo a passo!  

Ficou com dúvida? O Relacionamento da PUCRS pode te ajudar! Você pode entrar em contato pelo e-mail [email protected] ou pelo WhatsApp (51) 98443-0788 para tirar suas dúvidas. Informações sobre os cursos, possibilidades de bolsas e financiamento também estão disponíveis no site e ou pelo telefone (51) 2101.0110.   

Foto: Giordano Toldo

O futuro quase sempre causa ansiedade, principalmente quando uma prova pode ser o início de uma mudança de vida. O vestibular acaba sendo muitas vezes o divisor de águas para quem está saindo do ensino médio e enxerga a graduação como algo definitivo para a vida toda. Para entender melhor a ansiedade pré-vestibular funciona e buscar formas de acalmar essa sensação, convidamos a professora do curso de Psicologia da Escola de Ciências da Saúde e da Vida Manoela Ziebell de Oliveira para comentar o assunto. Confira!

Sensação de angústia pode ser prejudicial 

Segundo a professora, há vários fatores que causam ansiedade em estudantes. Entre esses aspectos, está a mudança de rotina para quem está terminando o Ensino Médio. O distanciamento dos/as amigos/as e do próprio ambiente escolar, que foi sua realidade durante tanto tempo, pode provocar esse sentimento. Muitos/as alunos/as também não se sentem prontos/as para abandonar a escola e entrar na universidade.

“Eles têm uma trajetória em geral longa nas escolas antes de irem para a universidade. Então esse luto por uma experiência que está encerrando, o não saber como que vai ser dali adiante, pode ser um dos motivos”, comenta.

A própria prova também gera essa ansiedade pré-vestibular, pois, por mais que os/as alunos/as estudem, se preparem e recebam orientação, não há como saber com exatidão quais conteúdos específicos cairão nos exames. Além disso, alguns estudantes têm mais dificuldade em determinados conteúdos, o que se soma à ansiedade pela prova em si.

Escolha do curso também é um fator ansiogênico

Manoela explica que muitos estudantes ficam ansiosos/as por conta da escolha do curso: alguns sentem que essa escolha é algo com que terão que se comprometer pelo resto da vida – o que não necessariamente é verdade.

“É uma primeira escolha, para criar uma trajetória acadêmica e profissional. E esse momento, muitas vezes, vem com o peso de que ‘eu estou fazendo a escolha que vai ter que durar para sempre’. Quando entendem que essa é uma escolha que não necessariamente é para sempre, que é a melhor escolha que estão fazendo neste momento, às vezes ajuda a aliviar um pouco a ansiedade”, destaca a professora.

Foto: Gabriel Schimidt

Além disso, a expectativa pelo resultado da prova também pode ser um fator determinante para o surgimento da ansiedade. Afinal, quando se faz uma avaliação, há a expectativa de ser aprovado. No entanto, a professora destaca que a ansiedade não é de todo ruim: o fato de os/as estudantes estarem em estado de alerta e temerem pelo seu desempenho na prova pode ajudá-los/as a ficar mais atentos/as e a se preparar melhor para o exame.

A ansiedade passa a ser algo negativo quando se torna excessiva e atrapalha antes e no momento da prova. Esse excesso pode ser prejudicial justamente por fazer a pessoa se sentir mal fisicamente e por desviar o foco do objetivo que está à sua frente para o desconforto que se está sentindo. Isso também pode atrapalhar o/a aluno/a na gestão do tempo de prova, além de outros entraves.

“Isso pode fazer com que o/a estudante perca alguma informação importante em um enunciado de uma questão. A ansiedade excessiva também pode prejudicar o/a aluno/a antes da prova, por exemplo, porque pode afetar o sono e a alimentação, e tudo isso vai tirando energia, frisa a docente.  

Ansiedade é difícil de controlar, mas não impossível  

O principal motivo tanto da própria ansiedade pré-vestibular quanto da dificuldade em controlá-la é o fato de haver muitas coisas em jogo: futuros, escolhas profissionais e a aprovação do exame.

Manoela ainda ressalta a importância de procurar ajuda de um/a profissional, caso o sentimento de ansiedade se torne excessivo e atrapalhe de fato a vida da pessoa. Além disso, ela ainda aconselha a realização de treinos e simulados antes das provas de vestibular, isso pode ajudar a adquirir a prática da gestão do tempo durante os exames, por exemplo.   

Outra dica é praticar o mindfulness – que nada mais é do que um exercício de concentração para focar totalmente no agora. Para ela, atos como focar na respiração e colocar prioridades no papel também pode ajudar.

“Conseguir perceber a relevância, conseguir perceber prioridades, traçar estratégias para se preparar, caso esse seja o problema. Tentar fazer esse exercício de colocar o foco em algum lugar, que pode ser na respiração, pode ser em alguma atividade física, pode ser na alimentação. Isso vai ajudando a gente a ficar mais tranquilo e vai ajudar de maneira geral a cuidar da ansiedade”ressalta.  

Leia também:

como acolher seu filho em época de vestibular e ENEM

Milene acompanhou a filha Helena durante as atividades do Pré-Grad, aqui na PUCRS. / Foto: Giordano Toldo

Quando os filhos são crianças, a questão “o que você quer ser quando crescer?” é parte comum dos diálogos, e é geralmente levada de forma leve. No entanto, quando eles crescem e chega a hora de tomar decisões importantes, como a escolha de um curso superior, essa pergunta passa a exigir uma resposta séria — o que mexe com a ansiedade e as emoções de muitos jovens. É neste momento que as certezas se dissolvem e podem surgir sentimentos de insegurança, de se sentir perdido e de não saber o que fazer. Por isso, o apoio da família é fundamental. 

Para Andreia Mendes, professora do curso de Psicologia da Escola de Ciências da Saúde e da Vida, a escolha profissional é um assunto que, além de surgir muito cedo no ambiente familiar, também é carregado de fantasias, idealizações e projeções. Há um desejo (inconsciente) do adulto de que a criança seja sua melhor versão, ou até de que ela seja melhor que ele”, explica a docente. A escolha de um curso muitas vezes é encarada como uma opção para toda a vida, mas muitas vezes não é assim. 

“Uma escolha não pode ser confundida com uma certeza e muito menos considerada como prenúncio de sucesso profissional. Além disso, nos dias atuais, as profissões têm se modificado muito e não raro não precisam ser genuínas; ou seja, hoje os profissionais se fazem por meio de trilhas e escolhas que vão construindo a sua profissionalidade. Mas, enquanto jovens, nossos filhos ainda não sabem disso”. 

Apoio e acolhimento da família é essencial 

Nesse momento tão marcante e intenso na vida de muitos adolescentes, a presença da família como rede de apoio é crucial. No entanto, Andreia alerta: isso não deve ser confundido com superproteção, mas sim ser um efetivo encorajamento. Além disso, essa postura dos pais não deve se dar apenas no momento da escolha do curso, pois se esse movimento já vem sendo recorrente durante todo o desenvolvimento e crescimento do indivíduo, essa e outras decisões podem ser enfrentadas de forma mais tranquila. 

Trocas, vínculos e confiança familiar: estes elementos são o alicerce para o diálogo e um componente fundamental para famílias funcionais. Claro que, como em qualquer relação, haverá discordâncias e conflitos, mas também sempre haverá o respeito. É neste ambiente de diálogo que os medos e inseguranças do jovem podem ser compartilhados, vistos e dissipados de forma saudável. É papel da família buscar respostas a estes questionamentos, tirando dúvidas, buscando outras informações e apoiando. Além disso, é essencial que se passe ao indivíduo a noção de que escolhas são apostas – mas também que, se ao conhecer mais profundamente o curso ele se der conta de que não é bem isso, sempre existirá o apoio da família. 

“Pais são as primeiras referências dos filhos. Sentir ressonância de suas dúvidas no apoio da família é fundamental para superar estas inseguranças naturais, uma vez que demandam escolhas com impacto no futuro. Os pais não são responsáveis em dar as respostas aos filhos, pelo contrário: não devem escolher por eles, mas mostrarem-se fortes o suficiente e respeitosos por suas escolhas”, pontua Andreia. 

Leia mais: Dicas e caminhos para promover a saúde mental na infância e adolescência

Ela ainda destaca que o apoio dos pais, nos dias dos exames, pode vir também de formas práticas, como uma carona, um bom café da manhã e um lanche para ser consumido durante ou após as provas. “Outro aspecto importante é evitar conflitos nestes dias, ou próximo deles. O estudante deve estar concentrado na tarefa”, ressalta ela. E, claro, a motivação e o encorajamento também são importantes, como um “não faz mal”, se as coisas não saírem como planejadas. Todo apoio é muito positivo! 

Os maiores desafios dos estudantes – e a melhor forma de lidar com eles 

como acolher seu filho em época de vestibular e ENEM

O emocional dos/as estudantes fica bem abalado nesse período, sendo importante o apoio dos pais nesse processo. / Foto: Envato Elements

As maiores intempéries emocionais que os adolescentes enfrentam em época de vestibular são a insegurança e a ansiedade – e ambas estão interligadas. Esses sentimentos desorganizam a mente, podendo nos paralisar e criar rotas de fuga. Há algumas formas de identificar sinais dessa confusão mental, segundo a professora Andreia:

Normalmente a agitação, crises de choro e agressividade são sinais de que algo não vai bem. Mas o silêncio, a apatia e o desinteresse também são indicativos importantes”.  

Nesse contexto, a melhor maneira para os pais contribuírem é criando um ambiente positivo, valorizando seus filhos e deixando claro que a aprovação não é um compromisso e enfatizando todas as suas conquistas anteriores – essas atitudes de suporte fazem toda a diferença. Algumas estratégias para construir um ambiente de apoio eficaz em casa são a tranquilidade, a atenção às rotinas e, claro, o suporte emocional. Descansar, criar momentos de lazer e relaxar também são fundamentais para criar uma atmosfera positiva – mas sem deixar de lado a revisão de conteúdos, que pode ser uma boa atitude.

Andreia dá algumas dicas de como os pais podem criar um plano de estudos equilibrado para os filhos, tendo consciência de que eles não são mais crianças, tomam decisões (como a escolha profissional), devem ter autonomia e possuem uma ampla experiência anterior de vida escolar. 

“O familiar deve dar suporte ao estudante, no entanto, é fundamental que esta organização faça sentido ao próprio vestibulando. Por exemplo, algumas pessoas preferem estudar a noite, outras dormem cedo e acordam também cedo para revisar os conteúdos. Qual o melhor modelo para o estudante? Esta é a pergunta principal. A partir disso, podemos organizar o ambiente, preparar materiais de apoio e garantir um contexto tranquilo para o estudo. Caso o jovem não esteja conseguindo se organizar sozinho, sempre junto dele, o adulto pode discutir possibilidades, seja na organização de um plano, onde dias, horários e conteúdos são contemplados; disponibilizar provas anteriores para que ele faça exercícios, entre outros”, explica. 

Por fim, a docente alerta sobre os riscos de os pais pressionarem demais os filhos durante a época de vestibular: isso pode desencadear um aumento da ansiedade e da insegurança, que por sua vez pode ativar mecanismos de fuga, como o “apagão” ou rotas de fuga – como não acordar no horário ou perder o ônibus, por exemplo. Apesar de ser normal que os pais anseiem pelo futuro dos filhos, os próprios adolescentes também estão nervosos nesse momento. Por isso, a conversa na família é essencial. 

“São os pais que têm, nesse momento, melhores condições de acompanhar o jovem. Não tome o assunto vestibular como a única pauta da família, e não esqueça de se mostrar totalmente disponível se o jovem quiser conversar ou precisar de algum auxílio.O carinho é fundamental. Esteja junto, mesmo que em silêncio; disponível – mesmo se estiver muito ocupado – e atento! Valorize, mostre quantos desafios já foram superados, e apoie seu filho!”, finaliza.

Leia também: 5 dicas práticas para começar a meditar no dia a dia

ingresse na graduação da pucrs em 2024

Além do vestibular, a Universidade oferece outras formas de ingresso. / Foto: Gabriel Schimidt

Você sabia que além da prova de Vestibular é possível ingressar nos cursos de graduação da PUCRS de outras formas? Hoje, você pode optar pela TransferênciaIngresso Diplomado, Reingresso ou Reopção, e pela nota do Enem. Estudando na Universidade, você irá aprender com docentes que são referência nas suas áreas de atuação, além de ter benefícios exclusivos, como consultoria de carreira gratuita.  

Conheça nossas possibilidades de ingresso e escolha a que mais faz sentido para seu momento de vida:  

1) Transferência

Estudantes de outras instituições de ensino também têm a possibilidade de dar continuidade aos estudos na PUCRS e contar com uma das melhores estruturas de ensino, pesquisa e inovação do País. Além disso, a PUCRS oferece desconto de 15% no primeiro semestre para os/as ingressantes, exceto para o curso de Medicina. Saiba como solicitar a sua Transferência

2) Ingresso de Diplomado

Para quem sonha em continuar estudando e aperfeiçoando o currículo, o Ingresso de Diplomado é uma ótima opção. E um bônus é que você também conta com 25% de desconto nas mensalidades do seu curso e isenção de matrícula!

3) Reingresso e reopção

Precisou pausar os estudos ou está pensando em se redescobrir em outra área? Você pode optar pelo Reingresso, contando com a possibilidade de 50% de desconto na matrícula (conforme o período de trancamento) e dar continuidade ao seu curso ou escolher outro por meio da Reopção. Sempre há tempo para se dedicar ao que você gosta!  

4) Nota do Enem

Metade das vagas de graduação são reservadas para o ingresso via Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Para aproveitar a nota do exame é necessário ter alcançado pelo menos 400 pontos e não ter zerado a redação nos exames de 2012 a 2022.  

Empregabilidade desde o começo  

PUCRS Carreiras promove a integração entre estudantes e o mercado de trabalho durante a formação, proporcionando experiências reais desde o começo da graduação. Desde 2019, foram firmados mais 32 mil contratos de estágio por meio desse serviço, além de realizados 7 mil atendimentos de consultoria de carreira com alunos e alunas da PUCRS.  

Cabe no seu bolso

Cerca de 40% da base de estudantes da PUCRS contam com algum benefício de incentivo à educação oferecido pela Universidade, como créditos educativos, descontos, convênios, além do Prouni. Confira todas as possibilidades e encontre a melhor para você.  

Quero estudar na PUCRS em 2024

O Vestibular 2024 da PUCRS já tem data marcada: as provas irão acontecer presencialmente no dia 18 de novembro, no Campus da Universidade. A avaliação para quem se inscreveu para curso de Medicina será no mesmo formato dos anos anteriores, com questões de múltipla escolha e redação. Já o vestibular para cursos das demais áreas do conhecimento permanece sendo uma redação. As inscrições para o Vestibular 2024/1 da Graduação Presencial começam no dia 28 de setembro. 

A partir de agora, o que muda é o formato da prova – que durante a pandemia foi adaptada à modalidade online por questões de saúde e segurança, e neste ano volta a ser presencial para todos os cursos. No momento da inscrição é possível escolher se a avaliação será feita por meio da nota da prova, do Enem, ou em ambas, em que se considera sua melhor classificação. O custo de inscrição é de R$150 para Medicina e R$ 60 para demais cursos.  

Fique atento/a: os vestibulares complementares se mantêm no formato online.   

Tem interesse em receber mais informações? Cadastre o seu contato aqui! 

Ficou com alguma dúvida?  

Abaixo, listamos algumas dúvidas frequentes sobre o Vestibular. Confira! 

1. Como será a prova do Vestibular 2024 da PUCRS? 

Neste ano, a prova para todos os cursos acontece presencialmente, no Campus da PUCRS, em um único dia: 18 de novembro. A entrada será liberada às 12h; e às 13h será dado o início da prova. 

2. Qual o motivo da prova ter voltado para o presencial?  

A prova do Vestibular da PUCRS foi adaptada à modalidade online durante a pandemia de Covid-19 para seguir os protocolos de saúde e segurança. Agora, a Universidade retoma o formato presencial. No dia da prova, o Campus terá uma programação especial para todos/as os/as estudantes, familiares e acompanhantes. A mudança se conecta ao aniversário de 75 anos da PUCRS, que também acontece no mês de novembro.  

3. Como e onde faço a minha inscrição? 

As inscrições para o Vestibular ainda não estão abertas, mas quem tiver interesse em receber mais informações pode se cadastrar aqui 

QUERO MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O VESTIBULAR 2024