Inovação

Série de lives aborda os desafios do empreendedorismo feminino na pandemia

quarta-feira, 03 de junho | 2020

empreendedorismo femininoCom mais de 100 espectadoras de vários lugares do mundo, a 1ª Maratona Online de Empreendedorismo Feminino 4.0 promovida pela Escola de Negócios da PUCRS e o Centro Brasil de Baden-Württemberg, na Alemanha, estreou no dia 1º de junho. Com encontros sempre às 12h (horário de Brasília e 17h horário de Berlim), no Instagram @escoladenegociospucrs, as conversas acontecem até o dia 13 de junho e todas as lives ficarão disponíveis no perfil.

A conversa-piloto entre a professora Letícia Hoppe e as empreendedoras Kaka Cerutti e Verônica Sales inaugurou a série de lives com o tema negócios e os desafios enfrentados (e superados) neste momento de pandemia mundial.

Segundo a professora Ionara Rech, coordenadora do curso de Administração da PUCRS e uma das organizadoras do livro Empreendedorismo Feminino: protagonistas em ação, compartilhar experiências e vivências é uma forma de fazer com que as mulheres saibam que não estão sozinhas e compartilhem os desafios e soluções encontradas. “Estamos vencendo algumas batalhas e fazendo a mudança para as próximas gerações. Precisamos compartilhar as nossas histórias. Se eu pudesse dar um conselho para nós, mulheres, seria: que a gente cuide mais de si e estabeleça um olhar com mais confiança naquilo que podemos realizar”, ressalta.

Transformação gradual para o protagonismo feminino

Desde 2016 a Escola de Negócios promove ações voltadas ao Empreendedorismo Feminino com objetivo de proporcionar conexões entre empreendedoras e a apresentação de técnicas e soluções para seus negócios. O incentivo ao tema visa que cada vez mais mulheres se tornem protagonistas e ocupem cargos de liderança no mundo dos negócios, nas mais diversas áreas. Até o momento, mais de 3 mil empreendedoras já foram beneficiadas com as atividades.

A professora Ionara frisa que uma das principais dificuldades das mulheres é a falta de confiança nas suas próprias capacidades, mas que estão evoluindo e mudando o cenário de maneira gradual em diversos âmbitos. “Parte desde a forma como educamos as meninas: para que tipo de atividade elas são preparadas nas famílias e até mesmo nas escolas? É a partir daqui que são construídas as perspectivas, para que, quando elas cheguem a vida adulta, sintam-se fortalecidas e capazes de competir de igual para igual em qualquer área”, argumenta.

Programação

1 de junho

Empreendedoras: Kaká Cerutti e Verônica Sales
Mediadora: Professora Dra. Letícia Hoppe

2 de junho

Empreendedoras: Jaqueline Selva e Cíntia Lucarelli
Mediadora: Daniele Mazutti

3 de junho

Empreendedoras: Tatiane Silva e Hannah Kathren
Mediadora: Karen Romero

4 de junho

Empreendedoras: Lessandra Dralf e Lu Sellman
Mediadora: Carolina Barbosa

5 de junho

Empreendedoras: Ana Manssour e Aline Schumache
Mediadora: Professora Ionara Rech

6 de junho

Empreendedoras: Marta Duenas e Cláudia Merz
Mediadora: Professora Letícia Hoppe

7 de junho

Empreendedoras: Lú Brito e Francine Krüger
Mediadora: Professora Kellen Fraga

8 de junho

Empreendedoras: Giovana e Lúcia de Jesus
Mediadora: Professora Ionara Rech

9 de junho

Empreendedoras: Elaine Deboni e Tatiane Bungardt
Mediadora: Professora Letícia Hoppe

10 de junho

Empreendedoras: Márcia Brites e Vera Lúcia
Mediadora: Professora Naira Libermann

11 de junho

Empreendedoras: Cláudia Moreira e Adriana Escotero Felipe
Mediadora: Professora Loraine Muller

12 de junho

Empreendedoras: Michele Pereira e Bianca
Mediadora: Monica Carvalho

13 de junho

Empreendedoras: Mileine Vargas e Rosani Hart
Mediadora: Professora Letícia Hoppe

Mais recentes