Institucional

Seminário destacou a importância da construção coletiva do conhecimento

quarta-feira, 03 de março | 2021

Seminário destacou a importância da construção coletiva do conhecimento

Trecho da apresentação do professor Punya Mishra, da Arizona State University / Foto: Reprodução

Desenvolver competências digitais. Esse foi o objetivo do Seminário de Desenvolvimento Acadêmico 2021, tradicional evento da PUCRS que capacita docentes e demais profissionais que atuam na Universidade. Organizado pela Pró-Reitoria de Graduação e Educação Continuada, o evento ocorreu durantes os dias 1 e 2 de março, com diferentes convidados/as e painéis sobre a Docência em tempos Digitais: competências pedagógicas e tecnológicas para além do ensino remoto. 

A abertura, que teve transmissão pelo canal da PUCRS no YouTube, contou com a presença do reitor, Irmão Evilázio Teixeira, e de outras lideranças da Universidade. A programação foi comportar por uma palestra e quatro painéis sobre Competências docentes: TPACK – integração de conhecimentos tecnológicos, pedagógicos e do conteúdo; Meditação e educação para a interioridade; Competências digitais docentes: recursos digitais; Competências digitais docentes: ensino, aprendizagem e avaliação e Competências digitais docentes: acessibilidade e engajamento dos estudantes. 

Saiba mais: Docência em tempos digitais é tema de evento que integra profissionais da PUCRS 

Não existe ensino sem aprendizagem 

Um dos pontos enfatizados ao longo dos encontros foi a importância de pensar para além das modalidades e das metodologias, levando em consideração a melhor forma de fazer com que estudantes recebam e assimilem as informações passadas durante as aulas. 

No painel sobre Ensino, aprendizagem e avaliação o professor Mariano Pimentel, da UniRio, destacou que ensino e aprendizado não podem ser concebidos separados. Não existe ensino sem que a gente também compreenda a aprendizagem que está sendo proporcionada. 

João Harres, professor da Escola Politécnica da PUCRS, contou no momento de partilha entre docentes que propôs que seus alunos e alunas fizessem autoavaliações em diferentes momentos ao longo do semestre. Após comparar os retornos, a “avaliação de trás para frente”, como foi apelidada por uma aluna, ajudou a entender não só a opinião das turmas, mas também a perceber como foi a evolução da aprendizagem sobre os conceitos apresentados. 

Educação e tecnologia: uma discussão de interesse global 

Educação impulsiona Porto Alegre como uma das melhores cidades para empreender no País

Foto: Camila Cunha

Além dos/as convidados/as de outras instituições brasileiras, o seminário também contou com participantes internacionais: o professor Punya Mishra, da Arizona State University, para a primeira palestra e a professora Sara Dias-Trindade, da Universidade de Coimbra, no painel sobre Envolvimento profissional. 

Punya Mishra aprofundou a discussão sobre tecnologia e educação, ressaltando pontos importantes para a docência: “A maioria das ferramentas utilizadas atualmente não foram criadas para o uso educacional. No entanto, enquanto usuários, nós podemos dar outras funcionalidades a elas”. 

Sara comentou que “é essencial repensar as estratégias educativas no ensino superior, adequando-as aos novos públicos”, sobretudo sobre os desafios do século 21 e a necessidade de articular conhecimentos e competências. 

Marília Morosini e Vanessa Woicolesco, professoras da Escola de Humanidades da PUCRS, também trouxeram no painel a perspectiva das redes colaborativas e o apoio institucional como estratégias fundamentais para o desenvolvimento das competências profissionais docentes. 

Pautas contemporâneas cada vez mais presentes 

Procura pela prática da meditação aumentou durante a pandemia

Foto: Camila Cunha

O filósofo líder do projeto de meditação do Centro de Pastoral e Solidariedade, Malone Rodrigues, conduziu o painel sobre Meditação e educação para a interioridade, tema que já é trabalhado em grandes universidades, como Harvard, Oxford e a PUCRS, e também em gigantes da tecnologia, como Google e Microsoft. Segundo o Fórum Econômico Mundial, meditação e mindfulness estão entre as principais habilidades do futuro, auxiliando no desempenho de funções do cotidiano. 

E para o futuro, outra realidade cada vez mais presente é o uso de ferramentas online gratuitas, como Creative Commons, que são materiais liberados para reutilização, assim como as preocupações com direitos autorais e proteção de dados de quem navega na internet. Para este painel, sobre Recursos digitais, os convidados foram os professores Marcelo Crispim, da Escola de Comunicação, Artes e Design da PUCRS (Famecos) e Rodrigo Espindola, da Escola Politécnica, além de Sheila Peixoto, que atua na Procuradoria Jurídica da PUCRS. 

O encerramento ficou por conta do professor Jean Cheiran, da Universidade Federal do Pampa, e Débora Conforto, coordenadora de Graduação Online da PUCRS. “Acessibilidade é sobre remover barreiras. Segundo o Consórcio da Rede Mundial de Computadores, é sobre tornar conteúdo perceptível, operável e compreensível por pessoas com uma ampla gama de habilidades”, explica Cheiran. Débora enfatiza que “a busca é para que o processo de aprendizagem possa ocorrer para cada um dos alunos e alunas”. 

Conheça o Núcleo de Apoio à Educação Inclusiva da PUCRS, um espaço que executa ações que promovem o acesso e a permanência de estudantes com necessidades educacionais específicas na Universidade. 

Leita também: PUCRS oferece disciplinas voltadas para formação cidadã e inclusiva 

Mais recentes