Impacto Social

PUCRS inaugura Laboratório de Desigualdades, Pobreza e Mercado de Trabalho

quinta-feira, 29 de setembro | 2022

PUCRS Data Social

Foto: Matheus Gomes

Na manhã desta quinta-feira (29), a Universidade inaugurou o PUCRS Data Social – Laboratório de Desigualdades, Pobreza e Mercado de Trabalho, com o objetivo de elaborar estudos e relatórios sobre os temas, baseados em dados públicos oficiais. O PUCRS Data Social irá desenvolver análises acessíveis para contribuir com o debate público sobre os assuntos e será coordenado pelos pesquisadores André Salata e Ely José de Mattos e conta com a participação da pesquisadora Izete Bagolin.

Estiveram presente na inauguração do PUCRS Data Social o reitor, Ir. Evilázio Teixeira, o vice-reitor, Ir. Manuir Mentges, o Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Carlos Eduardo Lobo e Silva, a Diretora de Pesquisa, Fernanda Morrone, além de decanos/as, professores/as e pesquisadores/as. O laboratório está localizado na sala 305, do Prédio 50.

Na ocasião, o reitor destacou a importância de que as pesquisas da Universidade sejam desenvolvidas para além dos muros da instituição, impactando a sociedade. Já o Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação reforçou a importância da comunicação dos resultados de pesquisa e a presença da pesquisa no debate público.

O primeiro estudo divulgado pelo PUCRS Data Social tem como objetivo mensurar as taxas de pobreza e extrema pobreza entre indivíduos de 0 a 6 anos de idade – chamada primeira infância. O relatório Pobreza Infantil no Brasil tem como base os dados da Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílios Contínua (PNADc), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), entre 2012 e 2021. O estudo vem sendo destaque nos principais meios de comunicação, como Folha de S. Paulo, G1, GZH e GloboNews.

Leia também: Taxa de pobreza entre crianças de 0 a 6 anos de idade chega a 44,7% no Brasil, mostra estudo da PUCRS

Conduzido pela PUCRS, o INCT Observatório das Metrópoles e a Rede de Observatórios da Dívida Social na América Latina (RedODSAL), o Boletim – Desigualdade nas Metrópoles também passa a ser incorporado pelo PUCRS Data Social. O estudo, publicado trimestralmente, traz indicadores sobre desigualdade de rendimento para 22 regiões metropolitanas do País.

Estudos desenvolvidos pelo PUCRS Data Social

A 9ª edição do Boletim – Desigualdade nas Metrópoles, divulgada em agosto, revelou que mais de 19 milhões de pessoas estão em condição de pobreza, e mais de 5 milhões vivem em condições ainda mais precárias. Além disso dos relatórios trimestrais, edições especiais também são produzidas com base nos dados anualizados das PNADs, que permitem levantar informações mais completas sobre temas como desigualdade, renda e pobreza nas principais metrópoles do Brasil.

Leia mais: Boletim da Desigualdade: pobreza chega a quase 20 milhões de pessoas nas metrópoles brasileiras

No tema da pobreza, o laboratório desenvolve análises a respeito do comportamento da pobreza, contemplando tanto a sua diversidade conceitual quanto a realização de decomposições. Partindo das medidas monetárias tradicionais, calcula-se a incidência e a intensidade da pobreza monetária e multidimensional na população em geral, por gênero e grupos etários selecionados.

PUCRS Data Social, André Salata, Ely Mattos, Izete Bagolin

André Salata, Izete Bagolin e Ely Mattos integram o PUCRS Data Social / Foto: Matheus Gomes

No campo de mercado de trabalho, tema central na sociedade moderna, o PUCRS Data Social propõe análises apuradas sobre diferentes aspectos para contribuir com o debate público.

Acompanhe todas as publicações dos estudos pelo site.

Conheça os pesquisadores

Três pesquisadores reconhecidos internacionalmente por sua atuação nas áreas de Economia, Ciências Sociais e Desenvolvimento compõe a equipe. O coordenador do PUCRS Data Social André Salata é doutor em Sociologia e professor do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da PUCRS. Desenvolve estudos na área de estratificação e desigualdades sociais.

Também coordenador do PUCRS Data Social, o professor Ely José de Mattos é doutor em Economia e docente do Programa de Pós-Graduação em Economia da Universidade. Realiza projetos de pesquisa nas áreas de desenvolvimento, mercado de trabalho e meio ambiente. A professora Izete Pengo Bagolin é doutora em Economia Aplicada e professora dos Programa de Pós-Graduação em Economia, Serviço Social e Filosofia da PUCRS. Autora de diferentes pesquisas nos temas ligados à pobreza, desenvolvimento humano e desigualdade.

Conheça mais sobre essa nova estrutura de pesquisa da PUCRS.

Mais recentes