Impacto Social

Inscrições abertas para o Projeto Rondon 2022, com destino ao Amapá

terça-feira, 05 de outubro | 2021

Projeto RondonUma oportunidade de reinventar. Uma experiência única e gratificante. Essas frases revelam o sentimento dos estudantes da PUCRS que participaram do Projeto Rondon. E a chance de integrar esse time está aberta. Se você realiza algum curso de Graduação da Universidade e deseja participar da Operação Amapá Mais Forte 2022, inscreva-se no site oficial do projeto, até dia 12 de outubro. 

Essa edição acontece no mês de fevereiro, em Vitória do Jarí, no estado do Amapá. O objetivo é implementar ações que auxiliem na economia, saúde, educação e bem-estar no município. Para as inscrições, é necessária a leitura do edital, além do preenchimento e envio dos anexos para o e-mail [email protected] 

Experiência para levar para a carreira e para a vida 

O Projeto Rondon é uma oportunidade de viver uma aventura singular e transformadora junto a centenas de universitários de todos os cantos do Brasil. Integra acadêmicos de diferentes áreas, em uma prática interdisciplinar que possibilita o intercâmbio cultural e a troca de conhecimentos, gerando aprendizagens para a vida pessoal e profissional. 

Leia também: Como é e por que realizar voluntariado durante a pandemia? 

A ação de integração social é coordenada pelo Ministério da Defesa em parceria com instituições de Ensino Superior de todo o Brasil. Nessa dinâmica, reúne estudantes universitários dispostos a passar o período de férias envolvidos com a cultura e a realidade de alguma região do País. 

Projeto Rondon

O Projeto Rondon é uma oportunidade de viver uma aventura singular junto a centenas de universitários de todos os cantos do Brasil./Foto: Arquivo pessoal

A equipe da PUCRS é formada por dois professores e oito estudantes de graduação, selecionados a partir do processo seletivo, sendo que todos os estudantes de graduação podem participar. A viagem tem duração de 15 dias, período com foco em atividades de cunho social e ações que geram benefícios para a comunidade da região. Os voluntários rondonistas recebem todo o suporte necessário durante a participação, além de orientação e acompanhamento, estadia, alimentação, uniforme e deslocamento. 

Depoimentos de quem participou do Projeto Rondon 

  • “O Rondon para mim é uma chance de trocar experiências com pessoas e realidades que eu nunca conheceria, e é por isso que ter feito parte da Operação João de Barro foi uma das vivências mais importantes da minha vida! Essa experiência fez de mim uma profissional e pessoa muito mais empática e resiliente.”, Natália Konzen Rockenbach, psicóloga formada pela PUCRS e Analista de Recrutamento e Seleção. 
     
  • “Viver o Projeto Rondon na Operação João de Barro foi uma experiência tão impactante que jamais saberei descrever em palavras a marca que deixou. Conhecer a fundo uma realidade diferente me mostrou a grandiosidade do aprendizado de vida que pessoas e comunidades têm a oferecer. Serei eternamente grato aos vínculos intensos que esta oportunidade única na vida me deu. Sempre feliz de lembrar da sorte de ter vivido o Rondon”Lucas Faleiro, estudante do 5° ano de Medicina da PUCRS. 
     
  • “Não consigo disfarçar o carinho e a gratidão que tenho pelo Projeto Rondon. Em 2018, participei da Operação Pantanal em Corguinho – MS e de longe foi uma das experiências mais marcantes da minha vida. Além de ter vivenciado uma experiência enriquecedora tanto no processo formativo seletivo, quanto na operação em si, acredito que o Rondon desperta um senso de cidadania e de empatia diante do que o outro é e do que ele tem a ensinar”, Franciele Smiderle Bremm, estudante do 4° ano de Medicina da PUCRS.

    Leia também: 5 atrações turísticas para visitar sem sair de casa 

Mais recentes