Pesquisa

Professora da Escola Politécnica recebe prêmio na área de Interação Humano-Computador   

terça-feira, 09 de novembro | 2021

interação humano-computadorNo último mês de outubro, a professora e pesquisadora Milene Selbach Silveira, coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação da Escola Politécnica, foi homenageada com Prêmio de Atuação de Destaque da Comissão Especial de Interação Humano-Computador (CEIHC), durante o Simpósio sobre Fatores Humanos em Sistemas Computacionais (IHC). O momento da premiação pode ser conferido no vídeo da transmissão, no canal do evento no YouTube. 

Concedido a pessoas que contribuíram para o desenvolvimento, fortalecimento e êxito da Comunidade Brasileira de Interação Humano-Computador, a premiação avalia diversas funções e aspectos da atuação dos profissionais da área. 

Para Milene, o reconhecimento representou um momento marcante e simbólico para a sua carreira.  “Me sinto muito honrada por essa homenagem e, principalmente, por participar dessa comunidade há tanto tempo”, comenta.  

Mas afinal, do que trata a área Interação Humano-Computador? 

Segundo a professora, os profissionais desta área estão preocupados com todo o processo de design de sistemas computacionais interativos e como estes podem ser utilizados e impactar as pessoas que os utilizam. “Quando falamos desse tipo de sistema estamos falando desde aqueles que usamos em nossos computadores em nosso dia a dia até aplicativos para celular e jogos digitais em geral”, complementa. 

“Hoje em dia falamos em um conceito mais amplo, que é o impacto na Experiência do Usuário (UX) como um todo. Estamos cercados de sistemas computacionais interativos e dependemos deles para nosso trabalho, estudos, compras, entretenimento, etc. Esta experiência tem que ser boa, a interação tem que ser fácil, efetiva”. 

Por isso, para uma melhor qualidade de uso, os profissionais projetam os sistemas tendo em mente o perfil do público-alvo (quem utilizará o sistema em questão), o que ele precisa fazer (que tarefas precisa realizar com o apoio do sistema) e onde esta interação irá acontecer (contexto de uso).  

Sobre a pesquisadora 

Milene trabalha na PUCRS desde 1994. Em 1998, começou a buscar opções para o Doutorado e a área de Interação Humano-Computador, embora não fosse muito difundida até aquele momento, chamou sua atenção por tratar de assuntos relacionados às pessoas que vão utilizar os sistemas.   

Em 1999, foi para a PUC-Rio fazer Doutorado na área e, desde então, essa tem sido sua principal área de pesquisa. Na área de IHC, junto à Comissão Especial de Interação Humano-Computador associada à Sociedade Brasileira de Computação, trabalhou fortemente para o estabelecimento da área e na obrigatoriedade de ensino deste tópico nos cursos de graduação em Computação do país 

“Este trabalho relacionado ao Ensino de IHC muito me orgulha. Um dos maiores desafios, durante toda esta trajetória, foi lutar por este reconhecimento de IHC como área importante, mesmo com nossos pares da área de Computação em geral. Mas, hoje em dia, a importância de IHC e UX são indiscutíveis”, comemora. 

Atuação da PUCRS na área de IHC  

De acordo com Milene, atualmente, a PUCRS conta com disciplinas específicas relacionadas a IHC e UX em cursos de graduação e pós-graduação. Além disso, neste ano, o PUCRS Online em parceria com a UOL, lançou o curso de pós-graduação User Experience Design and Beyond, com disciplinas ministradas por profissionais reconhecidos na área. 

Leia também: PUCRS e Poatek oferecem bolsas para o ingresso de mulheres na Ciência da Computação

Mais recentes