Serviços

Gutcha Ramil e Aline Araujo lançam clipes para o Ensaios de Morar

quinta-feira, 11 de junho | 2020

ensaios de morar; instituto de cultura, música, poesia; poemas musicadosNesta semana, o projeto Ensaios de Morar, promovido pelo Instituto de Cultura da PUCRS e pelo Projeto Concha,, apresenta as criações em música e vídeo de poemas de Ana Martins Marques concebidas pelas artistas Gutcha Ramil e Aline Araujo. Publicados respectivamente nos dias 9 e 11 de junho pelos canais dos realizadores do projeto, os vídeos dão continuidade à série de publicações semanais que ocorre até o dia 9 de julho.

O primeiro vídeo da semana, do dia 9 de junho, é da artista Gutcha Ramil, rabequeira, violinista, cantora, percussionista, compositora, educadora e antropóloga. É uma das fundadoras do grupo Três Marias e, além disso, participa de projetos artísticos como o grupo Ibeji e o Sankofa Drums, integra a banda dos compositores Thiago Ramil e Dona Conceição e faz parte do projeto Casa Ramil, que reúne diferentes gerações de artistas da sua família. Já o vídeo do dia 11 de junho é de Aline Araujo, pianista, compositora e bacharela em música pela UFRGS. Seu primeiro EP, junto da banda Celeuma Instrumental Livre, foi lançado em 2017. Em 2019, desenvolveu seu trabalho autoral na Residência Artística do Projeto Concha/Natura Musical. Dos projetos que participa, destacam-se as bandas As Aventuras, Enxame e o Tributo Elis Regina, com a cantora Camila Lopez e o Arrastão.

Os poemas dessa semana foram retirados de A vida submarina, livro de estreia de Ana Martins Marques. Por meio da poesia, da música e do vídeo, as publicações ressignificam objetos e ações aparentemente banais, trazendo um novo olhar sobre o cotidiano da casa e tudo aquilo que compõe o ato de “morar”.

Confira os poemas que foram musicados e gravados em vídeo pelas artistas: 

cultura, Gutcha Ramil, ensaios de morar

Foto: Divulgação

Em A Vida Submarina (Editora Scriptum) 
Por Gutcha Ramil    

Mais importante que ter uma memória é ter uma mesa  
mais importante que já ter amado um dia é ter uma mesa sólida  
uma mesa que é como uma cama diurna  
com seu coração de árvore, de floresta  
é importante em matéria de amor não meter os pés pelas mãos  
mas mais importante é ter uma mesa  
porque uma mesa é uma espécie de chão que apoia  
os que ainda não caíram de vez. 

cultura, Aline araújo, ensaios de morar

Foto: Divulgação

Em A Vida Submarina (Editora Scriptum) 
Por Aline Araujo  

Os parentescos entre a leitura e o sono  
Estão por ser estudados  
Ambos exigem uma espécie de concentração  
Às avessas  
Em ambos pensa-se em nós  
O pensamento do outro.  
Ambos se fazem melhor na cama  
Nem sempre a posição é confortável  
Mas o conforto não é tudo  
Os parentescos entre a leitura e o amor  
Estão por ser estudados. 

Ao final da publicação dos 14 poemas audiovisuais, no início de julho, ocorre o lançamento de um site desenvolvido especialmente para o projeto, com artes criadas por Clara Trevisan. A plataforma vai reunir os poemas escritos por Ana Martins Marques com os vídeos produzidos pelas artistas, acrescidos de um ensaio da escritora, poeta e professora de Escrita Criativa na PUCRS Moema Vilela. A construção do site vem da intenção de montar uma espécie de livro virtual que reúna todas as artes e artistas envolvidas.

As artistas participantes do Ensaio de Morar:

Mais recentes