Ensino

MPA em Inovação e o Novo Setor Público terá nova turma em 2024

segunda-feira, 09 de outubro | 2023

O curso de especialização na PUCRS ensina a lógica organizacional das instituições públicas. / Foto: Pexels

A PUCRS irá realizar mais uma edição do Master of Public Administration (MPA), voltado à temática Inovação e o Novo Setor Público. O curso foi idealizado pelo Tesouro do Estado do Rio Grande do Sul em parceria com a iniciativa Pacto Alegre, que também é constituída pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e pela Universidade do Rio dos Sinos (Unisinos). O objetivo da pós-graduação é trabalhar temas direcionados à gestão pública, de forma a promover a geração e a consolidação de habilidades para fazer frente às novas necessidades dos cidadãos.  

Para Edimara Mezzomo Luciano, professora da PUCRS e coordenadora do MPA, o curso pode ser considerado um marco por partir de três grandes inovações: é desenvolvido por quatro instituições de forma colaborativa, surge no diálogo de saberes e conta com professores estrangeiros. A docente aponta que o MPA é ideal para quem já atua na área, já que as aulas envolvem bastante discussão de problemas reais, propostas de solução desses problemas e ideias de como gerar inovação em contexto local. 

“Um dos grandes diferenciais do curso são os learning labs, ou laboratórios de aprendizagem, que basicamente são espaços de discussão e mobilização de saberes para criar mudanças internas no serviço público, e mudanças consistentes e sustentáveis”, explica Edimara. “Nestes espaços, os estudantes têm a oportunidade de discutir os conhecimentos relacionados às disciplinas utilizando a aprendizagem autônoma, por exemplo”.  

Leia mais: 6 livros para colocar na sua lista de leituras de 2024

A primeira turma do MPA aconteceu em 2021. Agora, os/as primeiros estudantes a ingressarem já estão próximos da conclusão. Para Adriana Oliveira da Silva, diretora de Administração da Secretaria da Fazendo do Estado do RS e Auditora-fiscal da Receita Estadual, o MPA foi um divisor de águas. 

“Realizar uma especialização focada numa demanda tão complexa e sistêmica, que é a necessidade do Serviço Público ser respeitado, compreendido e ainda encontrar caminhos seguros de desenvolvimento, se torna um momento e uma oportunidade de disseminar, compartilhar e construir juntos”, destaca. 

O que é um MPA? Como ele funciona?   

O curso conta com professores internacionais. / Foto: Pexels

Essa modalidade de curso de especialização é nova na PUCRS. O Master of Public Administration (MPA) ensina a lógica organizacional das instituições públicas, como recursos humanos, administração financeira e questões legais. Com ele, será possível aprender teorias e desenvolver estudos destinados a melhorar a máquina pública estatal e o terceiro setor, além de empresas ligadas ao governo por meio de concessões ou parcerias público-privadas. O foco é no interesse coletivo e no bem-estar social. 

Além de ser destinado a gestores públicos, é realizado na modalidade online e presencial, tendo duração de dez meses. O currículo do MPA Inovação e o Novo Setor Público conta com um corpo docente qualificado, composto por professores nacionais e internacionais, referências em suas áreas de atuação. Além disso, as disciplinas a serem cursadas foram organizadas visando aprimorar competências técnicas, de gestão e de governança.  

Para isso, foram levadas em consideração as novas tecnologias e as tendências da gestão pública, fazendo com que sejam abordados, ao longo da especialização, temas contemporâneos como inovação, empreendedorismo, governo aberto, governo digital, transparência, governança pública, governança colaborativa e políticas públicas baseadas em dados.   

SAIBA MAIS SOBRE O CURSO

Sobre o Pacto Alegre  

A iniciativa Pacto Alegre surgiu a partir da articulação da Aliança para Inovação, formada pelas instituições de ensino PUCRS, UFRGS e Unisinos, em conjunto com a Prefeitura Municipal de Porto Alegre e as entidades representativas da Capital.   

Lançado oficialmente em novembro de 2018, o Pacto Alegre reúne 85 entidades dos segmentos acadêmico, empresarial, de governo e da sociedade em busca de articulação e eficiência na realização de projetos transformadores e com amplo impacto para a cidade. Seu objetivo é criar condições para que a capital gaúcha se transforme em um polo de inovação, atração de investimentos e empreendedorismo, com o compartilhamento de recursos e parcerias com o poder público e a iniciativa privada. 

Leia também: Antropólogo colombiano Santiago Uribe fala sobre a importância do Pacto Alegre para a sociedade gaúcha

Mais recentes