Institucional

Convênio entre PUCRS e Universidade de Milão foca em cooperação na pesquisa

quarta-feira, 05 de setembro | 2018

universidade de milão, itália, convênio, pesquisa, igg

Foto: Di Sailko-Opera propria/Wikipedia

As conexões interinstitucionais são essenciais para o contínuo trabalho de internacionalização da Universidade. Em 2018, uma nova parceria foi oficializada com a Universidade de Milão (Itália) por meio de convênio de cooperação internacional. Os movimentos de aproximação existiam desde 2014, quando o diretor do Instituto de Geriatria e Gerontologia da PUCRS (IGG), Newton Luiz Terra, esteve na metrópole europeia e posteriormente recebeu o docente italiano Maurizio Popoli para o Simpósio Internacional de Geriatria.

Com pesquisas com temas relacionados ao envelhecimento humano, o interesse em trabalhos em conjunto só aumentou. A visita da professora da Escola de Medicina e coordenadora de pesquisa experimental do Instituto do Cérebro do Rio Grande do Sul (InsCer), Denise Cantarelli Machado, em especial, marcou o fim da tramitação do convênio, oficializando as intenções de trabalho em conjunto das duas instituições.

universidade de milão, itália, convênio, pesquisa, igg

Foto: Marco Varisco/Wikipedia

Entre as pesquisas em curso na parceria entre PUCRS e Universidade de Milão está o projeto MicroRNAs in frailty-associated cognitive impairment (MATCH-In), coordenado por Popoli. Os pesquisadores envolvidos acreditam que a detecção de possíveis marcadores de fragilidade em indivíduos idosos com déficit cognitivo permitirá uma intervenção precoce, pois a presença de comprometimento cognitivo em pessoas com fragilidade está, de fato, entre os mais importantes contribuintes para a transição para demência e mortalidade. A PUCRS é a única universidade fora da Europa a compor o grupo de instituições participantes.

Além de projetos de pesquisa, o convênio também visa intensificar a mobilidade discente e docente, oportunizando que doutorandos façam seu período sanduíche na universidade italiana. Carina Zuppa, doutora em Gerontologia Biomédica e orientanda de Denise, foi uma das estudantes que teve a oportunidade de atuar um ano nos laboratórios da instituição milanesa entre 2017 e 2018.

Além disso, o projeto em cooperação com a universidade italiana deve compor o Programa Institucional de Internacionalização da Capes (Capes/PrInt), intensificando essa iniciativa na PUCRS. “Esperamos que este contrato inédito possa colaborar para que os idosos dos nossos países consigam um envelhecimento autônomo, independente, saudável, participativo, seguro e produtivo”, comenta Terra.

Mais recentes