Ensino

Conflitos na rotina de trabalho é tema de projeto realizado por estudantes

quinta-feira, 06 de fevereiro | 2020

Grupo de alunos desenvolvedor do projeto / Foto: Augusto de Lara

Grupo de alunos desenvolvedor do projeto / Foto: Augusto de Lara

A união entre resolução de conflitos, tecnologia e empreendedorismo resultou em um projeto chamado DraMatch, um dos quatro destaques do Torneio Empreendedor 2019. A união das palavras drama e match foi criada com base na teoria do Psicodrama, da Psicologia, pelos alunos dos cursos de Engenharia da Computação, Medicina, Direito, Ciência da Computação e Administração, em novembro do ano passado.

Os estudantes Paulo Ricardo Martins, Augusto de Lara, Lua Vasconcellos, Bernardo Jornada e Alexandre Perucia juntaram seus conhecimentos das diferentes áreas para gerar o planejamento.

A teoria na prática

Psicodrama é um modelo de terapia em grupo, focado na resolução de conflitos. Desenvolvido através da criatividade, espontaneidade e empatia, busca sinalizar os pontos negativos e positivos dos conflitos vividos diariamente em ambientes de trabalho. A atividade acontece em grupo, com encenações dos conflitos e a resolução, estimulando o aprendizado com o outro e o autoconhecimento.

O projeto DraMatch é baseado no modelo Business to Business (B2B) e visa unir empresas que buscam resolver essas questões, a profissionais da Psicologia capacitados para a dinâmica.

“O que nos motiva é o sentimento de ajudar o próximo”

A iniciativa pretende ser uma alternativa nas questões envolvendo conflitos nas relações humanas dentro das corporações. A metodologia tem como objetivo agregar bem-estar emocional no cotidiano e auxiliar para uma convivência mais positiva entre os colaboradores. “Sempre tivemos curiosidade com o comportamento humano, em poder perceber a diferença entre as pessoas, os conflitos. Estamos muito confiantes que poderemos mudar vidas, e o que nos motiva é o sentimento de ajudar o próximo”, enfatiza Augusto de Lara, estudante da Escola Politécnica e um dos membros do grupo destaque.

Além da proposta inicial, depois da sessão de psicodrama em grupo, no ambiente corporativo, os funcionários terão a possibilidade de seguir com terapia individual, podendo ser realizada com preços mais acessíveis através da plataforma, encontrando diferentes opções de pacotes promocionais e feedback das atividades.

Em uma pesquisa realizada pelos estudantes, cerca de 80% dos entrevistados informaram que participariam de uma terapia em grupo. Dos psicólogos entrevistados, 72,8% gostariam de ter seu trabalho divulgado em uma plataforma.

Planos futuros

A ideia é criar o aplicativo, analisar as experiências, e subir para uma próxima etapa na hora de oferecer o serviço. Segundo Lara, os desenvolvedores do projeto esperam estender o modelo de negócios, oferecendo o serviço não somente para empresas, mas para qualquer outro usuário que busque a alternativa de terapia proposta pelo DraMatch. Para isso, desejam participar do Startup Garagem, garantir investimentos e tirar a ideia do papel. “Temos a perspectiva de que até maio, início do startup garagem, teremos o projeto validado e com o MVP (Produto Minimamente Viável) pronto”, destaca.

A oportunidade de construir projetos de impacto social

O Torneio Empreendedor, realizado pela PUCRS desde 2007, proporciona, com acompanhamento de mentores parceiros do Laboratório Interdisciplinar de Empreendedorismo e Inovação  da PUCRS (Idear), a proposta de colocar a ideia que pode se tornar um grande negócio em contato com o mercado. E, por meio de metodologias e mentorias personalizadas, dar forma a projetos viáveis, independente do estágio em que eles estiverem.

Mais recentes