Institucional

Conexões Tecna discute Indústria Criativa no RS

quarta-feira, 06 de abril | 2016

Tecnopuc Viamão

Tecnopuc Viamão
Foto: Bruno Todeschini – Ascom/PUCRS

No dia 14 de abril, a partir das 9h, o Centro Tecnológico Audiovisual do Rio Grande do Sul (Tecna) realiza o Conexões Tecna, seminário que abordará temas estratégicos para o setor criativo e audiovisual. Por meio de experiências de agentes do mercado, serão apresentadas as pesquisas e as atividades realizadas pelas equipes do Centro, que está em fase de implantação. O evento será realizado no Tecnopuc Viamão (avenida Senador Salgado Filho, 7000 – Viamão/RS). As inscrições, gratuitas, são direcionadas a interessados no tema e podem ser feitas clicando aqui.

O objetivo do Conexões Tecna é compartilhar informações e promover interação entre os agentes do setor. Além disso, espera-se refletir sobre a estruturação de um centro de produção e pós-produção de conteúdos digitais criativos alinhados com o adensamento do arranjo produtivo local. Para Aletéia Selonk, coordenadora do centro, “o Tecna é um novo agente dentro do ecossistema criativo do Estado, comprometido com o desenvolvimento dos negócios criativos e seus impactos econômicos, sociais e culturais. A pesquisa que está sendo feita na Universidade já é desenvolvida em conexão com o setor. Agora, este diálogo começa a se intensificar pois o Centro será um laboratório vivo”.

 

Sobre o Tecna

O Tecna é um centro de referência para a indústria criativa, com ênfase no audiovisual e na tecnologia, baseado na integração entre universidade, empresas e governo. Os pilares do projeto são atividades de fomento ao setor, atendimento do mercado, pesquisa e formação. A iniciativa tem como parceiros a PUCRS, a Fundação Cinema RS (Fundacine) e o Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

A pesquisa sobre a estruturação do centro de produção e pós-produção de conteúdos digitais criativos vem sendo desenvolvida em parceria com a Feevale e é viabilizada pelo programa Usinas Digitais, do Ministério das Comunicações, operado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio Grande do Sul (Fapergs).

Mais recentes