Ensino

Como se destacar no mercado do Direito? Formação na área exige inovação e multidisciplinaridade

quarta-feira, 21 de fevereiro | 2024

Softwares jurídicos, chatbots, assinaturas digitais – as tecnologias protagonizam a inovação e tornam mais dinâmica a atuação dos profissionais do Direito. Identificar e absorver  esses recursos é fundamental. Mas, inovar em um mundo complexo exige uma transformação  que vá além, que ultrapasse as fronteiras do que é tecnológico, impactando o perfil e o  comportamento dos profissionais da área.

O Brasil é o país com a maior proporção de advogados por habitante do mundo. De  acordo com dados da OAB Nacional, ao todo cerca de 1,3 milhão de advogados exercem  regularmente a profissão, solucionando conflitos, criando ambientes favoráveis para  sociedade, para os negócios, e atuando para a estabilidade legislativa. Frente a essa realidade,  cada vez mais o profissional do Direito precisa atuar de forma multidisciplinar, desenvolvendo  o aprendizado contínuo e se conectando com diferentes áreas de conhecimento.

“O mercado hoje precisa de profissionais atentos a todas essas transformações e  necessidades, às demandas sociais, econômicas, políticas, culturais e históricas da nossa  sociedade. O profissional que o mundo precisa hoje é multifacetado e consegue interligar  esses saberes que estão dispostos dentro do curso de Direito, mas também em outras  ciências”, ressalta Laís Machado Lucas, professora da Escola de Direito da PUCRS.

De forma prática, a urgência por profissionais multidisciplinares se apresenta  diariamente nas instituições e escritórios de advocacia. Hoje, não basta entender de Direito,  é também preciso desenvolver conhecimentos nas áreas de finanças, recursos humanos,  marketing, antropologia, psicologia e política, por exemplo. As demandas da sociedade são  inúmeras e, de acordo com Laís, passam tanto por questões de proteção dos consumidores,  dos trabalhadores e do meio ambiente; quanto por demandas de grandes empresas e  organizações.

Como a PUCRS contribui para a formação desse profissional?

O Direito abre muitas portas. É uma área com uma série de possibilidades de atuação,  tanto na iniciativa privada – sendo a advocacia uma das mais tradicionais – quanto em cargos  públicos: magistrados, promotores de justiça, defensores públicos, delegados de polícia. Apesar dessa gama de atividades, é evidente a necessidade de profissionais altamente  qualificados, ágeis e flexíveis. Quem estuda na Escola de Direito da PUCRS tem uma  experiência jurídica completa, em um ecossistema de excelência, com professores que são  referência e preparam os estudantes para desenvolverem uma postura ética, crítica e  humana.

Para Aury Lopes Júnior, professor da Escola de Direito da PUCRS, a Universidade  proporciona aos estudantes uma experiência rica e integral. A partir de um aprendizado que  vai muito além do tradicional, o estudante tem a possibilidade de circular entre as áreas de  conhecimento, realizar parte do curso em reconhecidas instituições estrangeiras, e iniciar sua  trajetória acadêmica e/ou sua carreira no mercado ainda durante a graduação.

“A PUCRS permite uma conjugação de dois fatores: somos uma instituição  tradicional, clássica e sólida, e que ao mesmo tempo tem a velocidade da inovação e das  novas tecnologias, proporcionando um equilíbrio para que o profissional possa dar conta  do mundo hiperacelerado em que vivemos, sem nunca deixar de lado o caráter humano das  relações”, destaca.

Por meio de uma trajetória acadêmica flexível e customizável, estudantes que  ingressam na PUCRS podem personalizar sua formação de inúmeras maneiras. A Escola de  Direito proporciona práticas reais e de impacto social desde o começo do curso, com mentoria  de um corpo docente de excelência, formado por profissionais reconhecidos nacional e  internacionalmente. É, também, o único curso do Brasil a oferecer dupla titulação com a  Universidade de Parma, na Itália.

A inovação e o empreendedorismo estão presentes de forma sólida, através da  interface com o Parque Científico e Tecnológico da PUCRS (Tecnopuc). A aluna do curso de  Direito Chrysna Alves Martins ingressou na PUCRS com o sonho de ser juíza. No primeiro  semestre, por meio de atividades multidisciplinares, percebeu que o que fazia seus olhos  brilharem era o setor privado.

“Eu participo do Tecnopuc Law, um projeto da Escola de Direito em parceria com o  Parque Científico e Tecnológico da Universidade. Nessa iniciativa, nós prestamos mentoria  jurídica para as startups que estão incubadas no Tecnopuc. Essa experiência me  proporcionou uma visão prática de mercado e também das minhas possibilidades de especialização depois de formada”, contou Chrysna com entusiasmo.

Hoje, mais da metade dos alunos estão estagiando ou trabalhando com carteira  assinada, em escritórios privados ou no poder público. Paralelo a isso, o Programa de Pós-graduação em Direito atingiu nota 6 na Capes, figurando entre os melhores do País.

“Estudar na PUCRS é ingressar em um novo mundo, onde teoria e prática andam  juntas. Se o aluno souber aproveitar isso, ele vai ter um ganho gigantesco tanto durante a  graduação como depois. Ele sai um profissional com essa experiência já incorporada. É um  profissional muito mais completo”, pontua Aury.

Qualificação constante 

O aprendizado contínuo é fundamental não somente para o profissional do Direito. O  mundo se transforma de maneira tão veloz que se manter atualizado é um movimento  natural. Durante a graduação na PUCRS, é possível escolher entre mais de 50 certificações de  estudo complementares, ter contato com pesquisadores renomados e participar de pesquisas  de impacto, e ainda antecipar sua pós e terminar em menos tempo. A professora Laís  Machado explica que esse vínculo é possível por meio do GPG, programa que permite que os alunos cursem disciplinas de mestrado e doutorado durante a graduação.

“Isso é possível para que ele possa experimentar um pouco da rotina de pesquisa e  ver como é a continuidade da vida após a graduação. Se o aluno não tiver essa pretensão,  existe uma gama de especializações e certificações à disposição. O aluno da Escola de  Direito sai com esse conhecimento aberto para que ele possa futuramente centrar nas suas  áreas de predileção”, afirma.

Por que estudar Direito hoje?

Questões relacionadas aos direitos humanos, à proteção de pessoas vulneráveis, à  economia, à política: tudo isso seria paralisado sem a existência dos profissionais do Direito.  Se não houvesse profissionais do Direito, o mundo seria muito mais desumano, muito menos  solidário, com menos empatia. Profissionais efetivamente comprometidos com uma  sociedade melhor têm uma contribuição fundamental para essas relações.

“O Direito nos coloca em conexão com o mundo, ele faz o nosso sentir, o nosso  existir enquanto pessoas ter um propósito. O Direito nos aproxima das causas mais  relevantes da sociedade e nos dá as ferramentas para que a gente possa ajudar a resolvê-las”, finaliza a professora Laís Machado Lucas.

 Para iniciar o Curso de Direito da PUCRS é necessário realizar o Vestibular  ou solicitar o ingresso extravestibular por meio do processo de transferência, ingresso de  diplomado, reopção ou reingresso.

 O mundo precisa de você aqui. Escolha o seu caminho na PUCRS

Mais recentes