Inovação

Artistas participam de série de apresentações ao vivo pelo Instagram

quinta-feira, 26 de março | 2020

Projeto No Meu Canto PUCRS - Cultura terá transmissões ao vivo de artistas gaúchos pela internetPromover a cultura enquanto as pessoas ficam em casa. Essa é a proposta do projeto No Meu Canto, do Instituto de Cultura da PUCRS, uma alternativa para quem está em isolamento por causa do coronavírus. Diversos artistas do Rio Grande do Sul integram a programação de apresentações que serão transmitidas ao vivo pelo perfil do Instagram. A série acontecerá sempre nas quintas-feiras, durante a noite, começando nesta semana.

Confira a programação completa:

Pedro Cassel26 de março, às 19h

Cantor, compositor e poeta. Pedro Cassel dá aulas de canto e oficinas de escrita. Desde 2016, apresenta seu trabalho com a música em diversos lugares do Rio Grande do Sul e, em paralelo, constrói coletivamente, com artistas de várias áreas, o Grupo de Estudos e Ações em Poesia. Seu primeiro single, Tango Tempestade, está nas redes e seu primeiro disco, Abrir, sai ainda em 2020.

Paola Kirst e Pedro Borghetti2 de abril, às 19h

Compositora, cantora e performer com formação em Artes Visuais, tendo experiência em dança e teatro. Em 2018, Paola Kirst lançou seu primeiro disco: Costuras que me Bordam Marcas na Pele. Além de diversas colaborações com outros artistas, prepara novo álbum para ser lançado em 2020.

Pedro Borghetti é músico, compositor e cantor, passou pela dança, atuação, design e, atualmente, se dedica ao bombo leguero e a composições. Desenvolveu seu primeiro trabalho solo com o disco Linhas de Tempo (2019). Além de colaborar em outros projetos, atualmente, o artista acompanha o gaiteiro Renato Borghetti, seu pai, ao lado do violonista Neuro Júnior.

Glau Barros9 de abril, às 19h

Cantora e atriz, Glau Barros desenvolve uma intensa e permanente carreira profissional desde 1990 na música, no teatro e no audiovisual. Já realizou diversos shows, como Alô, alô Elis ReginaEstandarte do SambaSamba Eu Canto Assim!, entre outros. Em seu mais recente CD, Brasil Quilombo, interpreta sambas de compositoras e compositores gaúchos, além de releituras de consagradas canções do gênero.

Juliano Guerra: 16 de abril, às 21h

Além de compositor, Juliano Guerra é intérprete e músico. Tem três discos lançados: Lama (2012), Sexta-Feira (2015) e NEURA (2018). Em sua última obra, o artista varia bruscamente entre acústico e elétrico, irônico e sentimental. O bipolar NEURA apresenta, ao longo de 12 canções, um mosaico de um colapso mental. Com o disco, Juliano foi vencedor do Prêmio Açorianos, em 2019, como melhor compositor de MPB.

Clarissa Ferreira: 23 de abril, às 19h

Clarissa Ferreira é violinista, compositora e pesquisadora. Em seu projeto autoral Pampa de Vênus, desenvolve narrativas sonoras sobre a regionalidade do Rio Grande do Sul, buscando criar uma nova linguagem estética aliada a sons eletrônicos e acústicos. Os espaços sociais e musicais das mulheres na cultura gaúcha, a degradação do pampa, a criação de fronteiras envoltas em entendimentos sobre tradição e a relação com a geografia e a cosmologia local são algumas das reflexões que aparecem nas composições da artista.

 

Mais recentes