Inovação

Ao completar 15 anos, Tecnopuc lança desafio para a próxima década

segunda-feira, 20 de agosto | 2018

Coworking; Raiar

Foto: Camila Cunha

O mês de agosto é de comemorações para o Tecnopuc. No dia 25 de agosto, o Parque Científico e Tecnológico da PUCRS completa seus 15 anos lançando uma meta audaciosa: atrair e gerar mil novas startups. A intenção, prevista no plano estratégico da área de Inovação e Desenvolvimento da PUCRS, reflete uma tendência dos principais ecossistemas de inovação do mundo, que têm direcionado seus esforços para a geração de startups de alto desempenho e impacto social e ambiental. Em 2018, também é celebrado os 70 anos da Universidade, que promove transformações por meio do ensino, da pesquisa e da extensão que impactam o futuro da sociedade.

Atualmente, o Parque gaúcho abriga mais de 150 organizações, entre gigantes globais como Microsoft, Apple, Santander, Getnet, HP,  HPE, ThoughtWorks e Oracle, empresas nacionais como a DB Server, Globo.com, UOL, Stefanini, LifeMed e Toth, institutos e centros de pesquisa como Instituto do Cérebro (InsCer), Smart City Innovation Center Huawei, Instituto do Petróleo e dos Recursos Naturais (IPR) e Centro Tecnológico Audiovisual do RS (Tecna), além de diversos mecanismos de geração de empreendimentos, com mais de 200 startups graduadas ao longo desse período, como a Cliever Tecnologia e a Egalitê Recursos Humanos Especiais.

Em seus espaços, o Tecnopuc conta com mais de 6,5 mil pessoas trabalhando, em uma estrutura construída para gerar sinergia entre as empresas e a Universidade. Além disso, possui convênio de colaboração e interação com mais de 150 países. Desde a sua fundação, em 2003, quadriplicou sua área construída, passando dos iniciais 20 mil metros quadrados para mais de 90 mil. O crescimento é constante e muito voltado ao desenvolvimento do ambiente de atração empresarial via conexão com a Universidade, já que o Tecnopuc tem foco na transformação do conhecimento gerado na academia em negócios, geração de emprego e renda.

 

Espaço de Coworking, Raiar, Global Tecnopuc, Tecnopuc,Tecnopuc Experience, startup,poa.hub

Foto: Bruno Todeschini

Gestão conectada e global

Outro marco desses 15 anos é novo modelo de governança da área e o novo modelo de gestão do Tecnopuc. Agora, a PUCRS conta com uma Superintendência de Inovação e Desenvolvimento, ligada diretamente à Reitoria, responsável pela gestão de todo o ecossistema de inovação. Já o Parque agrupa as áreas de gestão do ambiente físico, geração de startups, criatividade, ações de impacto social, gestão de projetos e prospecção e negociação.

Essas mudanças também decorrem do processo de planejamento estratégico que buscou preparar a Universidade e o Tecnopuc para os desafios e as oportunidades dos próximos 15 anos. O processo envolveu as mais atuais abordagens de gestão e governança de ambientes de inovação, e deixou como resultado um modelo mais leve, rápido, conectado e global.

De acordo com reitor da PUCRS, Ir. Evilázio Teixeira, os mais de 20 mil acadêmicos, professores e pesquisadores da Universidade buscam aliar estudos, pesquisas e novas ideias às necessidades reais de um mundo cada vez mais complexo. O diferencial da Universidade é o uso do conhecimento gerado para desenvolver soluções transformadoras para os desafios da sociedade, e o Parque tem papel fundamental nisso. “O Tecnopuc é uma das mais importantes ações da PUCRS nessa aproximação com a sociedade, propiciando aos nossos alunos, da graduação e da pós-graduação, oportunidades únicas de contribuição para o desenvolvimento econômico e social de nossa região ”, observa.

Para o superintendente de Inovação e Desenvolvimento da PUCRS, Jorge Audy, inovação, seja incremental ou disruptiva, se faz com “pessoas talentosas, inquietas, criativas e comprometidas, atuando de forma cooperada, transformando, para melhor, a realidade em que vivemos. Nossa nova estrutura foi concebida e está organizada para gerar um ambiente inovador de classe mundial que permita contribuir com o transbordamento do que fazemos para a Universidade e a nossa sociedade”, diz.

O diretor do Tecnopuc, Rafael Prikladnicki, acrescenta que o objetivo do Parque é justamente proporcionar um ambiente favorável para essas pessoas e empresas e para a geração de negócios. O mundo mudou e as estruturas lineares e hierárquicas da era industrial se transformaram muito pouco. Por isso, os principais ambientes de inovação mundiais estão buscando novos modelos de gestão e governança. “O Tecnopuc acompanha essa tendência e, com o novo modelo, visa motivar que as equipes atuem com maior autonomia e responsabilidade, dando espaço para que a criatividade e a inovação sejam estimuladas”, completa.

Mais recentes