Ensino

Aluno da PUCRS, ingressante do Programa Raízes, participa de simulação da ONU, em Harvard    

sexta-feira, 03 de maio | 2024

Evento de debates promovido pela universidade americana acontece em Boston, nos Estados Unidos

Foto: Arquivo pessoal

Victor Cabreira de Oliveira, estudante do primeiro semestre de Relações Internacionais da PUCRS, marcou presença na Harvard Model United Nations (HMUN), simulação de relações internacionais que ocorre anualmente em Boston, nos Estados Unidos, organizada pela Universidade de Harvard. Selecionados por meio de um rigoroso processo de candidatura, o evento de debates reúne mais de 4 mil participantes de 50 países diferentes, e é uma oportunidade para os estudantes conhecerem as dinâmicas das Nações Unidas durante quatro dias. 

O estudante ingressou na PUCRS por meio do Programa Raízes, iniciativa para oferta de bolsas integrais de graduação para pessoas pretas, pardas e indígenas, e conta que além da HMUN, também participou da Yale Model United Nations (YMUN). Os eventos são uma excelente chance para os jovens líderes debaterem os temas urgentes do momento e criarem soluções inovativas e criativas, além de desenvolver várias habilidades durante o processo, incluindo falar em público, negociação, liderança, trabalho em equipe e elaboração de políticas. 

“Participar das simulações com certeza são experiências únicas, em que aprendi muito. Em Harvard, senti que o evento era mais internacional que em Yale, com uma carga horária maior e um foco maior no acadêmico,” destaca Victor. 

Um formulário é feito para decidir as preferências de comitê da delegação, como os tipos e os países. A simulação é competitiva, pois várias delegações têm o desejo de ganhar menções, o que explica a avaliação mais criteriosa por parte da organização. Segundo Victor, eles são avaliados por cada fala, cada documento escrito e por outros quesitos, como já possuírem um estudo prévio sobre o tema a ser discutido. 

“O fato de as mesas terem conhecimento acadêmico no tópico do comitê, eu participei do The Special Political and Decolonization Committee (SPECPOL) no qual debatíamos sobre o povo Saarauí que vive no sul de Marrocos, e uma integrante da mesa estudava sobre conflitos na região na graduação dela, então ela usava esse conhecimento para nos guiar para uma resolução coerente com o conflito,” explica. 

Leia também: Conheça a história de três estudantes que ingressaram na PUCRS por meio do Programa Raízes 

Foto: Arquivo pessoal

O evento estimulou a empatia e a compreensão entre os envolvidos, pois eram cerca de 250 pessoas em dupla nos comitês. O principal objetivo dos comitês envolvidos é terminar o debate com um documento de resolução aprovado, mas chegar em uma conclusão mútua é a parte mais complicada. As políticas de cada país representados pelos estudantes são diferentes, além dos blocos entre países que precisavam ser apresentados. 

“Existiam também apresentações dos documentos, porque eram formados blocos entre países. Após a apresentação de cada bloco com seus documentos existia uma sessão de perguntas e respostas, o qual deveríamos estar preparados para responder coerentemente para o bem do bloco,” aponta o estudante de Relações Internacionais. 

A experiência enriquecedora abriu os olhos de Victor sobre os diversos caminhos que o Curso de Relações Internacionais pode oferecer além do idealizado por ele anteriormente. O estudante planeja voltar a participar futuramente no HNMUN ou WIMUN, simulações de debate no formato das Nações Unidas para o ensino superior. Regresso do Programa Raízes, a sua ida para os Estados Unidos não foi fácil e precisou do apoio de muitas pessoas para fazerem o seu sonho se tornar realidade. 

“O programa Raízes é o que possibilitou que eu pudesse continuar a seguir o meu sonho das Relações Internacionais, porque acredito que se não fosse o programa talvez ali teria sido o fim da minha jornada, e graças ao Raízes posso voltar a sonhar longe,” comenta. 

O SimulaRI oferecido pela Escola de Humanidades é uma grande oportunidade para entender a forma de debates de Instituições Internacionais, seguindo as normas e as regras advindas das negociações da ONU. O evento coordenado pelo Curso de Relações Internacionais ocorre dos dias 24 até 26 de maio no Prédio 50, com as inscrições abertas para alunos de graduação e ensino médio. 

Mais recentes