Inovação

5 formas de melhorar a eficiência energética em empresas e indústrias

quinta-feira, 15 de julho | 2021

Confira algumas formas simples para empresas e indústrias melhorarem a eficiência energética

Atingir a eficiência energética é um passo fundamental para um mundo sustentável / Foto: Pixabay

Eficiência das lâmpadas de LED, de módulos de energia fotovoltaica e a relação entre energia e meio ambiente são temas sobre os quais frequentemente se ouve falar. Neste mês, com a medida assinada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) que altera o valor das bandeiras tarifárias, a conta de luz ficou mais cara. Em momentos como este, a preocupação com formas de melhorar a eficiência energética ganha ainda mais evidência – especialmente para empresas e indústrias.

Segundo o professor da Escola Politécnica e coordenador do Laboratório de Eficiência Energética (LABEE) e do Centro de Demonstração em Energias Renováveis (CEDER), Odilon Duarte, eficiência energética consiste basicamente em usar menos energia:

“É uma prática que busca eliminar os desperdícios, otimizar os sistemas de geração de eletricidade e manter o conforto, a qualidade e a segurança”.

Um dos caminhos para a sustentabilidade

Atingir a eficiência energética é fundamental para um mundo sustentável – seja do ponto de vista ambiental, social ou econômico. Isso porque produzir e distribuir energia é muito caro e tem um impacto negativo em nosso ambiente.

Entre os benefícios gerados por esse meio de gestão da energia estão a redução das emissões de gases de efeito estufa, a diminuição da demanda por importações de energia, o aumento da confiabilidade do sistema de abastecimento e a redução de custos com energia para a empresa e para a sociedade.

Economia para empresas e indústrias

“O uso da energia com mais eficiência é uma das maneiras mais rápidas e econômicas de gastar menos dinheiro, reduzir as emissões de gases de efeito estufa, criar empregos e atender à crescente demanda de energia”, destaca Duarte. O professor aponta alguns dos benefícios da eficiência energética para empresas e indústrias:

Ambiental: reduz as emissões de gases de efeito estufa (GEE) e outros poluentes, bem como diminui o uso da água.

Econômico: melhorar a eficiência energética nos sistemas de força motriz, de refrigeração, de ar comprimido e de iluminação diminui as contas dos serviços públicos individuais, cria empregos e ajuda a estabilizar os preços e a volatilidade da energia.

Benefícios para o sistema elétrico: restringe a demanda geral de energia, reduzindo a necessidade de investir em novos sistemas de geração, transmissão e distribuição de eletricidade, proporcionando uma redução substancial na tarifa.

Gerenciamento do risco: a eficiência energética ajuda a diversificar os portfólios de recursos das concessionárias e é uma proteção contra as incertezas associadas à flutuação dos preços da energia.

Como melhorar a eficiência energética?

A partir dessa forma de gestão de energia, é possível reduzir custos em indústrias, empresas e até mesmo em casa. Além disso, a eficiência energética acaba apresentando as vantagens que essas práticas podem trazer para os empreendimentos.

Pensando nessas questões, o professor Odilon Duarte elencou algumas dicas para empresas e indústrias que buscam melhorar a performance no seu consumo de energia. Confira:

1. Aproveitar ao máximo a iluminação natural

Uma dica que parece básica, mas que pode fazer toda a diferença, sendo que contamos com a luz natural durante um período significativo do dia. Manter as janelas limpas é o primeiro passo para aproveitar a luz do sol, e utilizar cortinas leves e portas de vidro também podem contribuir.

2. Minimizar perdas de temperatura

Em processos industriais que envolvam calor, uma forma de melhorar a eficiência energética é procurar empregar o isolamento térmico para minimizar as perdas de temperatura, diminuindo, assim, o consumo de energia.

3. Utilizar equipamentos com Selo A do Procel

Esta é uma ferramenta simples e eficaz que indica os equipamentos e eletrodomésticos que menos consomem energia. O selo foi criado em 1993 e apenas produtos que atingem índices de consumo e desempenho estabelecidos são contemplados com a sinalização.

4. Empregar motores elétricos de alto rendimento nos processos fabris

Os motores elétricos são os principais consumidores de energia das indústrias. Por isso, contar com opções de alto rendimento são uma alternativa para atingir a eficiência energética.

5. Utilizar uma cortina de ar em ambientes climatizados

O ar cria uma barreira, impedindo a troca térmica entre o ambiente interno e externo. Com isso, o consumo de energia com o sistema de ar-condicionado é reduzido.

Leia também: Sustentabilidade: energia solar ganha espaço no Brasil e pode ser vista como investimento

Mais recentes